Ouray

Ouray


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Ouray (a flecha) nasceu em Taos, Novo México, em 1820. Seu pai era membro da tribo Ute, mas sua mãe era apache. Bem educado, ele aprendeu a falar inglês e espanhol.

Quando seu pai morreu em 1860, Ouray tornou-se chefe do bando Tabeguache de Utes. Amigo próximo de Kit Carson, Ouray assinou um tratado de paz com os Estados Unidos em 7 de outubro de 1863.

Em 1872, Ouray foi a Washington para reclamar da apreensão das terras dos Ute por colonos brancos. Ouray ressaltou que a terra havia sido penhorada perpetuamente à tribo.

Nathan Meeker tornou-se o agente indígena da Reserva White River Ute em 1878. Ele perturbou os Utes ao tentar forçá-los a se tornarem agricultores. Em setembro de 1879, Meeker convocou o exército para lidar com os Utes. Quando soube o que estava acontecendo, o chefe Douglas e um grupo de guerreiros mataram Meeker e sete outros membros da agência. Isso ficou conhecido como o Massacre de Meeker. Os Utes também atacaram o major Thomas Thornburgh e suas tropas que se dirigiam para a Agência White River. Na luta, Thornburgh e nove de seus homens foram mortos.

Ouray agora conduzia negociações de paz com o governo americano. Como resultado, os Utes foram transferidos do Colorado e colocados em uma reserva em Utah. Ouray foi recompensado com uma anuidade de $ 1.000 por ano.

Ouray morreu de doença de Brights em 27 de outubro de 1880.


Originalmente fundada por mineiros que buscavam prata e ouro nas montanhas circundantes, a cidade ao mesmo tempo ostentava mais cavalos e mulas do que pessoas. Os garimpeiros chegaram à área em 1875. Em 1877, William Weston e George Barber encontraram os veios de ouro Gertrudes e Una na Bacia Imogene, seis milhas ao sul a sudoeste de Ouray. Thomas Walsh adquiriu as duas veias e todo o terreno próximo. Em 1897, Walsh abriu a mina Camp Bird, acrescentando um moinho de vinte selos em 1898 e um moinho de quarenta selos em 1899. A mina produziu quase 200.000 onças de ouro em 1902, quando Walsh vendeu sua totalidade para Camp Bird, Ltd. Por 1916, Camp Bird, Ltd., havia produzido mais de um milhão de onças de ouro. [12]: 51, 84-86,91

No auge da mineração, Ouray tinha mais de 30 minas ativas. A cidade - após mudar seu nome e o do condado em que ocupava várias vezes - foi incorporada em 2 de outubro de 1876, em homenagem ao chefe Ouray dos Utes, uma tribo nativa americana. Em 1877, Ouray tinha crescido para mais de 1.000 habitantes e foi nomeada sede de condado do recém-formado Condado de Ouray em 8 de março de 1877.

A Ferrovia Denver & Rio Grande chegou a Ouray em 21 de dezembro de 1887. Ficaria até que o automóvel e os caminhões diminuíssem o tráfego. O último trem de passageiros regularmente programado foi 14 de setembro de 1930. A linha entre Ouray e Ridgway foi abandonada em 21 de março de 1953.

Em 1986, Bill Fries, também conhecido como C. W. McCall, foi eleito prefeito, servindo por seis anos. [13]

Toda a Main Street está registrada como Distrito Histórico Nacional, com a maioria dos edifícios datando do final do século XIX. O Beaumont Hotel, a Prefeitura de Ouray e a Biblioteca Walsh estão listados no Registro Nacional de Locais Históricos individualmente, enquanto o Tribunal do Condado de Ouray, o St. Elmo Hotel, o Hospital dos Mineiros de St. Joseph (atualmente abrigando a Sociedade e Museu Histórico do Condado de Ouray) , Western Hotel e Wright's Opera House estão incluídos no bairro histórico.

De acordo com o United States Census Bureau, a cidade tem uma área total de 0,8 milhas quadradas (2,1 km 2), toda ela terrestre.

Edição de clima

Ouray experimenta quatro estações distintas. Os verões são quentes durante o dia e amenos a esfriarem à noite, com breves temporais ocorrendo frequentemente nas tardes de julho e agosto, às vezes resultando em chuvas intensas, embora de curta duração. O outono é fresco e geralmente limpo com chuva ocasional. Os invernos são longos e frios - embora raramente muito - com considerável queda de neve. A primavera é geralmente fria com o início da primavera, muitas vezes trazendo as maiores nevascas do final da primavera para o início do verão (meados de maio até o final de junho), é ameno a quente e geralmente é a época mais seca do ano. A classificação climática de Köppen para Ouray é Dfb. [15]

Dados climáticos para Ouray, Colorado
Mês Jan Fev Mar Abr Poderia Junho Jul Agosto Set Out Nov Dez Ano
Registro de alta ° F (° C) 60
(16)
61
(16)
68
(20)
75
(24)
84
(29)
92
(33)
91
(33)
90
(32)
87
(31)
84
(29)
75
(24)
60
(16)
92
(33)
Média alta ° F (° C) 37.0
(2.8)
39.2
(4.0)
44.7
(7.1)
53.7
(12.1)
63.6
(17.6)
73.9
(23.3)
78.5
(25.8)
76.1
(24.5)
70.1
(21.2)
59.5
(15.3)
45.2
(7.3)
37.6
(3.1)
56.6
(13.7)
Média baixa ° F (° C) 15.0
(−9.4)
17.2
(−8.2)
22.5
(−5.3)
29.7
(−1.3)
37.9
(3.3)
45.1
(7.3)
51.2
(10.7)
50.0
(10.0)
43.6
(6.4)
34.1
(1.2)
23.3
(−4.8)
16.3
(−8.7)
32.2
(0.1)
Registro de ° F (° C) baixo −22
(−30)
−21
(−29)
−7
(−22)
2
(−17)
18
(−8)
27
(−3)
33
(1)
34
(1)
16
(−9)
8
(−13)
−4
(−20)
−17
(−27)
−22
(−30)
Precipitação média em polegadas (mm) 1.72
(44)
1.73
(44)
2.25
(57)
2.07
(53)
1.76
(45)
1.15
(29)
2.10
(53)
2.29
(58)
2.02
(51)
2.15
(55)
2.06
(52)
1.62
(41)
22.92
(582)
Queda de neve média em polegadas (cm) 24.7
(63)
22.8
(58)
25.5
(65)
13.1
(33)
3.2
(8.1)
.2
(0.51)
0
(0)
0
(0)
.2
(0.51)
5.8
(15)
20.4
(52)
21.9
(56)
137.8
(351.12)
Fonte: Centro Regional do Clima Ocidental [16]

A maior parte da economia de Ouray é baseada no turismo. Ouray se autodenomina a "Suíça da América" ​​por estar situada na ponta estreita de um vale, cercada em três lados e meio por montanhas íngremes.

