Tallapoosa SwStr - História

Tallapoosa SwStr - História


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Tallapoosa
eu

(SwStr .: t. 974 1. 205 ', b. 35' dph. 11'6 "dr. 6'6"; s. 11,5 k., Cpl.; 90; a. 2 100-plr. Pr, 4 9 '' D.sb., 2 20 pdr. Pr, 2 24-pdr. How .; el. Sassaeus)

O primeiro Tallapoosa - um navio a vapor com casco de madeira e duas extremidades construído no New York Navy Yard por C. W. Booz de Baltimore, Maryland - foi lançado em 17 de fevereiro de 1863 e comissionado em 13 de setembro de 1864, tenente Comdr. Joseph E. DeHaven no comando.

Enquanto Tallapoosa estava sendo equipado, o cruzador confederado Tallahassee estava navegando na costa do Atlântico, destruindo o transporte marítimo da União de Virginia Capes para a Nova Escócia. Conseqüentemente, a dupla final da União começou no final de outubro e passou seus primeiros dias no mar em busca do invasor de comércio do sul. Sua busca fútil

levou-a de Nova York a Halifax, depois ao sul até os cabos da Virgínia, e de volta ao norte novamente até a costa da Nova Escócia. Em 4 de novembro, Tallapoosa encontrou um vendaval de sudeste, que atingiu o navio nos dois dias seguintes, incapacitou ambos os lemes e causou outros danos. Ela finalmente chegou ao porto de Boston na manhã do dia 7

Após os reparos no Estaleiro da Marinha de Boston, que duraram mais de um mês e meio, Tallapoosa foi designado para o Esquadrão de Bloqueio do Golfo Leste. Seu dever mais notável durante esta missão ocorreu em 11 de janeiro de 1865, quando ajudou a resgatar material e equipamento da fragata San Jacinto, que encalhou nas Bahamas em um recife desconhecido perto de Green Turtle Cay, na ilha Grand Abaco.

Após o fim da Guerra Civil, Tallapoosa serviu no Esquadrão do Golfo - cruzando nas Índias Ocidentais e no Golfo do México - até 1867, quando foi detida no Washington Navy Yard. Reativado em 1869, o navio tornou-se um navio de expedição, iniciando um papel que logo trouxe Talla poosa uma de suas missões mais interessantes. Em janeiro de 1870, ela carregou o almirante Farragut para Portland, Maine, onde conheceu o HMS Monarch no final da viagem daquele navio de guerra britânico com torres através do Atlântico para devolver aos Estados Unidos os restos mortais do filantropo George Peabody que havia morrido na Inglaterra. No início do verão seguinte, a dupla extremidade carregou Farragut da cidade de Nova York para Portsmouth, N.H., para visitar o comandante do estaleiro da Marinha. Esperava-se que a brisa fresca do mar da Nova Inglaterra melhorasse a saúde do almirante idoso e enfermo. Quando Tallapoosa se aproximou de Portsmouth em 4 de julho, ela disparou uma saudação do Dia da Independência para seu famoso passageiro, o oficial de mais alta patente e mais respeitado da Marinha. Ao ouvir os canhões do navio de guerra, Farragut deixou seu leito de doente, vestiu o uniforme e foi até o tombadilho do navio de guerra. Lá ele comentou: "Seria bom se eu morresse agora, com arreios ..." Um mês e dez dias depois, Farragut morreu em Portsmouth.

Em 1872, Tallapoosa mudou-se para Annapolis, Maryland, para servir como navio de treinamento na Academia Naval. No ano seguinte, ela se tornou um transporte. Enquanto ela cumpria esse dever, seus anos de serviço começaram a aparecer e ficou claro que ela precisava de um extenso trabalho de reparo. Conseqüentemente, o navio foi amplamente reconstruído em Baltimore em 1874 e 1875. Lá, revitalizado e configurado como um navio de guerra veterano retomou seu papel como um navio de despacho e continuou atuando como tal por quase uma década.

Pouco antes da meia-noite de 24 de agosto de 1884, Tallapoosa colidiu com a escuna JS Lowell e afundou cerca de cinco milhas de Vineyard Haven, RI. Depois que o navio foi erguido e reparado pela Merritt Wreeking Company, ele foi recomissionado no Estaleiro da Marinha de Nova York em 11 de janeiro 1886. Atribuído ao Esquadrão do Atlântico Sul, Tullapoosa partiu de Nova York em 7 de junho de 1886, com destino ao Rio de Janeiro. Na época, a América do Sul era atormentada por muitos distúrbios políticos e sociais; e navios de guerra dos Estados Unidos eram necessários na área para proteger os interesses e o comércio americanos. Tallapoosa serviu ao longo da costa da América do Sul até 30 de janeiro de 1892, quando foi condenada como inapta para continuar o serviço. Ela foi vendida em leilão público em Montevidéu, Uruguai, em 3 de março


Tallapoosa SwStr - História

Os índios Creek viveram ao longo do rio Tallapoosa e seus riachos por muitas centenas de anos antes que o Legislativo do Alabama, em 1832, criasse um condado chamado Tallapoosa. Em 6 de abril de 1940, os índios Menawa transferiram as terras que lhes foram concedidas nos termos do tratado de 1832 para os comissários do tribunal do condado de Tallapoosa para o local do tribunal.

Primeiros colonizadores do condado de Tallapoosa
Os primeiros colonos eram quase todos agricultores e plantadores. De acordo com a Lei Federal de Terras de 1820, que estava em vigor quando o condado de Tallapoosa foi colonizado, um fazendeiro podia comprar um mínimo de 80 acres de terra por US $ 1,25 o acre. Por $ 100,00 em dinheiro, o colono poderia adquirir uma pequena fazenda.

Parque Nacional Militar de Horseshoe Bend

O Parque Militar Nacional Horseshoe Bend comemora a batalha épica na fronteira entre o avanço dos colonos americanos brancos e a nação indígena Creek. Em 27 de março de 1814 em Horseshoe Bend no rio Tallapoosa, 2.000 soldados regulares do exército, milícia do Tennessee e índios amigáveis ​​sob o comando de Andrew Jackson confrontaram 1.000 Creek Warriors sob a liderança de seu chefe de guerra Menawa de Okfuskee. A esmagadora derrota infligida aos índios efetivamente encerrou 300 anos de superioridade militar da nação Creek no Alabama e no oeste da Geórgia. Hoje, os descendentes dos índios e de seus adversários brancos, que se enfrentaram no campo de batalha naquele primeiro dia de primavera, são cidadãos americanos. Nós nos identificamos com as pessoas de ambos os lados nesta luta. A causa pela qual lutaram, os valores e tradições que procuraram preservar, o heroísmo e a vilania de ambos os lados agora fazem parte de nossa herança americana.