Grande parte do turismo da cidade concentra-se em escalada no gelo, mountain bike, caminhada, corrida em trilha e off-road em expedições com tração nas quatro rodas (4WD) nas montanhas de San Juan. Ouray também se tornou um destino popular para motociclistas, pois marca o início da Million Dollar Highway. Este trecho da rodovia conecta Ouray às cidades vizinhas de Silverton e Durango. A Million Dollar Highway é frequentemente considerada uma das estradas mais bonitas do Colorado, mas também é considerada uma das mais perigosas devido às suas curvas acentuadas, saliências íngremes e falta de guarda-corpos. [17] Os destinos incluem Yankee Boy Basin, Engineer Mountain e Black Bear Road. O artista gravador (e mais tarde o prefeito de Ouray) C. W. McCall ajudou a tornar o Urso Negro famoso na área. Sua música "Black Bear Road" pegou emprestada a frase, "você não precisa ser louco para dirigir nesta estrada, mas ajuda", de uma placa uma vez colocada em algum lugar no início de Black Bear Pass. [18]

Ouray é um destino popular para escalada no gelo. [19] O primeiro parque de escalada no gelo do mundo, expandindo-se em quedas naturais anteriormente populares, consiste em dezenas de cachoeiras congeladas de 80 a 200 pés (61 m) de altura cultivadas ao longo de mais de um quilômetro do Desfiladeiro Uncompahgre. A água é fornecida por um sistema de aspersão desenvolvido e mantido por uma organização voluntária e apoiado por doações de empresas locais, fabricantes de equipamentos e alpinistas. O Ouray Ice Park é gratuito e atrai escaladores de todo o mundo. O Festival de Gelo anual é uma extravagância que dura um fim de semana de concursos, exposições e instruções com muitos dos melhores escaladores de gelo do mundo. A escalada no gelo também tem sido uma bênção para a economia local, com hotéis e restaurantes que antes fechavam durante os meses de inverno, agora abertos para acomodar escaladores.

Existem cinco fontes termais desenvolvidas em Ouray e nas proximidades de Ridgway. Isso inclui piscinas termais e cavernas de vapor. Ouray Hot Springs é a maior instalação com várias piscinas. [20]

Existem inúmeras cachoeiras ao longo da estrada de Durango a Ouray e, dentro dos limites da cidade, há duas cachoeiras de fácil acesso. Cascade Falls [21] é uma caminhada curta de 1/4 de milha acessível a partir de um estacionamento na 8ª Avenida. Box Canyon Falls está na extremidade sudoeste de Ouray.

Ouray era originalmente uma cidade mineira. A maior e mais famosa mina é a Camp Bird Mine, a segunda maior mina de ouro no Colorado, estabelecida por Thomas Walsh em 1896. [20] Embora tenha havido uma licença de operação registrada em 2007, a mina ainda permanece inativa. [22] Durante sua vida útil, a mina produziu cerca de 1,5 milhão de onças troy de ouro e 4 milhões de onças troy de prata, de 1896 a 1990. [23] Em 1995, o antigo equipamento de moagem "The Crusher" foi desmontado e vendido a um mina menor localizada na Mongólia, onde operou por cerca de dois anos. [20] A mina vazia pode ser vista na íngreme estrada 2WD que leva às estradas 4WD para Yankee Boy Basin e Imogene Pass.

População histórica
Censo Pop.
1880864
18902,534 193.3%
19002,196 −13.3%
19101,644 −25.1%
19201,165 −29.1%
1930707 −39.3%
1940951 34.5%
19501,089 14.5%
1960785 −27.9%
1970741 −5.6%
1980684 −7.7%
1990644 −5.8%
2000813 26.2%
20101,000 23.0%
2019 (estimativa)1,034 [8] 3.4%
Censo Decenal dos EUA [24]

De acordo com o censo de 2010, [25] havia 1.000 pessoas, 457 famílias e 283 famílias residindo na cidade. A densidade populacional era de 1.250 pessoas por milha quadrada (454,5 / km 2). Havia 800 unidades habitacionais com uma densidade média de 1.000 por milha quadrada (363,6 / km 2). A composição racial da cidade era 95,2% branca, 0,1% (1) afro-americana, 0,4% (4) nativo americano, 0,8% (8) asiática, 1,9% (19) de outras raças e 1,6% (16) de Duas ou mais corridas. Hispânicos ou latinos de qualquer raça eram 8,2% da população.

Havia 457 domicílios, dos quais 26,5% tinham filhos menores de 18 anos morando com eles, 48,1% eram casais vivendo juntos, 7,7% tinham uma chefe de família sem marido presente, 6,1% tinham um chefe de família do sexo masculino sem esposa presente , e 38,1% eram não familiares. 32,4% de todos os domicílios eram compostos por indivíduos e 10,9% tinham alguém morando sozinho com 65 anos ou mais de idade. O tamanho médio da casa era 2,19 e o tamanho médio da família era 2,76.

Na cidade, a população era pulverizada, com 21,7% menores de 18 anos, 28,1% de 18 a 44 anos, 33,2% de 45 a 64 anos e 17,0% com 65 anos ou mais. A idade média foi de 45,1 anos. Para cada 100 mulheres, havia 101,6 homens. Para cada 100 mulheres com 18 anos ou mais, havia 101,8 homens.

A renda média de uma família na cidade era de $ 36.094 e a renda média de uma família era de $ 45.313. Os homens tiveram uma renda média de $ 35.217 contra $ 27.083 para as mulheres. A renda per capita da cidade era de US $ 23.127. Cerca de 9,3% das famílias e 8,1% da população estavam abaixo da linha da pobreza, incluindo 7,1% dos menores de 18 anos e 6,4% dos maiores de 65 anos.

O aeroporto mais próximo com serviço regular é o Aeroporto Regional de Montrose, localizado a aproximadamente 40 milhas (64 km) ao norte.

A US 550 é a única estrada pavimentada para entrar ou sair de Ouray. O US 550 começa a cerca de 40 milhas (64 km) ao norte de Ouray, em Montrose. Corre para o sul até Bernalillo, Novo México, via Durango, Colorado e Aztec, Novo México. O trecho da U.S. 550 que vai ao sul de Ouray a Silverton é conhecido como Million Dollar Highway.

No outono de 1968, o filme True Grit foi filmado no condado de Ouray, incluindo algumas cenas na cidade de Ouray e na cidade vizinha de Ridgway, Colorado. O interior do Tribunal do Condado de Ouray também foi apresentado no filme.

No romance de Ayn Rand Atlas encolheu os ombros, o esconderijo secreto do protagonista estava localizado em um vale sem nome nas Montanhas Rochosas chamado Mulligan's Valley ou "Galt's Gulch". Rand disse mais tarde que Galt's Gulch foi inspirado em Ouray, onde Rand encontrou inspiração para completar o romance. [26]

Na série de televisão MacGyver, Ouray é a casa do avô de MacGyver, Harry. A cidade e arredores são usados ​​como pano de fundo para o episódio da primeira temporada, "Target MacGyver".

O nativo de Telluride, David Lavender, relatou suas experiências de trabalho na mina Camp Bird na década de 1930 em suas memórias One Man's West.

A Coors e a Chevrolet já filmaram comerciais na área, particularmente Twin Falls em Yankee Boy Basin.

O lançador de beisebol da Liga Principal, Smoky Joe Wood, nasceu em Kansas City, mas cresceu em Ouray. [27]

A cena de abertura do filme Over the Top com Sylvester Stallone atravessa o centro da cidade.

A série original da Netflix O rancho se passa na cidade fictícia de Garrison, Colorado, mas a cena de abertura da cidade durante a sequência de créditos é de Ouray e o Vale de San Juan, ao norte de Ouray.

Ouray é um local significativo no romance de Chuck Wendig Wanderers.


Legends of America

& # 8220Não queremos vender um pé de nossa terra que é a opinião do nosso povo. Os brancos podem ir e tomar a terra e sair de novo. Não queremos que construam casas aqui. & # 8221

O chefe Ouray era o líder do bando Tabeguache (Uncompahgre) da tribo Ute no oeste do Colorado no século XIX. Ouray nasceu perto de Taos, Novo México, por volta de 1833.