O condado de Tallapoosa também abriga um dos mais belos lagos do país. O Lago Martin foi formado após a conclusão da Represa Martin no Rio Tallapoosa. Martin Dam é usado para gerar energia hidrelétrica. A barragem foi iniciada em 1923 e concluída em 1926. O Lago Martin, com seus 44.000 acres de águas cristalinas, pode ser apreciado tanto em janeiro como em julho e todos os meses do ano. Um dos maiores lagos artificiais dos Estados Unidos, o Lago Martin é uma excelente fonte de recreação. O Lago Martin é uma atração verdadeiramente regional para natação, canoagem, pesca, esqui, camping e golfe. O Lago Martin é um dos maiores ativos da nossa região.

Localizado na saída da rodovia 128 entre as rodovias 63 e 280, o Wind Creek State Park ostenta um dos maiores acampamentos do Alabama. Campistas, pescadores e velejadores de todo o país vêm a Wind Creek para praticar esportes aquáticos no Lago Martin. Armazenamento de barco molhado, acesso por rampa de barco pavimentado, marina, loja de serviço completo e loja de iscas para todos os velejadores. Uma área para nadar e uma praia com balneário, áreas para piquenique e trilhas para caminhadas estão disponíveis para os campistas ou para uso diurno. Wind Creek oferece 635 acampamentos em seus 1.400 acres. Para mais informações, entre em contato com (256) 329-0845.

Fatos interessantes

  • O condado de Tallapoosa tem aproximadamente 45 milhas de largura por 75 milhas de comprimento.
  • O condado de Tallapoosa tem uma população de 41.616.
  • O Lago Martin tem 750 milhas de costa.

O condado de Tallapoosa, desde o extremo norte até Hackneyville, Daviston e Alexander City, chegando ao sul até Tallassee, está repleto de histórias maravilhosas.


Outros sites

Bem-vindo ao Condado de Tallapoosa, Rede de genealogia e história do Alabama. Nosso objetivo é fornecer recursos totalmente gratuitos para todos os pesquisadores genealógicos e históricos.

Para compartilhar sua genealogia ou história do Condado de Tallapoosa, Alabama, envie um e-mail para [email protected] - teremos o prazer de incluí-lo aqui. Se você tiver informações para compartilhar com outros condados do Alabama, visite a Rede de genealogia e história do Alabama e vá para o condado apropriado.

Obrigado pela visita e boa sorte com sua pesquisa!

Sobre Tallapoosa County, Alabama.


O condado de Tallapoosa foi criado pela legislatura do Alabama em 18 de dezembro de 1832, a partir de terras cedidas pelos índios Creek no Tratado de Cusseta de 1832. O nome do município deriva do rio Tallapoosa. Acredita-se que Tallapoosa signifique "rocha pulverizada" em uma língua indígena muskogeana, atestando as águas agitadas do rio Tallapoosa que moldaram a paisagem da área.

Comerciantes e colonos chegaram à área que se tornaria o condado de Tallapoosa através da trilha Okfuskee ou Upper Creek Trading Path, uma rota ao sul abaixo da barreira dos Apalaches para o vale do Mississippi. Em agosto de 1814, os Creeks cederam quase 23 milhões de acres de território sob o Tratado de Fort Jackson, abrindo grande parte do centro do Alabama para colonização. Os primeiros colonos vieram das Carolinas, Geórgia e Tennessee. Algumas das primeiras cidades foram Alexander City, Dadeville, Carrville, Suzanna e Walnut Hill. Os limites mais recentes do condado de Tallapoosa foram estabelecidos em 1866, depois que uma parte do condado de Tallapoosa foi usada para criar o condado de Elmore.

De 1832 a 1838, Okfuskee serviu como a primeira sede de condado. O primeiro tribunal foi uma estrutura simples de toras construída em 1833. Em 1838, a sede do condado foi transferida para Dadeville, que recebeu o nome do Major Francis Langhorne Dade, que morreu na Guerra Seminole. Uma casa de toras serviu como tribunal até 1839, quando o primeiro tribunal permanente, um prédio de tijolos de dois andares, foi concluído. As alterações e renovações do tribunal ocorreram em 1861 e novamente em 1901, quando torres de sino correspondentes foram adicionadas às extremidades norte e sul do edifício. Pequenas modificações foram feitas no tribunal em 1929 e 1947. Em 1961, os residentes votaram pela construção de um tribunal moderno. O antigo tribunal foi demolido e um novo tribunal foi erguido no mesmo local. Continua a servir o condado de Tallapoosa até hoje.

Em 27 de abril de 2011, uma grande tempestade, causando vários tornados poderosos, atingiu o sudeste dos Estados Unidos. Mais de 250 pessoas foram mortas no Alabama, incluindo uma pessoa na comunidade de Dadeville no condado de Tallapoosa.

A agricultura foi a ocupação predominante do condado de Tallapoosa até meados do século XX. Trigo, milho, aveia e algodão eram os principais produtos agrícolas do município. Na década de 1840, uma das primeiras fábricas têxteis foi estabelecida em Tallassee Falls. A mineração de ouro também causou um boom em algumas áreas, especialmente Goldville e New Site, durante as duas décadas anteriores à Guerra Civil.

Após a Guerra Civil, o condado de Tallapoosa permaneceu basicamente agrícola, mas começou a mudar para uma economia mais industrial. No início do século XX, a Alexander City Cotton Mills iniciou suas operações e Benjamin Russell abriu a Russell Corporation. A Represa Martin foi concluída em 1926 e forneceu energia hidrelétrica para abastecer as indústrias locais em crescimento. Com a criação do Lago Martin, a Represa Martin também aprimorou a indústria de recreação no Condado de Tallapoosa. Em meados do século XX, o condado de Tallapoosa havia se tornado um centro de indústria e recreação no estado.

O condado tem uma área total de 766 milhas quadradas, das quais 717 milhas quadradas são terras e 49 milhas quadradas (6,5%) é água. A população registrada no Censo Federal de 1840 foi de 6.444. O censo de 2010 registrou 41.616 residentes no município.

Os condados vizinhos são Clay County (norte), Randolph County (nordeste), Chambers County (leste), Lee County (sudeste), Macon County (sul), Elmore County (sudoeste) e Coosa County (oeste).

Comunidades no condado incluem Alexander City, Dadeville, Tallassee (parcialmente no condado de Elmore), Camp Hill, Daviston, Goldville, Jackson's Gap, New Site, Frog Eye, Hackneyville, Our Town, Reeltown, Andrew Jackson, Cherokee Bluffs, Church Hill, Dudleyville e Equality (parcialmente nos condados de Coosa e Elmore).