De acordo com a história oral transmitida pelos anciãos Ute, ele nasceu em uma noite gloriosamente clara, quando uma exibição magnífica de chuvas de meteoros atingiu o céu negro de inverno. Os anciãos acreditavam que era um sinal, uma mensagem do alto de que coisas boas aconteceriam.

A mãe de Ouray era membro do grupo Uncompahgre de Ute e seu pai, Guera Murah, era meio Jicarilla Apache. Ouray cresceu na área de Taos, onde o espanhol e o inglês eram as línguas predominantes e não aprenderia a falar as línguas Ute e Apache até mais tarde na vida. Ele passou a maior parte de sua juventude trabalhando para pastores mexicanos e lutando contra os rivais Sioux e Kiowa.

Quando tinha cerca de 18 anos, Ouray viajou para o Colorado e tornou-se membro da banda Tabeguache Ute, onde seu pai, apesar de sua herança apache, havia se tornado o líder. Em 1859, ele se casou com uma donzela Tabeguache Ute de nome Chipeta, que na verdade era um Kiowa Apache que havia sido adotado pelos Ute quando criança.

Quando seu pai morreu em 1860, Ouray tornou-se chefe dos índios Ute, incluindo o bando Uncompahgre. No papel de Ouray como chefe, ele foi considerado um dos maiores líderes Utes & # 8217 com fortes características de paciência e diplomacia. Ele era frequentemente referido como & # 8220O amigo do homem branco ”, pois procurava trabalhar com os colonos brancos e o governo.

Em outubro de 1863, Ouray negociou um tratado no qual a Tabeguache Ute recebeu uma reserva, mas, infelizmente para a Ute, a grande maioria de suas terras a leste dos Estados Unidos Continental, acabou nas mãos do governo. Em 1868, ele viajou para Washington, D.C. para representar seu povo e foi nomeado & # 8220 chefe da Ute & # 8221 pelo governo. Um novo tratado criou terras de reserva no Colorado para Tabeguache, Moache, Capote, Wiminuche, Yampa, Grand River e Uinta, mas novamente, mais terras foram cedidas.

Embora Ouray sempre tentasse garantir as melhores condições possíveis para seu povo, ao mesmo tempo em que permanecia amigável com os brancos, cada tratado subsequente trouxe perdas crescentes de terras para a Ute. Para muitos dos Ute, ressentimentos crescentes começaram a se formar e uma série de tentativas foram feitas contra a vida de Ouray. No entanto, ele sobreviveu e manteve sua atitude conciliatória.

Com a descoberta de ouro no Colorado, as condições para a Ute mudaram drasticamente à medida que os mineiros se aglomeravam em suas terras. Como resultado, as relações entre os índios e os brancos se deterioraram. Na primavera de 1878, Nathan Meeker assumiu o papel de Agente Indiano na Agência White River. & # 8220Ditatorial ”em seu tipo de gestão, Meeker tentou de forma não diplomática forçar a Ute a cultivar, aumentar o estoque, interromper suas corridas de pôneis e incursões de caça e enviar seus filhos à escola. Meeker, determinado a converter a Ute de selvagens primitivos em agricultores trabalhadores e tementes a Deus, persistiu em forçar suas reformas, mesmo quando advertido de que estava deixando a Ute furiosa. Mas Meeker ignorou os avisos e ordenou que uma pista de corrida de cavalos fosse arada para se converter em terras agrícolas. Ele também sugeriu a um deles que havia muitos cavalos e que eles teriam que matar alguns deles. A Ute, cujas terras Meeker estava arando, resistiu e uma briga ocorreu.

Como resultado, Meeker telegrafou para obter assistência militar, alegando que havia sido agredido pelo homem Ute, expulso de sua casa e gravemente ferido. O governo respondeu enviando 200 soldados liderados pelo Major T.T. Thornburgh.

No entanto, percebendo essa ação como um & # 8220 ato de guerra ”, os Utes se revoltaram. Em 29 de setembro de 1879, antes da chegada das tropas, os índios atacaram a agência, queimaram os prédios e mataram Meeker e nove de seus funcionários. O incidente é conhecido como Massacre de Meeker. A esposa, filha e outra garota de Meeker foram mantidas em cativeiro por 23 dias. Após o massacre, colunas de alívio de Forts Fred Steele e D. A. Russell, Wyoming, derrotaram os Utes na Batalha de Milk Creek, Colorado, e encerraram o levante.

Embora Ouray tivesse enviado ordens ao bando Ute envolvido nos ataques para parar, suas ordens foram ignoradas. Depois disso, ele fez o possível para manter a paz, mas era tarde demais. Os colonos da área exigiram a remoção da Ute. Uma manchete na edição de 30 de outubro de 1879 da Harpers Weekly gritou: & # 8220Os Utes devem ir. ”

Ouray se descobriu explicando ao seu povo por que eles deveriam deixar suas terras. Em 6 de março de 1880, o Ute do Sul e o Uncompahgre reconheceram um acordo para se estabelecerem respectivamente no Rio La Plata e no Grand perto da foz do Gunnison, enquanto o Ute do Rio Branco concordou em se mudar para a reserva Uinta em Utah.

No verão de 1880, Ouray e sua esposa, Chipeta, viajaram para a agência do Ute do Sul em Ignacio com a intenção de negociar mais uma vez com o homem branco. Embora Ouray tenha completado a jornada, ele estava doente quando chegou. Ele morreu de doença de Brights em 24 de agosto de 1880.

Ele foi enterrado secretamente em Ignacio. Chefe Ouray & obituário # 8217s em The Denver Tribune leitura:

& # 8220Na morte de Ouray, um dos personagens históricos morre. Ele foi considerado por muitos anos o maior índio de seu tempo, e durante sua vida teve um papel de destaque. Ouray é em muitos aspectos & # 8230 um notável indiano & # 8230 instintos puros e percepção aguçada. Amigo do homem branco e protetor também dos índios. ”

Quarenta e cinco anos depois, Ouray foi enterrado novamente no cemitério a sudeste da Agência White River e o túmulo foi devidamente marcado.

Sua esposa, Chipeta, continuou a trabalhar para a Ute. Quando não foi encontrada terra agrícola suficiente para o Uncompahgre no sul do Colorado, uma nova reserva foi estabelecida em 1882. Chipeta então se mudou para a reserva no nordeste de Utah, onde ela era altamente valorizada e sempre participava das reuniões do chefe. Ela faleceu em 1924.


Ouray - História

mv2_d_7599_1708_s_2.png / v1 / fill / w_255, h_57, al_c, usm_0.66_1.00_0.01, blur_2 / OCRHM-brownlogo-web-01.png "/>

mv2_d_12175_1767_s_2.png / v1 / fill / w_241, h_35, al_c, usm_0.66_1.00_0.01, blur_2 / rope-separator-w-horseshoes-graphic.png "/>

NOSSA MISSÃO

A missão do OCRHM é adquirir, preservar e exibir itens e artefatos relacionados à educação do público sobre a herança do rancho do Condado de Ouray, Colorado e arredores.

Our Ranching HerItage
O condado de Ouray foi desenvolvido em 1877 com a cidade de Ridgway em 1891. O boom da mineração trouxe colonos para esta área conforme os fazendeiros logo em seguida, trabalhando na terra e ajudando a sustentar as minas com as necessidades de gado e agricultura.

O presidente Abraham Lincoln sancionou a lei em 20 de maio de 1862, o Homestead Act, que incentivou a migração para o Ocidente ao fornecer aos colonos 160 acres de terras públicas. Em troca, os homesteaders pagavam uma pequena taxa de registro e eram obrigados a completar cinco anos de residência contínua antes de receber a propriedade da terra. Após seis meses de residência, os homesteaders também tinham a opção de comprar a terra do governo por US $ 1,25 por acre. O Homestead Act levou à distribuição de 80 milhões de acres de terras públicas em 1900.