Condado de Tallapoosa, registros do Alabama

Rede de genealogia e história do Alabama tem muitos registros em nossos sites de condado. Milhares de registros de casamento do condado estão localizados nos sites do condado. Muitos condados têm listas de cemitérios. Visite o condado ou condados de seu interesse.

Registros de Nascimento - O Departamento de Saúde Pública do Alabama mantém registros de nascimentos de 1908 até o presente. Este foi o ano em que o Alabama começou a manter registros oficiais de nascimento. Você pode obter cópias oficiais das certidões de nascimento visitando a página de registro de nascimento em seu site e seguindo as instruções. Uma vez que não há registros oficiais de nascimento antes de 1908 para nascimentos anteriores a essa data, você precisará determinar as informações de nascimento dos registros do censo, registros da Bíblia, registros de batismo, lápides de cemitério, etc.

Death Records - O Departamento de Saúde Pública do Alabama mantém registros de óbitos após 1908 em arquivo. Este foi o ano em que o Alabama começou a manter registros oficiais de óbitos. Você pode obter cópias oficiais das certidões de óbito visitando a página de registro de óbito em seu site e seguindo as instruções. Uma vez que não há registros oficiais de óbito antes de 1908 para mortes anteriores a essa data, você precisará determinar as informações de morte a partir de registros do censo, registros da Bíblia, registros de funerárias, lápides de cemitérios, etc.

Registros de casamento - Temos milhares de registros de casamento do condado em nossos sites do condado. Essas datas o ajudarão muito a obter uma cópia da certidão de casamento original. O Departamento de Saúde Pública do Alabama pode fornecer informações sobre casamentos ocorridos de 1936 até os dias de hoje, visitando a página de registro de casamento em seu site e seguindo as instruções.

Todos os registros de casamento do condado existentes para qualquer data não listada acima (e para as datas listadas acima para esse assunto) podem ser obtidos no Escritório de Sucessões do condado em que o casamento foi realizado.

Registros de divórcio - O Departamento de Saúde Pública do Alabama mantém registros de divórcio de 1950 até o presente. Você pode obter cópias oficiais dos registros de devórcio visitando a página de registro de divórcio em seu site e seguindo as instruções. Os registros de divórcios ocorridos antes de 1950 podem ser obtidos no Escriturário do condado onde o divórcio ocorreu.

o Alabama Genealogy & amp History Network & # 8482 é gerenciado pelo Conselho Executivo USGHN.
Copyright e cópia 2009 - 2014 por USGHN, Todos os direitos reservados.


Condado de Tallapoosa, Alabama: História da família e genealogia, censo, nascimento, casamento, registros vitais de óbito e mais

Biografias, histórias orais, diários, memórias, genealogias, correspondência

Registros da Igreja

Pessoas escravizadas, escravos e escravidão em geral - informações

  • 1850 Slave Schedules Tallapoosa County (Fonte: Explore Ancestry gratuitamente) ($)
  • 1860 Slave Schedules (Fonte: Explore Ancestry gratuitamente) ($)
  • Condado de Tallapoosa (Fonte: Sankofagen Wiki)
  • Censo dos Estados Unidos (Slave Schedule), Condado de Tallapoosa 1850 (Fonte: FamilySearch)

Registros imobiliários

  • Alabama Wills and Probate Records, 1753-1999 inclui Tallapoosa County (Fonte: Explore Ancestry gratuitamente) ($)
  • Tallapoosa County Court Records Bonds, Guardians, Probate (Fonte: USGenWeb Alabama Archives)
  • Tallapoosa County Wills & amp Estates (Fonte: USGenWeb Alabama Archives)
  • Condado de Tallapoosa, Alabama Wills Records (Fonte: SAMPUBCO)

Étnico

Introdução e guias

Registros de Terras

  • Índice para concessões de Tallapoosa (colocado) 1832-1991 (Fonte: Conjunto de dados de escritura)
  • Pesquisa de Patentes de Terras (Fonte: Bureau of Land Management, General Land Office)
  • Registros e índices do condado de Tallapoosa (Fonte: FamilySearch)
  • Tallapoosa County Land & amp Deed Records (Fonte: USGenWeb Alabama Archives)
  • Concessões de Tallapoosa (colocadas) 1832-1991 (Fonte: Deed Data Pool)
  • US General Land Office Records, 1796-1907 Tallapoosa County (Fonte: Explore Ancestry gratuitamente) ($)
  • U.S. General Land Office Records, 1796-1907 Elmore, Tallapoosa Counties (Fonte: Explore Ancestry gratuitamente) ($)

Bibliotecas, museus, arquivos

  • Acervos da Biblioteca de História da Família (Fonte: FamilySearch)
  • Diretório de bibliotecas do condado de Tallapoosa, Alabama (fonte: libraries.org - um diretório de bibliotecas em todo o mundo)
  • Índice de fonte periódica Pesquisa Tallapoosa County, Alabama (Fonte: Find My Past)
  • Coleções de dados do condado de Tallapoosa (fonte: Explore Ancestry gratuitamente) ($)
  • Arquivos USGenWeb (fonte: USGenWeb)

Listas de mala direta e painéis de mensagens

  • Lista de discussão de pesquisadores do Centro-Leste do Alabama RAN-CLAY
  • Quadro de mensagens dos pesquisadores do East Central Alabama (fonte: RootsWeb)
  • Quadros de mensagens do GenForum (fonte: Genealogy.com)
  • Painel de mensagens RootsWeb (fonte: RootsWeb)
  • tallapoosa Tallapoosa Co, pesquisadores de AL (Fonte: Grupos do Yahoo!)

ALTALLAP Tallapoosa County Genealogia

Mapas e Gazetteers

  • Mapas históricos do condado de Tallapoosa (fonte: Arquivo de mapas históricos)
  • Cronologias individuais do condado de Tallapoosa (Fonte: The Newberry Library)
  • Tallapoosa County Gazetteer (Fonte: Sistema de Informação de Nomes Geográficos do USGS)
  • Correios do condado de Tallapoosa
  • Correios do condado de Tallapoosa, 1846 (Fonte: Arquivo da Internet)
  • Capas postais do condado de Tallapoosa ($)
  • Mapas de Tallapoosa County Sanborn (fonte: Biblioteca do Congresso)

Registros e histórias militares

Guerra civil

Primeira Guerra Mundial

Dados Diversos

  • Registro de eleitor do Alabama, 1867, inclui o condado de Tallapoosa (Fonte: Explore Ancestry gratuitamente) ($)
  • Montani Publishing Publishers of Appalachian Memoirs meados do século 20 ($)
  • Links de registros públicos do condado de Tallapoosa (fonte: Diretório de registros públicos gratuitos)

Registros de jornais

  • Alexander City Historical Newspapers (fonte: Newspapers.com) ($)
  • Cronistas do condado de Tallapoosa da América (fonte: Biblioteca do Congresso)
  • Dadeville Historical Newspapers (Fonte: Newspapers.com) ($)
  • Pesquisar jornais históricos Notasulga (Fonte: GenealogyBank) ($)
  • Jornais do condado de Tallapoosa (fonte: Arquivos USGenWeb Alabama)

Obituários e registros de casas funerárias

  • Casas funerárias de Alexander City (fonte: Legacy.com)
  • Alexander City Outlook
  • Alexander City, obituários de jornais do Alabama (fonte: GenealogyBank) ($)
  • Casas funerárias de Camp Hill (fonte: Legacy.com)
  • Dadeville, obituários de jornais do Alabama (fonte: GenealogyBank) ($)
  • Índice de obituário Indivíduos nascidos no condado de Tallapoosa
  • A pesquisa de obituários inclui Alexander City Outlook (Fonte: Explore Ancestry gratuitamente) ($)
  • Casa funerária de Radney, Alexander City Obituários recentes
  • Obituários do condado de Tallapoosa (Fonte: Arquivos USGenWeb Alabama)

Fotografias, postais, imagens históricas

Registros e histórias escolares

Sociedades

Sobrenomes em sites, obituários, biografias e outros materiais específicos para um sobrenome (72)

Listas de Impostos

Transporte e Indústria

  • Histórias de construção do condado de Tallapoosa (Fonte: Projeto de Arquitetos e Edifícios da Filadélfia)
  • Aeroporto do condado de Camp Hill Tallapoosa (62A) Camp Hill, Alabama (Fonte: Campos de aviação abandonados e pouco conhecidos)
  • Ferrovia existente / estruturas ferroviárias (Fonte: Sociedade Histórica da Estação Ferroviária)
  • Lago Martin e a Represa Thomas Wesley Martin (Fonte: Enciclopédia de Arkansas)
  • Minas, Mineração e Recursos Minerais (Fonte: mindat.org - o banco de dados de minerais e localidades)
  • Patentes Tallapoosa County, Alabama (fonte: Google Patents)
  • Tallapoosa County N. W. Ayer & amp Son's American Newspaper Annual, 1880 (Fonte: Biblioteca Digital HathiTrust)
  • Pontes do condado de Tallapoosa (fonte: Pontes históricas dos Estados Unidos)

Registros vitais

  • Alabama County Marriages, 1805-1967 inclui Tallapoosa County (Fonte: Explore Ancestry gratuitamente) ($)
  • Alabama Marriages, 1807-1902 Inclui Tallapoosa County (1834-1845) (Fonte: Explore Ancestry gratuitamente) ($)
  • Registros de divórcio, 1840-1915 e índice, 1840-1915, 1840-1934 (Fonte: FamilySearch)
  • Tallapoosa County AfAm Marriages (Fonte: USGenWeb)
  • Registros vitais do condado de Tallapoosa (fonte: Informações sobre registros vitais para os Estados Unidos)
  • Condado de Tallapoosa, Alabama Vital Records Nascimentos, Casamentos, Mortes e Segurança Social (Fonte: USGenWeb)
  • Censo dos Estados Unidos (Tabela de Mortalidade), Condado de Tallapoosa 1850 (Fonte: FamilySearch)

Esta página e suas subpáginas contêm 249 links.

O objetivo da Linkpendium é indexar cada genealogia, genealogia, :) história da família, árvore genealógica, sobrenome, registros vitais, biografia ou qualquer outro site relacionado à genealogia na Internet. POR FAVOR AJUDE! Quando você encontrar um novo recurso útil, vá para a página certa do Linkpendium e clique no link "Adicionar seu (s) site (s) favorito (s) a esta página". Obrigado de todos nós da Linkpendium!

Linkpendium
& copy Copyright 2021 - Todos os direitos reservados
Última atualização na quarta-feira, 14 de abril de 2021, 11h30, Pacífico