Nossa área ainda produz gado e gado para a indústria de carne bovina do país.

O Ouray County Ranch History Museum foi iniciado a pedido de famílias de fazendeiros locais para preservar o legado de sua família neste condado. Pare para ver como era a vida no rancho a partir dos anos 1870 e 39 e aprenda sobre a pecuária que ainda está acontecendo em nossa área hoje.


Uma retrospectiva no tempo.

Junto com o Beaumont Hotel, Ouray County Court House, School House e Miners Hospital (que agora abriga o Ouray County Museum), a Wright Opera House foi uma das estruturas de tijolos mais imponentes em Ouray durante o final da década de 1880 e início da década de 1890. Este edifício “com seu estilo estrutural decorativo de frente de ferro e pilares de ferro fundido apoiando a frente de metal prensado do segundo andar foi uma adição da qual a cidade poderia se orgulhar. Acima da janela do meio do segundo andar havia uma janela de vitral e no topo e no centro do edifício em ferro prensado WRIGHTS HALL era claramente visível. Uma varanda de ferro forjado estendia-se em frente às três janelas do meio no segundo andar ”, todas fabricadas pela Mesker Brothers Iron Works de St. Louis, Missouri. É uma das cerca de 19 estruturas na rua principal de Ouray que se acredita serem fachadas de ferro de Mesker, o que faz da rua principal de Ouray o que se acredita ser uma das maiores concentrações de frentes de Mesker ainda existentes nos Estados Unidos. O corredor era acessado por uma porta no nível de uma calçada na Third (Main) Street na extremidade norte do edifício e uma escada levava ao corredor com a bilheteria no topo. ”

De acordo com Darius Bryka do Departamento de Preservação Histórica de Illinois e o especialista em edifícios Mesker, a Wright Opera House é o melhor exemplo de um Edifício Mesker que ele viu nos Estados Unidos.

A grande inauguração da Wright Opera House foi realizada em 4 de dezembro de 1888, com um concerto beneficente e um baile oferecido pela Magnolia Band para pagar os uniformes. Mais tarde naquele mês, em 19 de dezembro de 1888, os professores David e Laux forneceram um programa musical que consistia em duetos de piano e órgão.

Vários anos se passaram antes que os residentes locais começassem a aceitar este novo centro cultural para Ouray. O comparecimento era irregular até o colapso da era da mineração. Então, mais e mais atividades foram realizadas na Wright Opera House, incluindo atividades culturais para a escola. Músicos foram trazidos de Denver e de outras áreas culturalmente ricas para se apresentarem para o povo do condado de Ouray. Finalmente, a Wright Opera House tornou-se o centro das atividades da cidade de Ouray e do restante do condado durante o início do século XX.

Após vários anos de relativa não utilização da Wright Opera House, ela está mais uma vez sendo usada para eventos culturais para o público. Esta estrutura, que é muito visível na Main Street, dá uma contribuição muito significativa para o Ouray Historic District, conforme declarado na Catherine Norman Survey de 2005 e também é candidata a uma lista individual no National Register of Historic Places.


Acordo Brunot

A nova reserva dos Utes na encosta ocidental cobria cerca de 20 milhões de acres, mas não demorou muito para que o governo dos EUA se reunisse novamente com Ouray para adquirir mais terras dos Ute. o Montanhas San Juan foram amplamente ignorados durante o Colorado Gold Rush de 1858 a 1859, mas no início da década de 1870, os garimpeiros encontraram depósitos promissores de ouro e prata ali e procuraram reivindicar as riquezas. Inicialmente, o governo ordenou que os mineiros saíssem do território de Ute, citando o tratado de 1868, mas quando eles se recusaram a sair, as autoridades estaduais e federais começaram a trabalhar em um plano para anexar as montanhas remotas e acidentadas ao Colorado.

A primeira tentativa do governo de adquirir os San Juans dos Utes foi um fracasso total do ponto de vista dos Estados Unidos, já que Ouray e outros representantes dos Utes se recusaram unanimemente a vender mais de suas terras. Mas logo depois de participar daquela primeira reunião, Felix R. Brunot, presidente do Conselho de Comissários indianos, soube que o filho de Ouray havia sido levado cativo. Brunot convenceu o líder da Ute a concordar em vender os San Juans se o governo pudesse reuni-lo com seu filho. Embora o esforço para encontrar Pahlone tenha falhado, Ouray se convenceu da sinceridade de Brunot e acabou ajudando-o a induzir os outros bandos Ute a renunciar a um pedaço de 4 milhões de acres de San Juans em troca de direitos de caça nas montanhas, um pagamento anual de $ 25.000 para os Utes e outras entregas.

Desde que o Congresso declarou em 1871 que os Estados Unidos não reconheceriam mais a soberania das nações indianas, o acordo que cedeu os San Juans aos Estados Unidos não era um tratado, mas ficou conhecido como Acordo Brunot. Assinado em 1873, incluía um estipêndio anual de US $ 1.000 para Ouray, bem como terras para ele e Chipeta perto dos atuais Montrose.


Legends of America

Rua principal em Ouray, Colorado, por Carol Highsmith.

Ouray, Colorado, é uma cidade histórica de mineração localizada na Million Dollar Highway, no sudoeste do Colorado. Situada em um anfiteatro de rocha natural a uma altitude de 7.792 pés, a comunidade é tão bela que costuma ser chamada de Suíça da América.

A cidade recebeu o nome do chefe Ouray, da tribo indígena Ute, que há muito tempo fez desta área um lar antes de os mineiros começarem a chegar. Os nômades índios Tabeguache Ute utilizaram este belo vale nos meses de verão por séculos, caçando a abundante caça e mergulhando no que eles chamam de "águas sagradas milagrosas". A Ute chamou a área de "Uncompahgre", que era sua palavra para "fontes de água quente". O chefe Ouray viveu em uma pequena cabana no sopé do anfiteatro natural.

Quando os homens brancos começaram a invadir o território Ute na década de 1860, o chefe Ouray inicialmente lidou com eles com paciência e diplomacia, tanto que era frequentemente referido como "O amigo do homem branco". Isso mudou, no entanto, com a descoberta de ouro no Colorado, e muitos mineiros começaram a invadir suas terras. Depois que vários tratados foram feitos e quebrados, a Ute foi finalmente expulsa da área e os mineiros inundaram a região.

& # 8220Ouray era amigo do homem branco e protetor dos índios. & # 8221 - The Denver Post

A cidade de Ouray teve seu início em 1875, quando garimpeiros de Silverton abriram caminho para a área via Bear Creek e o rio Uncompahgre, em busca de minério. As primeiras reivindicações registradas foram feitas por A.W. & # 8220Gus & # 8221 Begole e John Eckles em julho. Depois que eles voltaram a Silverton para obter suprimentos, eles foram seguidos de volta ao norte por vários outros, e um campo de mineração foi estabelecido.

Perto dali, garimpeiros reivindicaram os filões de Cedar, Clipper, Trout e Fisherman. Outro local chamado Mineral Farm também estava localizado a cerca de 2,4 quilômetros ao sul do campo de mineração e se tornou um dos primeiros trabalhos mais prósperos da área.