Bate-papos BP

EncontroPerguntaResponder
2021-01-21 12:00:00 (link para bate-papo)Desculpe se essa pergunta foi respondida em algum lugar que eu perdi, mas Jo Adell não se qualificou?
(Jason de Nashville)
Adell, junto com alguns outros caras que não eram limites de PA / IP estritos, foram prejudicados pelas novas regras de elegibilidade de novatos que adicionaram para contabilizar a temporada de 2020. (Jeffrey Paternostro)
2020-11-13 12:00:00 (link para bate-papo)Quanto caiu o valor de Jo Adell, um ano atrás ele era truta 3.0 e Acuna 2.0, agora se fala muito sobre busto e ele pode nunca desenvolver a ferramenta de golpe.
(brad de NJ)
Estou muito feliz por não ter que classificar Jo Adell este ano. A taxa de contato na zona era ruim, o que parece mais pegajoso do que alguns outros marcadores de ferramenta de golpe negativo. O balanço ficou ainda mais barulhento, então é possível que haja uma correção mecânica aqui. (Jeffrey Paternostro)
2020-09-23 13:00:00 (link para bate-papo)Quem são os caras que você está querendo explorar no próximo ano?
(Quincy de Ames)
É enjoativo dizer Jo Adell? Não acho que ele seja tão ruim, mesmo que eu esteja legitimamente preocupado com sua taxa de contato dentro da zona em geral. Adell, Dahl, Victor Robles, Yoan Moncada, apenas para citar alguns. (Craig Goldstein)
2020-08-05 13:00:00 (link para bate-papo) Jo Adell lutou para levantar a bola em seu primeiro jogo nas ligas principais. Você está preocupado com isso?
(JP de CT)
Jeffrey está zombando de mim por causa de um comentário em nosso gchat ontem à noite, mas fiquei um pouco surpreso ao vê-lo acertar um grounder em sua última tentativa. Não estou preocupado, mas espero que ele conduza mais a bola, em geral. Além disso, o jogo no início em seu grounder para Seager estava mais perto do que deveria ser. (Craig Goldstein)
2020-08-05 13:00:00 (link para bate-papo) Jo Adell lutou para levantar a bola em seu primeiro jogo nas ligas principais. Você está preocupado com isso?
(JP de CT)
Jeffrey está zombando de mim por causa de um comentário em nosso gchat ontem à noite, mas fiquei um pouco surpreso ao vê-lo acertar um grounder em sua última tentativa. Não estou preocupado, mas espero que ele conduza mais a bola, em geral. Além disso, o jogo no início em seu grounder para Seager estava mais perto do que deveria ser. (Craig Goldstein)
2020-06-05 13:00:00 (link para bate-papo)Obrigado pelo chat. Tenho visto uma tendência de especialistas começando a se inclinar para Lux como o segundo melhor cliente em potencial e Adell como terceiro, claro, depois de Franco. O que diz você?
(brad de NJ)
Eu entendo totalmente o amor Lux. Ele está de pé e está bem. Acho que ele pode estar mais seguro do que Adell, mas não acho que haja a vantagem de Jo Adell. Acho que Adell deveria estar mais perto do primeiro do que do terceiro. (Mark Barry)
2020-05-15 13:00:00 (link para bate-papo)Quando você vê Brandon Marsh chegando? Como você acha que ele se compara a Carlson, Monte Harrison, Kelenic, Rodriguez etc.
(Tommy de LA)
Acho que Marsh chega em 2021 neste ponto. Ele provavelmente começa a temporada de volta no Double-A, embora deva passar para o Triple-A muito rapidamente (assim que Jo Adell passar para os majors). Eu prefiro todos aqueles outfielders (exceto Harrison) a Marsh (Harrison realmente não deveria fazer parte desta conversa). Eu vejo Marsh como um morcego 5 + / 5/5 + em potencial, o que não é muito diferente de Dylan Carlson (5 + / 5 + / 5). Julio Rodriguez e Jarred Kelenic são o próximo nível em ferramentas. No pico, acho que Marsh poderia atingir cerca de .275 / .350 / .450 / 20/15, mais ou menos, que está a poucos passos de Carlson (.280 / .360 / .490 / 25/10). Eu só acho que ele carrega um pouco mais de risco devido ao seu histórico de lesões, proximidade e produção. Nós realmente gostamos da Marsh aqui na BP. (Jesse Roche)
2020-03-23 ​​12:00:00 (link para bate-papo)O que posso esperar de Jo Adell nesta temporada? Ele vale a pena escalar em uma liga de fantasia de 10 times?
(matzabal de co)
Eu gostaria de ter alguma clareza sobre como e se as equipes estão manipulando o tempo de serviço antes de aceitar qualquer cliente potencial em um formato de reformulação sem um caminho claro para o tempo de jogo, como diz Luis Robert. (Jeffrey Paternostro)
2020-03-11 13:00:00 (link para bate-papo)quanto tempo vou conseguir assistir Jo Adell aqui antes que os anjos parem de ser nojentos?
(Chansen8895 de Salt Lake City)
Suponho que o vejamos nos majors em algum momento do final de abril. Brian Goodwin não é a pior opção temporária no campo externo até então. (Craig Goldstein)
2020-02-28 13:00:00 (link para bate-papo)Dê-me os nomes dos principais clientes em potencial que surgirão este ano.
(Charlie de Atlanta)
A lista é extensa. Aqui estão os 50 melhores candidatos que provavelmente estarão nas principais em algum momento em 2020: Jo Adell, Gavin Lux, Luis Robert, MacKenzie Gore, Carter Kieboom, Dylan Carlson, Nick Madrigal, Jesus Luzardo, Dustin May, Brendan Rodgers, Nate Pearson, Casey Mize, Forrest Whitley, Alec Bohm, Cristian Pache, Ryan Mountcastle, Spencer Howard e Matt Manning. Obviamente, há outros, e ainda mais, que irão surpreender, mas aposto que essas perspectivas chegarão em algum momento. (Jesse Roche)
2020-01-29 13:00:00 (link para bate-papo)Tudo bem, o elefante na sala: Jo Adell fará parte da lista do Dia de Abertura de 2020 para os Anjos?
(Donnymo de Davis)
Não. Eu acho que é de maio, se eu tivesse que fazer. (Craig Goldstein)
22-11-2019 13:00:00 (link para chat)JRod tem uma vantagem comparável a Jo Adell?
(Martin de Berlim)
Bem, isso é uma chicotada. Eu sou, claro, o cara alto da equipe do Jo Adell (não, Craig não conta). Mas há uma pequena lista de outfielders potenciais superestrelas neste ciclo, e Rodriguez é um deles, com certeza. (Chat dos 10 melhores do Seattle Mariners)
18/11/2019 13:00:00 (link para bate-papo) Jo Adell é ótimo e tudo, exceto este sistema de fazenda dos Anjos, ainda parece esgotado e decepcionante, como tudo que Craig já fez. De qualquer forma, Jo Adell me lembra o primeiro Matt Kemp, isso é uma comparação razoável?
(Yuri de Israel)
Acho que a forma será um pouco diferente, melhor luva, mais pop de jogo, talvez mais .270-.280 do que .300+. Eu usei Justin Upton antes, embora Kemp seja uma melhor composição física para Adell (que de alguma forma continua encontrando um bom peso para adicionar). Kemp também teve um pico estranho entre os jogadores de nível all-star, com a temporada de MVP após um ano desastroso, e temporadas desiguais em torno deles. (Chat dos 10 melhores do Los Angeles Angels)
11/11/2019 13:00:00 (link para bate-papo)Se forçado a classificar os jogadores em termos de valor futuro nos próximos 10 anos de sua carreira na MLB, Wander Franco ocuparia o mesmo nível que Yelich, Acuna, Soto, Lindor, etc.? Se não, quem seriam alguns companheiros em seu nível?
(Bill do Capitólio)
Cara, eu amo Wander Franco, mas você não pode classificá-lo no topo dos produtores da liga principal até que haja alguma produção da liga principal. Afirmei no ano passado que, por volta de junho ou depois, teria levado Juan Soto confortavelmente ao invés de Vlad Jr e qualquer outro candidato. Olha, é perfeitamente plausível que ele termine como um dos 10-15 melhores jogadores de beisebol por um bom período de sua carreira, mas você não pode classificá-lo entre esses caras ainda. (Os companheiros em seu nível são Jo Adell, Luis Robert, Adley Rutschman, esses tipos de nomes) (Bate-papo Top 10 do Tampa Bay Rays)
18/10/2019 12h00 (link para bate-papo)Ei, Steve tem algumas perguntas verdadeiro / falso para você :). O'Neil Cruz irá, em algum momento de sua carreira na MLB, liderar a liga em home runs? Jo Adell estará em algum estágio de sua carreira na MLB vai ganhar a Tríplice Coroa? Forest Whitley eliminará 250+ em pelo menos uma temporada de sua carreira na MLB? Obrigado pelo companheiro de bate-papo.
(barqueiro44 de Liverpool)
ONeil Cruz poderia liderar o campeonato em home runs, visto que Pete Alonso // Joey Gallo / Cody Bellinger / Christian Yelich / Nolan Arenado / etc. todos se machucam. Em outras palavras, não é mentira.