Ouray Miners, cortesia da Biblioteca Pública de Denver

Em 28 de agosto de 1875, um aviso foi arquivado para o município de Uncompahgre, e várias cabanas de toras foram construídas, e um correio foi estabelecido em outubro. Otto Mears ganhou o contrato para transportar a correspondência para os vários campos de mineração da região. Durante esses primeiros dias, a correspondência era frequentemente carregada em trenós puxados por cães e esquis no inverno. A certa altura, a neve estava tão forte que os transportadores da Mears & # 8217 declararam que não conseguiram passar, e o Sr. Mears, em vez de enfrentar uma acusação de quebra de contrato, carregou pessoalmente a correspondência com raquetes de neve. Este contrato postal provavelmente levou Mears a construir a rodovia com pedágio Ouray-Lake Fork, conhecida há anos como & # 8220Mears com pedágio. & # 8221

Na primavera de 1876, mais mineiros chegaram à área, e a cidade foi inspecionada e formalmente incorporada em outubro de 1876 como a cidade de Ouray. Em pouco tempo, ela teve uma população de 400 pessoas e 214 prédios, a maioria deles feitos de toras. Essas estruturas incluíam uma escola com 43 alunos, quatro armazéns gerais, uma serraria, uma unidade de amostragem de minério, dois hotéis e um correio.

Third Street, Ouray, Colorado, 1881, cortesia da Biblioteca Pública de Denver

Nesse ínterim, descobertas mais ricas foram feitas nas bacias vizinhas de Imogene e Yankee Boy. Ouray tornou-se o principal centro de abastecimento dessas novas greves.

Em janeiro de 1877, o condado de Ouray foi formado a partir do condado de San Juan, e Ouray tornou-se a sede do condado. Naquela época, a cidade era chamada de lar para cerca de 1.000 residentes.

Em 1880, depósitos de minério significativos foram encontrados na área, com a maior concentração de minério de alta qualidade encontrada na área de Ironton, 10 milhas ao sul de Ouray e no Distrito de Sneffels e na Bacia Imogene trabalhando a oeste e sudoeste. A Ouray tornou-se então o ponto de embarque e centro de abastecimento da região, função que cumpriria por mais de 90 anos.

Ouray Toll Road, de Detroit Photographic Co., 1900

O distrito de mineração de Red Mountain tornou-se conhecido em 1882, e Otto Mears construiu uma estrada com pedágio de Ouray até o novo distrito. Naquela época, Ouray estava assumindo uma verdadeira aparência de centro urbano & # 8217, à medida que os edifícios de tijolos começaram a substituir os de madeira.

Em 1885, Ouray ostentava uma população de 1.800 pessoas, dois jornais semanais - o Ouray Times e a Solid Muldoon, uma unidade de amostragem de minério, um moinho de 10 selos, um banco, três igrejas, várias escolas e vários restaurantes, hotéis, salões e organizações fraternas.

No mesmo ano, Otto Mears, que havia construído uma extensa rede de estradas com pedágio em todo o sudoeste do Colorado na última década, finalizou sua “maior estrada” - a predecessora da “Rodovia Million-Dollar” entre Silverton e Ouray. Essa estrada com pedágio acidentada seguia o desfiladeiro do rio Uncompahgre, cruzava a Montanha Vermelha e contornava uma saliência estreita centenas de metros acima do fundo do cânion.

O Beaumont Hotel de 1886 em Ouray, Colorado, por Carol Highsmith.

Além da mineração, as pessoas foram atraídas para Ouray por suas inúmeras fontes termais e cenário magnífico. Como resposta a essa tendência, o Beaumont Hotel, de três andares, foi construído em 1886 e estava destinado a se tornar um dos melhores hotéis do Oeste. O hotel luxuosamente mobiliado, com sua elegante sala de jantar, foi inaugurado em julho de 1887. Devido ao declínio do turismo, o hotel fechou em 1964 e ficou vazio por mais de 30 anos. No entanto, em 1998, foi meticulosamente restaurado à sua grandeza original. Listado no Registro Nacional de Locais Históricos hoje, mais uma vez atende aos hóspedes.

No mesmo ano, o Hospital do Mineiro foi inaugurado em agosto de 1887. Frank Carney o construiu em um terreno doado pela Igreja Católica com fundos doados por cidadãos de Ouray. Permaneceu aberto até 1964 e tornou-se a casa da Ouray County Historical Society and Museum & # 8217s em 1971. Ele está localizado na 420 Sixth Avenue.

Denver e Rio Grande Railroad em Ouray, Colorado por Russell Lee, 1940

A Ferrovia Denver & Rio Grande chegou a Ouray em 21 de dezembro de 1887. A ferrovia permitiu que o minério de baixo teor, antes ignorado por causa dos custos de transporte exorbitantes, fosse explorado com lucro. A ferrovia logo construiu um depósito, uma casa de máquinas, uma plataforma giratória e outros edifícios de apoio. Hoje, todas as estruturas ferroviárias desapareceram.

A primeira das excursões ferroviárias de bitola estreita chegou a Ouray em agosto de 1888, que foram promovidas como excursões & # 8220Around the Circle & # 8221. A rota original viajava de Pueblo a Salida, pelo Marshall Pass até Gunnison e Montrose, antes de seguir para Ouray. Os viajantes, então, pegaram diligências de Ouray a Chattanooga para embarcar na Silverton Railroad para Silverton e Durango, e depois pelo La Veta Pass de volta a Pueblo.

O tribunal do condado de Ouray, de 1888, por Carol Highsmith.

Prédios mais magníficos foram erguidos em 1888, incluindo a Wright & # 8217s Opera House na 472 Main Street. Foi construído por Edward e Letitia Wright, que eram donos da mina Wheel of Fortune. O Tribunal do Condado de Ouray foi construído no mesmo ano e hoje permanece o mesmo de quando foi construído. Ele está localizado na 541 Fourth Street.

Em 1890, Ouray atingiu seu pico de população de 2.534. No auge da mineração, a área de Ouray ostentava mais de 30 minas ativas.

Em 1891, um novo prédio da prefeitura foi erguido. O prédio de um andar continha escritórios da cidade, uma prisão e um corpo de bombeiros. Logo depois que o novo prédio estava em uso, Thomas Walsh financiou um segundo andar para uma biblioteca, ginásio e um salão público gratuito. O exterior do edifício de tijolos vermelhos, encimado por uma torre do relógio e um campanário, foi projetado para se assemelhar ao Independence Hall da Filadélfia. Agora chamada de Prefeitura de Ouray e Biblioteca Walsh, ela está listada no Registro Nacional de Locais Históricos. Ele está localizado na 320 Sixth Avenue.

O Western Hotel, de três andares, foi construído no mesmo ano e inaugurado em 1892. Situado próximo à ferrovia Denver e Rio Grande, foi um sucesso imediato. Hoje, o hotel de 28 quartos continua a servir os hóspedes e inclui um bar em estilo de fronteira e uma sala de jantar. Ele está localizado em 210 Seventh Avenue.

Mill at the Camp Bird Mine, Ouray County, Colorado, by Russell Lee, 1940

The silver crash of 1893 proved a temporary disaster to Ouray and the entire San Juan region, which had primarily been a silver mining area. After a brief depression, Ouray continued to grow and thrive because of rich gold mines which had been developed on Gold Hill, just north of Ouray in the Paquin Mining District, the continuing major production of the Virginius-Revenue Mine at Sneffles, and the recently discovered Camp Bird Mine between Ouray and Telluride.

In 1897, Thomas Walsh opened the Camp Bird Mine, adding a 20-stamp mill in 1898 and a 40-stamp mill in 1899. The mine produced almost 200,000 ounces of gold by 1902 when Walsh sold out to Camp Bird, Ltd. By 1916 the Camp Bird Mine produced over one million ounces of gold.

Shortly after the turn-of-the-century, work began on the Joker Tunnel, which drained the rich silver mines of the Red Mountain District. In 1900, Ouray’s population was 2,196.

In 1927, the Ouray Hot Springs Pool opened. Listed on the National Register of Historic Places today, the pool features hot mineral water from seven natural springs. Amazingly, the pool has not changed much since construction. The 750,000-gallon sulfur-free mineral pool is open year-round. It is located at 1200 Main Street.

Yankee Girl Mine near Ouray, Colorado by Kathy Weiser-Alexander.

In the early decades of the 20 th century, mining decreased, resulting in the fall of population. Ouray was called home to just 707 people by 1930, but large portions of the city were never abandoned in Silverton and Telluride. Simultaneously, people were using automobiles instead of the railroad, and passenger service on the Denver & Rio Grande Railway was discontinued in September 1930.

In 1939, the Idarado Mining Company was founded, which consolidated many of the existing mining claims in the area, including the Black Bear, Treasure Tunnel, Barstow, and Imogene Mines. During World War II, the Idarado Mine became a major producer of needed war metals. Eventually, the company’s operations almost reached Telluride. Idarado’s mining operations continued until 1978.

The Denver & Rio Grande Railway to and from Ouray was abandoned in 1953. In 1972, Ridgway’s line to Montrose was also abandoned, ending 85 years of railroad operations in Ouray County.

Ouray reached its all-time population low in 1990 with just 644 people. However, in recent decades, more people have been drawn to the area, which now boasts a population of over 1,000 people. Its economy is based on tourism.

The town’s history is very evident in its many well-preserved historic structures. Unlike many other mining towns, Ouray never experienced a fire that consumed a large portion of the town, resulting in a significant number of 19th-century commercial buildings remaining. The Ouray Historic District encompasses nearly the entire town. The vast majority of buildings span from 1886 to 1915, the height of Ouray’s importance as a supply center for nearby mining regions. The Historic District includes 331 buildings. In the commercial district are many brick structures ornately finished with cast-iron facades or Italianate or Romanesque brickwork. Numerous predominantly Queen Anne style homes can be found in the southeast section of town. A historical walking tour begins and ends at the Ouray County Museum at 420 6th Avenue.

In addition to Ouray’s rich history, visitors enjoy numerous recreational activities, including horseback riding, four-wheel drives, rafting, and hiking or climbing in the mountains. Also located in Ouray are the Box Canyon Waterfall, the Ouray Ice Park, and the Ouray Hot Springs Pool.

Ouray is situated at the north end of the Million Dollar Highway and on the San Juan Skyway. These drives providing visitors with numerous scenic views and opportunities to visit the area’s many ghost towns. The Alpine Loop Backcountry Byway is also located nearby and can be accessed with 4-wheel drive vehicles.


Chief Ouray

The western Ute bands originally occupied about 23.5 million acres or around 45 percent of the present state of Utah. By the 1870s, however, Utah’s Utes were confined to less than 10 percent of that area, slightly over 2 million acres on the Uintah Reservation. The Ute lands grew to over 4 million acres in 1880 when the federal government removed the White River and Uncompahgre bands from Colorado and created the Ouray Reservation in Utah. Although Ouray, the prominent chief for whom the new reservation was named, died before the forced relocation, he had spent his life negotiating with government officials and trying to assure a peaceful existence for his people.

The exact date of Ouray’s birth is unknown, but most authorities believe he was born in 1833 in Taos, New Mexico. He spent most of his youth working for Mexican sheepherders and fighting against rival Sioux and Kiowas. He learned Spanish, English, and several Indian languages that became very useful to him in later treaty negotiations. After the death of his first wife, Ouray married Chipeta, a beautiful Uncompahgre Ute toward whom he always showed deep devotion.

In 1863 Ouray helped to negotiate a treaty with the federal government in which the Utes ceded all lands east of the Continental Divide. In 1868 he traveled to Washington, D.C., to represent his people and was appointed “head chief of the Utes” by the government. Ouray and his wife made several visits to the nation’s capital and on one occasion met President Ulysses S. Grant.

Ouray always attempted to secure the best possible conditions for his people while still remaining friendly to the whites. Nevertheless, each additional negotiation brought increasing losses of land for the Indians, and some resented Ouray’s friendship with the whites and the special favors he received from them. Disgruntled Utes made various attempts on Ouray’s life, but he survived and maintained his conciliatory attitude.

With the discovery of gold in Colorado and the resulting influx of miners, Indian-white relations deteriorated. Finally, in the spring of 1878, Nathan Meeker, an Indian agent, triggered a series of events that led to the relocation of Ouray’s people to Utah. The White River Utes had become infuriated over Meeker’s attempt to force them to farm. Meeker called in federal troops, but the Indians succeeded in killing him and seven other whites and took several women as captives. When the government appealed to Ouray for help, the influential chief intervened and secured the release of the hostages and even welcomed them into his home while the situation was defused.

Repercussions from this incident were devastating for the Indians. In 1880 Ouray traveled for the last time to Washington where he signed a treaty providing for the removal of the White River Utes as well as his own Uncompahgre band from Colorado to the Uintah and newly created Ouray reservations in Utah. Shortly after his return from Washington, Ouray died and was buried in southern Colorado. His wife, Chipeta, moved to Utah with her people and died in poverty and exile in 1924 on the reservation named for her husband.


Ouray Genealogy (in Ouray County, CO)

NOTE: Additional records that apply to Ouray are also found through the Ouray County and Colorado pages.

Ouray Birth Records

Colorado, Birth Records, 1910-present Colorado Department of Public Health and Environment

Ouray County Births 1891-1902 Colorado State Archives

Ouray Cemetery Records

Ouray Census Records

Federal Census of 1940, Ouray, Colorado LDS Genealogy

Censo Federal dos Estados Unidos, Pesquisa Familiar 1790-1940

Ouray Church Records

Ouray Death Records

Colorado, Death Records, 1900-present Colorado Department of Public Health and Environment

Ouray Histories and Genealogies

Ouray Immigration Records

Ouray Map Records

Sanborn Fire Insurance Map from Ouray, Ouray County, Colorado, August 1886 Library of Congress

Sanborn Fire Insurance Map from Ouray, Ouray County, Colorado, February 1893 Library of Congress

Sanborn Fire Insurance Map from Ouray, Ouray County, Colorado, January 1900 Library of Congress

Sanborn Fire Insurance Map from Ouray, Ouray County, Colorado, October 1890 Library of Congress

Sanborn Fire Insurance Map from Ouray, Ouray County, Colorado, October 1908 Library of Congress

Ouray Marriage Records

Ouray Newspapers and Obituaries

Ouray Herald, 1896-04-02 to 1922-11-16 Colorado Historic Newspapers Collection

Ouray Times 08/02/1879 to 02/04/1882 Genealogy Bank

Ouray Times, 1877-06-16 to 1880-06-12 Colorado Historic Newspapers Collection

Plaindealer, 1901-01-11 to 1911-12-29 Colorado Historic Newspapers Collection

Silverite-Plaindealer, 1896-01-10 to 1901-01-04 Colorado Historic Newspapers Collection

The Daily Muldoon, October 17, 1882 - November 9, 1882 Colorado Historic Newspapers Collection

The Ouray Herald, April 2, 1896 - November 16, 1922 Colorado Historic Newspapers Collection

The Plaindealer, January 11, 1901 - December 29, 1911 Colorado Historic Newspapers Collection

The Silverite-Plaindealer, January 10, 1896 - January 4, 1901 Colorado Historic Newspapers Collection

Offline Newspapers for Ouray

De acordo com o US Newspaper Directory, os seguintes jornais foram impressos, portanto, pode haver cópias em papel ou microfilme disponíveis. Para obter mais informações sobre como localizar jornais off-line, consulte nosso artigo sobre como localizar jornais off-line.