Jo Adell provavelmente irá rebater muito (mas hey quem não é hoje em dia) para ter a média de rebatidas / OBP necessária para vencê-lo.


Condado de Tallapoosa, História do Alabama

Tallapoosa condado é um condado do estado do Alabama. Com base no censo de 2010, o população era 41.616. O condado de Tallapoosa era criada em 18 de dezembro de 1832, de um terreno adquirido da Cessão Creek de 24 de março de 1832. O condado assento é Dadeville. o nome Tallapoosa é de origem Creek, muitas aldeias Creek estavam localizadas ao longo das margens do rio inferior antes da Remoção dos Índios no século XIX.

Etimologia - Origem do nome do condado de Tallapoosa

O nome do município deriva do rio Tallapoosa. Acredita-se que Tallapoosa signifique "rocha pulverizada", na língua indígena Choctaw.

Demografia:

História do condado de Tallapoosa

Condado de Tallapoosa, Alabama


O condado de Tallapoosa foi formado pela legislatura do Alabama em 18 de dezembro de 1832, a partir de terras adquiridas da Cessão Creek de 24 de março de 1832 O condado de Tallapoosa recebeu suas dimensões atuais em 1866. O nome do condado deriva do rio Tallapoosa. Acredita-se que Tallapoosa signifique "rocha pulverizada", na língua indígena Choctaw. O condado de Tallapoosa está localizado na parte centro-leste do estado e faz fronteira com os condados de Clay, Randolph, Chambers, Lee, Macon, Elmore e Coosa.

O condado fica quase inteiramente no planalto do Piemonte, imediatamente ao sul da província do planalto dos Apalaches. Abrange 701 milhas quadradas. De 1832 a 1838, a sede do condado foi em Okfuskee. Desde 1838, está em Dadeville, que recebeu o nome em homenagem ao Major Francis Langhorne Dade, que morreu na Guerra Seminole. O Parque Militar Nacional Horseshoe Bend e o Lago Martin estão localizados no condado de Tallapoosa. Outras cidades e comunidades incluem Alexander City e Camp Hill.

Geografia: Terra e Água

Conforme relatado pelo Census Bureau, o condado tem uma área total de 766 milhas quadradas (1.980 km 2), das quais 717 milhas quadradas (1.860 km 2) são terras e 50 milhas quadradas (130 km 2) (6,5%) são água . O município é cortado pelo rio Tallapoosa.

O rio Tallapoosa corre de norte a sul, dividindo o condado. As fortes quedas do rio dificultaram a navegação precoce e atrasaram o desenvolvimento industrial na área. Hoje, no entanto, essas quedas permitem uma série de atividades esportivas em corredeiras cada vez mais populares.


Tallapoosa SwStr - História

Véspera de Ano Novo na Times Square? Meh. A verdadeira ação está em Tallapoosa, Geórgia.

É onde Bud e Jackie Jones, taxidermistas de carreira, vivem. Eles ajudaram a estabelecer um tipo completamente diferente de tradição de véspera de Ano Novo e véspera de Ano Novo em sua pequena cidade.

Bud e Jackie vieram ao StoryCorps recentemente para compartilhar a história de amor que ajudou a lançar tudo.

Desde o início do Tallapoosa Possum Drop no final dos anos 1990, o evento cresceu de cerca de 40 pessoas para mais de 7.000 participantes. Isso é mais do que o dobro da população de Tallapoosa.

Foto superior: Bud e Jackie Jones posam após a entrevista com StoryCorps em Tallapoosa, GA em setembro de 2018. Por Kelly Moffitt para StoryCorps.
Foto do meio: Bud e Jackie Jones posam juntos em 1963. Cortesia de Bud Jones.
Foto inferior: Bud e Jackie Jones posam perto de “Spencer” no Possum Drop em Tallapoosa, GA em 2014. Cortesia de Bud Jones.

Exibido originalmente em 28 de dezembro de 2018, na edição matinal da NPR.

Créditos

Produzido por

Facilitado por

Música

“CHAMAS ABERTAS” POR SESSÕES DE BLUE DOT DO ÁLBUM AERONAUTA

Transcrição

Bud Jones (BJ): O que você lembra do nosso primeiro encontro?

Jackie Jones (JJ): Bem, eu entrei no carro e você disse: 'Agora, não se anime, Jackie, mas minha cobra de estimação está solta neste carro' e eu não sou uma pessoa que gosta de cobras.

BJ: Mas você resistiu, não foi?

JJ: Eu resisti. Você foi um número quente para mim. Nós namoramos por dois anos, e então decidimos fugir.

BJ: Lembro que você não queria que sua mãe e seu pai soubessem para onde estávamos indo, então jogou suas roupas pela janela.

BJ: E quando estávamos nos preparando para partir, Ivey Pope ligou e disse que tinha matado um pássaro estranho em seu lago e queria que eu fosse olhar para ele. Então, fomos ao lago de Ivey Pope e ele tinha acabado de matar um pato.

JJ: E já era noite e tínhamos que ir à casa do juiz e quando chegamos ele estava bêbado.

BJ: Bem, ele não estava exatamente bêbado, apenas meio que cambaleando um pouco.

JJ: Ele estava se sentindo muito bem.

BJ: Sim, ele estava se sentindo bem.

JJ: Bem, eu devo ter ficado louca de amor para passar por isso.

Raramente temos uma discussão, mas se for, é sobre algo como o olho de um elefante. Mas direi aqui que você sabe muito.

BJ: Bem, eu estarei. Eu preciso registrar isso.

JJ: Conte-me a história de Spencer.

BJ: Havia um grande gambá na beira da estrada. Ele não estava ferido, exceto que ele estava morto. Então, eu disse: 'Bem, ele vai ser uma bela montaria'. Então eu saí e montei nele pendurado pelo rabo, e nunca pensei que Spencer seria uma celebridade.

Você sabe, Tallapoosa, antes de ser incorporada, costumava ser chamada de Focinho de Possum. So the people, they said, ’Let’s have a Possum Drop on New Year’s Eve.’ We thought it was stupid but you just never seen such hollering…

JJ: They start cheering and carrying on…

BJ: Yeah. And they’ll knock you down to get over there and get a picture of Spencer.

JJ: People give you more credit for Spencer than anything else.

BJ: Well let me tell you. A man or a woman is blessed if they can go to work every morning and enjoy it. And I’m just really happy that I’ve had partner all of these years that I wouldn’t trade for anybody.

JJ: Obrigada. Life has not been dull with you, Bud.

BJ: Well I know that, but when you got in the car that night, you should have known.

JJ: I know I did. That should have been my first clue as to what my life was going to be like.


Where and How to Get Tallapoosa County Divorce Records

Tallapoosa County divorce records are kept at the Tallapoosa County Circuit Court. To obtain divorce records, submit a written request or application for divorce records to:

Tallapoosa County Circuit Court
Tallapoosa County Courthouse, Alexander City
1 Court Square
P.O. Box 189

Alexander City, AL 35011
Phone: (256) 234-4361

Tallapoosa County Courthouse, Dadeville Branch
125 North Broadnax Street
Dadeville, AL 36853
Phone: (256) 825-1098

Records of divorces from 1950 to date can be obtained from the Alabama Department of Public Health. A certified copy costs $15, and an additional $6 for each extra copy of that record requested. Walk-in requests for divorce records can be made at the Tallapoosa County Health Department or mail requests can be made to the State Public Health Department. Divorce records are accessible to the public, as access to divorce records is unrestricted. A requester will be required to provide the necessary information, as well as a valid ID and payment. Information required for divorce record requests include:

  • Full names of the divorce parties before marriage
  • Date of divorce
  • Place of Divorce

Complete the Vital Records Request Application form to make mail requests for divorce records. The completed form should be attached to a money order payment and a copy of the requester’s valid ID. These documents should be sent to:

Alabama Vital Records
Alabama Department of Public Health
P.O. Box 5625
Montgomery, AL 36103-5625

Walk-in requests can be made by submitting the completed application form, with payment and a copy of a valid-ID to:

Tallapoosa County Health Department
Alexander City Branch
2078 Sportsplex Boulevard
Alexander City, AL 35010
Phone: (256) 329-0531
Fax: (256) 329-1798

Dadeville Branch
220 West LaFayette Street
Dadeville, AL 36853
Phone: (256) 825-9203
Fax: (256) 825-6546


Tallapoosa River

The Tallapoosa River has a 4,675 square mile watershed. The watershed is mostly in the Piedmont, so it receives few nutrients from natural sources. For this reason, the Tallapoosa River and its reservoirs are often clear and not as productive as many of Alabama’s waters. The Tallapoosa River begins in Georgia and flows through eastern Alabama. All sections of the Tallapoosa and Little Tallapoosa rivers are determined navigable, which means the bottom of the streams is property of the State of Alabama. Four impoundments are formed from the Tallapoosa River before it joins the Coosa River near Montgomery to become the Alabama River.

Headwaters, the Upper Tallapoosa River and Little Tallapoosa River.
The Tallapoosa River has its headwaters in Georgia forty miles west of Atlanta and enters Alabama at Cleburne County. The Little Tallapoosa River also begins in Georgia and enters Alabama to form the border between Cleburne and Randolph counties. The two rivers have three types of black bass: largemouth bass, redeye bass and Alabama spotted bass. A variety of sunfish (bream) may also be caught in the clear waters.

Various nongame fish are also present in the Tallapoosa River. The lipstick darter is unique to the Piedmont streams of the Tallapoosa River drainage. The stippled studfish is found in the Tallapoosa drainage and one Coosa River tributary, and the Tallapoosa shiner is only found in the Tallapoosa drainage and one Chattahoochee River tributary. The Tallapoosa River above R. L. Harris Reservoir and the Little Tallapoosa River have nearly equal watersheds they merge at R. L. Harris Reservoir, also called Lake Wedowee, and continue as the Tallapoosa River.

R. L. Harris Lake or Lake Wedowee
Alabama Power Company’s newest reservoir was built in the early 1980s. R. L. Harris Lake contains an abundance of Alabama spotted bass and largemouth bass. Anglers are encouraged to keep smaller bass, but largemouth bass between 13 inches and 16 inches in total length must be returned to the lake unharmed. R. L. Harris Lake covers 24 miles of the Tallapoosa River with 10,660 acres of water.

The Middle Tallapoosa River
Controlled by hydroelectric releases, the Tallapoosa River again has a riverine section below Harris Reservoir. This section includes Horseshoe Bend National Park, where “in the spring of 1814, General Andrew Jackson and an army of 3,300 men attacked 1,000 Upper Creek warriors on the Tallapoosa River. Over 800 Upper Creeks died defending their homeland. Never before or since in the history of our country have so many American Indians lost their lives in a single battle. This 2,040-acre park preserves the site of the battle,” according to the National Park Service Web site. This section of the Tallapoosa River contains more and larger catfish than the section above Harris Lake. Fishing below Irwin Shoals can be excellent in March and early April for white bass and striped bass.

Lake Martin
The largest town on the banks of Lake Martin is Alexander City but people from Atlanta, Auburn, Birmingham and Montgomery areas converge on the lake during the summer to enjoy its clear waters. Anglers fish the 700 miles of shoreline on the 39,180-acre impoundment all year. Lake Martin is known for producing great Alabama spotted bass fishing during the winter, with most tournaments using Wind Creek State Park boat ramps. Wind Creek State Park also has boat rental, camping, cabins, a marina, picnicking, playground, swimming, and trails. Striped bass are popular with anglers year-round. Black bass and striped bass receive the media attention, but an Alabama record white crappie was caught in early May from Lake Martin. Catfish and bream are also abundant.

Yates Lake and Thurlow Lake
Lake Martin spills immediately into two smaller lakes, Yates and Thurlow. Fisheries at the two lakes are dictated by the flow from Lake Martin. Rising or steady water levels can produce good fishing for striped bass, Alabama spotted bass, white bass and various sunfish species. The 1,980-acre Yates Lake, or “the Middle Pond,” has one major tributary, Sougahatchee Creek. Yates Dam spills directly into the 585-acre Thurlow. Thurlow Dam is also known as Lake Tallassee, since it divides the City of Tallassee into two parts.

The Lower Tallapoosa River
As the Tallapoosa River passes from Martin through Yates and Thurlow, the river flows over the Fall Line. Below Thurlow, the Tallapoosa River finishes its Fall Line descent. During times of peak hydroelectric generation, the river contains Class V rapids until it reaches the Coastal Plain. Below the Fall Line, Uphapee Creek joins the Tallapoosa River and it makes a relatively quiet trip for the remainder of its journey. The Tallapoosa River joins the Coosa River at Fort Toulouse, between Wetumpka and Montgomery, to form the Alabama River.

Resumo
The Tallapoosa River drainage is 15% in Georgia and 85% in Alabama. It has a total length of 235 miles. The upper river contains redeye bass. Spotted bass and largemouth bass are abundant throughout the basin, and Lake Martin consistently ranks high in the percent of successful bass anglers. From just above Lake Martin down to the Coastal Plain, striped bass fishing can be excellent and the location of the striped bass is dependent upon the season. The Tallapoosa River system often contains clear water, which makes fishing for all species fun.