Ouray County Herald. (Ouray, Ouray County, Colo.) 1939-1969

Ouray County Plaindealer and Ouray Herald. (Ouray, Colo.) 1969-1980

Ouray County Plaindealer. (Ouray, Colo.) 1980-Current

Ouray Herald and the Plaindealer. (Ouray, Ouray County, Colo.) 1921-1936

Ouray Herald. (Ouray, Ouray County, Colo.) 1894-1920

Ouray Herald. (Ouray, Ouray County, Colo.) 1936-1939

San Juan Silverite. (Ouray, Colo.) 1892-1890s

Silverite-Plaindealer. (Ouray, Colo.) 1894-1901

Ouray Probate Records

Ouray County Probate Cases 1878-1919 Colorado State Archives

Ouray School Records

Adições ou correções a esta página? Agradecemos suas sugestões por meio de nossa página de contato


Ouray - History

Photo taken by www.hauntedcolorado.net - (May 2005)
(All rights reserved)

Ouray is located on the ultra- scenic San Juan Skyway


Ouray has been a special destination of world travelers for more than 100 years. This small intimate community is nestled in some of the most
rugged and towering peaks of the Rockies. Set at the narrow head of a valley at 7,792 feet and surrounded on three sides with 13,000 foot
snowcapped peaks - Ouray has been eloquently nicknamed the "Switzerland of America."

Remarkably, two-thirds of Ouray's original Victorian structures, both private and commercial, are still occupied, and have been lovingly
restored in order to preserve their turn-of-the-century charm.

Ouray County lies in the southwestern corner of Colorado in the heart of the San Juan mountains. Ouray County's landscape is dominated by
mountain peaks with 12 peaks 13,000 ft or higher.

The county covers 542 square miles and has a population of around 4,560. Two municipalities lie within the county, the city of Ouray and the
town of Ridgway. During the late 19th and early 20th centuries the primary industries in the county were mining and agriculture. Com o
decline of the mining industry, tourism increased with many drawn to Ouray County for its natural beauty and variety of outdoor activities.

Originally established by miners chasing silver and gold in the surrounding mountains, the town at one time, boasted more horses and mules
than people. Prospectors arrived in the area in 1875 searching for silver and gold. At the height of the mining, Ouray had more than active 30
mines. The town was incorporated on October 2nd, 1876, Ouray was named after Chief Ouray of the Utes, a Native American tribe. By 1877
Ouray had grown to over 1,000 in population and was named county seat of the newly formed Ouray County on 8 March 1877.

The Denver & Rio Grande Railway arrived in Ouray on 21 December 1887, it would stay until the automobile and trucks caused a decline in
traffic, the last regularly scheduled passenger train was 14 September 1930. The line between Ouray and Ridgway was abandoned on 21
March 1953.

The entire town is registered as a National Historic District with most of the building dating back to the late 1800's. The Beaumont Hotel, Ouray
City Hall, Ouray County Courthouse, St. Elmo Hotel, St. Joseph's Miners' Hospital (currently the Ouray County Historical Society and Museum),
Western Hotel, and Wright's Opera House are all on the National Register of Historic Places.

In the fall of 1968 the film True Grit was filmed in Ouray County, including some scenes in the town of Ouray, most notably the Ouray County
Court House.

Unlike other mining towns, Ouray never experienced a large fire that consumed a large portion of the town. As a result, a significant number of
19th century commercial buildings remain in town.


Summer 2015 dates :

July 18th, 2015: Guided Cemetery Walking Tour, $10, meet at Cedar Hill Cemetery at 9:00 am. Preregister at: 970-325-4576

August 22nd, 2015: Guided Cemetery Walking Tour, $10, meet at Cedar Hill Cemetery at 9:00 am. Preregister at 970-325-4576.


The Cedar Hill Cemetery tour takes visitors through Ouray’s beautifully maintained 120-year-old burial ground. Learn the stories of both the
upstanding and infamous citizens who shaped Ouray County. Many of the most ornate headstones mark the graves of children who perished
from childhood disease and the harsh environment. Others belong to prominent citizens such as brick mason Frank Carney who built many of
Ouray’s existing buildings and later became lieutenant governor of Colorado. (Keep an eye out for the legendary white ghost cat who guards
his owners’ graves.)

Ouray County Historical Society/Museum
420 6th Avenue, Post Office Box 151 Ouray, CO 81427-0151
Phone: 970-325-4576
www.ouraycountyhistoricalsociety.org
[email protected]


For assistance during the time we are closed call: Museum Manager Maria Jones @ 970-325-4576

St. Elmo Hotel
426 Main Street
866-243-1502
(970) 325-4951
www.stelmohotel.com


Above photos taken by www.hauntedcolorado.net- May 2005


Catherine "Kitie" Heit built, owned and operated this Queen Anne hotel. She also was the owner of the Bon Ton Restaurant, a Western
Vernacular frame building that was located on the site adjacentto, and north of the hotel. The Bon Ton was in existence in 1886. Kittie bought it
in 1890. It wastorn down in 1924. The present day Bon Ton opened in 1977 and is located in the hotel's lowerlevel. The hotel lobby and most
of its rooms are furnished today much as they were in the earlydays. A wide staircase leads to the second floor. There is a skylight in the roof,
the light fallingupon this beautiful stairway. This building is one of several in Ouray that is thought to be haunted.

Source: Ouray County Historical Society

(The old St. Joseph's Miners' Hospital)
420 Sixth Avenue
970-325-4576
www.ouraycoun tyhistoricalsociety.org


Photos taken by www.hauntedcolorado.net - (May 2005)

The Miners' Hospital opened its doors for business on August 27, 1887 under the auspices of the Sisters of Mercy. This stately old Italianate
building was built with dressed native stone and bracketed roof overhangs. It has three floors and a partial basement with a dirt floor. Lá
are 34 rooms in the building, 27 of which are now devoted to the history of Ouray County. The hospital was in existence for seventy-seven
years, closing permanently in 1964. By 1971 the newly organized Ouray County Historical Society leased space for exhibits and in 1976
purchased the property in order to develop a museum. Here you can learn about the Tabeguache Ute Indians who roamed this area for
centuries, mining, ranching, the railroads and other early transportation, minerals of the area, Ouray County's natural history, details about the
hospital itself and much more.

It is reported to be one of the haunted buildings in town.

'Things do happen around here that I can't explain," said Historical Society Volunteer Barbara Kneisler. "A light will go on that I know for sure I
turned off - little things.

"But of course, old buildings do creak, so I don't pay attention to every little sound."

Telluride Daily Planet
Ouray County Historical Society


Photo taken by www.hauntedcolorado.net - (May 2005)


The Courthouse today remains very much as it was upon completion, both inside and out. It was built of locally manufactured brick with cut
stone trim by Frank Carney. It embodies an unusual blend of architectural styles, primarily Queen Anne and Romanesque.

The first floor houses the county clerk's and treasurer's offices just as it did when it opened. The long wide central hall is used to exhibit many
historic photographs taken throughout the county.

The second floor district courtroom is 40' by 56' with an 18' ceiling. Its natural light comes through large arched windows. This room contains
many of its original furnishings. Jury rooms and other offices associated with the court are on this floor.

In 1976, the courthouse was enlarged by constructing an extension on the southeast side. The building attached to the back of the courthouse
was originally the county jail. Today it is office space for the County Sheriff's Department.

The courtroom scenes in the movie, True Grit, were filmed here.

At the Ouray County Courthouse, one spirit has made her presence known to men far more frequently than to women, said Deputy County
Clerk Paulette Crabb.

"We had someone working late at night," Crabb said. "He came out in the hall and saw a woman dressed in the style of the early 19th century.
She introduced herself, and gave her name as Sally Beaudreau.

"When he went to shake her hand, she wasn't there."

So strong is Ouray's reputation as a hangout for ghosts, the courthouse recently hosted two living visitors - paranormal researchers - intent on
capturing the ephemeral spirit on film, said Ouray County Clerk and Recorder Michelle Olin.

"Two ladies came in and set up cameras and audio," Olin said. "They had the kind of cameras that can see at night, but I have no idea if they
found anything."

If the cameras and audio did turn up evidence of a paranormal presence, the researchers promised to share their findings, said Olin, who said
she has never seen any sign of a ghost in the courthouse.

Crabb and co-worker Jamie Nixon are not bothered by the possible presence of a ghostly visitor either.

"We have heard weird noises," Nixon said. "But we don't work at night."

2005
Above historic photo: The Western Hotel
@ 1885 (
www.photoswest.org )

. A mysterious face painted on the bar room floor of the historic Western Hotel's saloon.


(Photo taken by www.hauntedcolorado.net - May 2005)


. One local "haunt" favored by unexplained phenomena is the Western Hotel.

"I was helping to remodel the Western in 1976," Ouray resident Kevin Haley said. "We saw shadows on the windows on a pretty regular basis.

"We were chipping away some little tiles at one point, and when we got up the next morning, our tools were all scattered around," Haley said.

While tales of spirited happenings at the Western abound, hotel owner Rosemarie Pieper has never felt the least bit unsettled - even while
doing laundry late at night.

"I am very comfortable with the hotel," Pieper said, adding that, when it comes to ghost sightings, "I think it is personal for everybody.

. One of the oldest , still standing all wood hotels in the West. My hairdresser told me that while an art workshop was going on there, two lady
artists saw, at different times, a lady on the staircase in old fashioned dress (1800s). They both drew or painted her picture and compared
eles. They were of the same woman. The employees say there are several rooms upstairs that are haunted. After closing up one night, they
were sitting in the front lobby when they heard the cash register start operating in the adjoining bar.


Ouray: Historic Western Hotel: "Terror-ific? Yes, but just because of all the GHOSTS!"
April 14, 2003: A TripAdvisor Member, Longmont, CO

Wow, maybe the season makes the difference, because last August my Husband and I had the best experience of our lives at the Historic
Western Hotel. We checked in around 1:00 and was greated immediatley by a very helpful girl behind the counter. We were showed up to our
room (which was only $35, by the way) and walking up the stairs and down the hall, we creaked and squeaked all the way there. It was
CLASSIC! We felt like we were in one of those old western movies! When we got to our room, we were delighted to see that there were no
phones, contributing even more to our back in time feel. We were told that our shared restroom was down the hall (there are two suites @
about $60 with their own, but come on! where is your sense of adventure!) and when we got there, we were delighted to find an old clawfoot tub
and those hot/cold two fixture fausets!

I think the best part of our stay was when we found the guest book in our nightstand. In it we read all the stories of past visitors and how they
encountered ghosts at night :) All of this swept me away and I had vivid dreams of ghosts walking in the hallway woke up in the middle of the
night with my heart pounding! It was terror-ific.

We loved our stay and plan on going back soon, If you go, be sure to eat downstairs in the restaurant, it's inexpensive and the food was great!

``````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````````
. All of the rooms at the lovely Historic Western Hotel have journals where guests can record their
ghostly experiences! (**Names omitted for privacy.)


Photos taken by www.hauntedcolorado.net - (May 2005)

The Beaumont Hotel
505 Main Street
(970) 325-7000
www.beaumonthotel.com

Photos taken by www.hauntedcolorado.net - (May 2005)

. There are some who say the Beaumont is haunted by the spirit of a young woman slain there in the
1880s.

Photo taken by www.hauntedcolorado.net - (May 2005)


Newly and gorgeously renovated, is said to be haunted by the ghost of a young woman who was brutally raped and killed by one of the chefs
working there. Apparently, he was never brought to justice over the murder and it is said that she occasionally has been seen on the balcony
crying out because of the injustice. Last Fall, we by chance met up with one of my husband's old classmates. She said that as a child, she and
her family had stayed in one of the upper rooms in the hotel, just before they closed it for sooo many years.

Years later, when they had opened the Beaumont briefly for the local residents to tour, she found her way to that same room she had stayed in
all those years before. She said no one went into the room with her. She took several pictures of the room. She took one photograph of an old
picture hanging on the wall. When she got the pictures developed, there in that picture on the wall is the reflection of two men standing in old
roupas. One has a scrolled up paper in one hand. They are standing as though talking to one another but stopping just in time to look toward
her. She gave me a small scanned copy of that photo. Very interesting indeed.

Source: ***P. 149: From Book- Something In The Wind- Maryjoy Martin.


This three story brick building sits at the corner of Fifth and Main in Ouray, a town nicknamed the Switzerland of America that lies in the
shadows of the San Juans. Built to lure investors, architect O. Bulow drew up plans for the elegant hotel and work began in 1886. The official
opening ball was held July 22, 1887 with much fanfare. The interior was modeled after Denver’s Brown Palace Hotel and featured a rotunda
encircled by balconies, cathedral glass skylights, rosewood paneling, and a sweeping oak staircase. The building was lighted by electricity,
and is believed to be one of the West’s first hotels wired with alternate current electricity. Steam heating and hot water were also featured.

The hotel sat across the street from six saloons and became a grand centerpiece of the promising mining town. In its heyday, the hotel
attracted guests such as Theodore Roosevelt, Herbert Hoover, Chipeta (wife of Ute Chief Ouray), and Lily Langtry. Sarah Bernhardt was
known to belt songs from the balconies and King Leopold of Belgium demonstrated his mountain-climbing skills by dangling from the second-
story railings.

By the early 20th century, the hotel suffered from financial setbacks, but tourism picked up again after World War II. Falling into disrepair, the
once chic hotel, painted a raffish pink, sat empty for more than 30 years. Known by the locals as the pink elephant, it was an eyesore with
broken windows and crumbling façade. To add insult, the roof partially collapsed in the mid-80s.

Locals swore the ghost of a waitress, who was murdered by a drunken pastry cook shortly after the hotel opened, haunted the building.

Despite the dilapidated condition and ghost, Dan and Mary King purchased the hotel in 1998 for $850,000 and began the painstaking task of
rehabilitating the building. Anything that could be saved was restored, including marble sinks, wainscoting, the glass atrium above the lobby,
and the rooftop weathervane. Although the restoration project qualified for a State Historical Fund grant, the new owners turned it down as the
time frame would have exceeded the target opening date of July 2002, the hotel’s 115-year anniversary. Listed in the National Register of
Historic Places, the Beaumont Hotel was the recipient of the Governor’s Award for Historic Preservation in 2003. The Kings were also
presented with a 2004 Preserve America Presidential Award.


Source: The Colorado Historical Society website: Office of Archaeology & Historic Preservation

Columbus House Bed & Breakfast/ Silver Nugget Cafe

746 Main Street
(970) 325-4551



Comentários:

  1. Dilabar

    Vamos ser.

  2. Shermon

    Obrigado pela ajuda nesta pergunta como posso agradecer?

  3. Mazunris

    não é lógico

  4. Larry

    Eh, de alguma forma triste !!!!!!!!!!!!!

  5. Vigar

    Você está cometendo um erro. Envie-me um e-mail para PM, vamos discutir.



Escreve uma mensagem