Hatchet Creek, Coosa County

Hatchet Creek flows from the northwest corner of Coosa County down to the point where it connects with the Coosa River on Mitchell Lake. Spring&mdashfrom March to May&mdashis the best time to float Hatchet as water levels drop during midsummer. Any time of year the creek features a beautiful shoreline and many craggy rock features and drops that make it a wild and scenic experience and somewhat of a challenge in swift conditions. It is one of the very few places in Alabama outside of the Cahaba River where plentiful stands of the shoals lily (commonly called the Cahaba lily) spread before the paddler on an early May journey down the creek. Wet suits are recommended for winter floats.

Flow rates on Hatchet are available at http://flowpage.alabamawhitewater.com. Hatchet Creek is best floated at a rate off 700 to 800 CFS, with 300 CFS being the minimum. Visual flow estimates can be made by observing two rocks (one large and one small) mid-creek on the east side of the Highway 231 Bridge (map D-8). The large rock is always visible except under high-water conditions, and the small rock becomes visible when the rate is too low to float without excessive dragging.

o Highway 280 (map C-14) to Highway 231 (map D-8) section is long and normally takes 9 to 10 hours to complete at low flow rates. Paddlers often get caught out on the creek after dark by trying to do the section in a single day. Divide this section into a two-day run by camping at Dunnam&rsquos Halfway Campsite (map C-11).

o four public campsites on Hatchet Creek are all on private property. All private land adjoining the creek is posted by Alabama Law. Camping is permitted ONLY at the designated campsites shown. If you choose to camp in these designated areas, you are agreeing to the landowners&rsquo liability protection under the Code of Alabama 1975 Article 1 Section 35-15-1. These sites are made available to paddlers on the Alabama Scenic River Trail by the respective landowners, so please respect the privilege you are offered by observing and obeying these guidelines:

  • Leave each site cleaner than you found it.
  • Collect any firewood from the ground, not from a standing tree.
  • Extinguish fires with water before leaving.
  • Use the restroom away from campsite areas.
  • Do not damage trees in any way, including the use of nails.
  • Send a thank-you note to the landowner via the Coosa County Extension office upon your return from your adventure on Hatchet Creek (take a photo of this information on the left). Please reference the campsite.

Camping on the Hatchet&rsquos numerous sandbars is permitted, but beware of the rocky creek&rsquos rapid response to rain. Water can rise and fall quickly in the creek so know the weather before you make plans to camp in the bottoms. There are many shoals on the Hatchet but only one true drop (Class I-II, before Socapatoy Creek [map D-9] enters it via a dramatic rock garden). The rapids can be portaged to the left.

o Goodwater Dam can be portaged on the right.

A dam just past the 231 access point is breached and is not considered a danger to run for a skilled kayaker.

Socapatoy Creek may look like a trivial stream on this map, but it is a steep, difficult Class IV and should only be attempted by advanced paddlers carrying safety retrieval equipment.

Section 1 of Hatchet Creek, the run from Highway 511 Bridge (map B-16) to County Road 66 (map C-15), is 3.5 miles.

Section 2, from County Road 66 Bridge to the Highway 280 Bridge (map B-14), is 3 miles. The popular run from Highway 280 Bridge to the Highway 231 Bridge is 13 miles (note that the takeout is past the 231 Bridge on the right). The run between the Highway 231 Bridge and County Road 18 (map C-5) is 6.5 miles.

The run between County Road 18 para County Road 29 (map C-2) is 9 miles.

This makes a total 35 mile run on Hatchet Creek.

A short float can be made from County Road 66 Bridge (map C-15) to Highway 280 (map B-14), which can be done in about 2 to 2.5 hours. Before you take any unpaved road to the creek, BE CERTAIN that you can get back out.

The Double Bridges campsite (map C-1) is also the head of the Coosa Trail that leads north and travels over 11 miles before its terminus at a parking and camping area at Wildlife Management Area Road 153 near Weogufka Creek. A paddler getting off of Hatchet Creek (camping at double bridges) could hike the Coosa Trail, 11.7 miles, over to Weogufka Creek. In the future the Coosa Trail will connect with the Pinhoti Trail on Flagg Mountain.

A printable map of the Coosa Trail is available at http://hikealabama.org/joomla/images/maps/coosa/COOSA%20TRAIL.pdf

Associated Waypoints
Goodwater Highway 511 Launch N33.081528 W-86.083306
Goodwater Dam N33.070028 W-86.094472
County Road 66 Launch N33.058 W-86.111972
Highway 280 Launch N33.036722 W-86.123333
Grist Mill Campsite N33.026222 W-86.130194
Dunnam&rsquos Flat Rock N33.010278 W-86.141444
Dunnam&rsquos Halfway Campsite N32.990083 W-86.148833
Mermaid Rock N32.988528 W-86.149
Big Bend N32.983056 W-86.159028
Sycamore Rest N32.973528 W-86.183083
Big Drop (Class II) N32.964528 W-86.184611
Cahaba lilies N32.967444 W-86.183833
Highway 231 Launch N32.94375 W-86.203417
Old 231 Powerplant Dam N32.947194 W-86.208694
Privet Cove Campsite N32.939028 W-86.219944
Boulder Island N32.941083 W-86.223861
More Cahaba lilies N32.944306 W-86.237778
Kings Bridge (CR 18) Launch N32.917389 W-86.269278
Class 2 Rapids N32.913111 W-86.28075
Humpback Rock N32.91075 W-86.283361
Sandbar Island N32.907944 W-86.284472
River Birch Beach N32.902389 W-86.318694
Rock Garden N32.890583 W-86.310167
Lawson&rsquos Left Hook N32.884083 W-86.316028
Lawson Mill Bridge N32.884778 W-86.318694
Last Drop N32.869472 W-86.321111
Last Cahaba lilies N32.865917 W-86.3245
Double Bridges access and campsite N32.861333 W-86.338861

Area contacts for paddlers

Coosa County Extension Office
PO Box 247 100 Main St, Rockford, AL 35136
(256) 377-4713

Alabama Department of Conservation and Natural Resources, Wildlife Division
Contact for Double Bridges camping information&mdash3 primitive sites with fire ring. See last paragraph of narrative about the Coosa Hiking Trail that connects to this site.
334-242-3465

Alabama Cooperative Extension System Andrew J. Baril, RF, CF, Regional Extension Agent II &ndash Forestry, Wildlife, & NR
Walker County Extension Office 1501 North Airport Road Jasper, AL 35504
(205) 221-3392 office (205) 388-6893 cell