Batalha de Loudun Hill, maio de 1307

Batalha de Loudun Hill, maio de 1307


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Batalha de Loudun Hill, maio de 1307

Batalha no início do reinado de Eduardo II, na qual suas forças na Escócia, lideradas por Aymer de Valence, conde de Pembroke, foram derrotadas por Robert de Bruce. Bruce, que aparentemente estava em desvantagem numérica. Ele preparou sua posição para forçar Pembroke a atacar em uma frente estreita e organizou seus homens em uma linha compacta de lanceiros. Se Pembroke tivesse usado seus arqueiros, ele poderia ter destruído as forças de Bruce, mas em vez disso, ele ordenou uma carga de cavalaria, que foi repelida com grandes perdas, após a qual ele se retirou.

Batalhas das Guerras Anglo-Escocesas


A estrada A71 Edimburgo - Kilmarnock passa pela base da colina. Esta rota segue uma estrada romana que ligava o Vale Clyde à costa de Ayrshire. A posição de Loudoun Hill no ponto mais alto desta rota confere-lhe uma enorme importância estratégica. A colina fica acima da charneca e oferece vistas de 360 ​​graus. Em dias claros, a costa, a 40 km de distância, e a Ilha de Arran além, são visíveis.

Loudoun Hill tem sido um local de ocupação humana. Um assentamento da Idade do Ferro está localizado no sopé da encosta sudeste. Perto de Allanton Beg, um forte romano foi construído. Os achados do forte incluem uma lâmpada de bronze a óleo da qual foi produzido um vídeo. [1]

A ferrovia Darvel e Strathaven passou pela colina, cruzando um viaduto que foi demolido como inseguro em 1986. Dois pilares de uma ponte permanecem sobre uma estrada secundária.

De acordo com o poema épico de Harry Cego The Wallace, Sir William Wallace emboscou e derrotou uma força inglesa em Loudoun Hill em 1296, durante as Guerras de Independência da Escócia. Isso agora é considerado não histórico. [ de acordo com quem? ] [ citação necessária ]

Mapas da área nomeiam um monte a leste da Colina Loudoun como 'Túmulo de Wallace'. Tradicionalmente, este é o local de sepultamento dos mortos ingleses, em vez da própria sepultura de Wallace. Na encosta oposta ao monte está um monumento a Wallace. Chamado de 'Espírito da Escócia', mostra um contorno de Wallace em aço, com cinco metros de altura. Ele foi projetado e criado pelo artista local Richard Price e dedicado em setembro de 2004.

A histórica Batalha de Loudoun Hill ocorreu em 1307. Robert the Bruce, após seu período na clandestinidade após a Batalha de Methven, havia começado sua campanha para reconquistar seu reino de Eduardo I da Inglaterra. Ele conquistou sua primeira grande vitória sobre os ingleses na Batalha de Glen Trool em abril de 1307.

Robert Bruce adotou quase o mesmo local, embora um pouco mais a leste, e táticas semelhantes, para outro encontro com as forças inglesas, desta vez sob Aymer de Valence, 2º Conde de Pembroke. Em 10 de maio, os homens de Bruce cavaram uma série de trincheiras, forçando os ingleses a um terreno pantanoso ao redor do Loch Gait. Isso permitiu que 500–600 escoceses repelissem um exército de 3.000. O primeiro ataque estourou e os ingleses fugiram do campo. Após a batalha, Bruce deixou seu irmão Edward Bruce no comando da área e rumou para o norte para continuar sua campanha de guerrilha em Buchan.

Em 1º de junho de 1679, um grande conventículo, ou serviço religioso ao ar livre, foi realizado na colina de Loudoun. O serviço foi organizado pelos Covenanters proscritos, mas foi bem atendido. John Graham de Claverhouse, recentemente nomeado para suprimir os rebeldes religiosos, ouviu falar do conventículo e se dirigiu para a área. Sua tentativa de separar a reunião levou a uma escaramuça conhecida como Batalha de Drumclog, na qual os dragões de Claverhouse foram derrotados de forma humilhante. O local da batalha fica a cerca de 1 km a leste da colina. Esta batalha formou a ação inicial do romance de Walter Scott Mortalidade Antiga.

A colina é um local popular para escalada em rocha, sendo o lar de alguns de um pequeno número de afloramentos rochosos no centro da Escócia. Há informações sobre escalada em Loudoun Hill disponíveis em Scottish Climbs e UK Climbing.


Um fugitivo em seu próprio reino

Ao embarcar no final do outono de 1306, o novo rei desapareceu dos registros, um fugitivo em seu próprio reino. De seu exílio temporário auto-imposto na Ilha de Rathlin e nas Ilhas Ocidentais, ele esperou sua aparente passagem de ouro para recuperar sua coroa.

Se Robert agora era um pária, não tinha intenção de permanecer assim por muito tempo. Ele tinha ido longe demais e perdido muito para voltar agora.

Busto de Robert the Bruce no Monumento Nacional Wallace. Fonte da imagem: Otter / CC BY-SA 3.0.

Determinado a derrubar os ingleses sob a liderança do poderoso e irascível rei Eduardo I, cuja reivindicação sobre a Escócia desde 1296 agora era implacável e quase consumia tudo, a tarefa do rei Robert era poderosa e aparentemente impossível.

Com os ingleses no comando de grandes partes da Escócia após anos de guerra - incluindo todos os castelos estratégicos, portos comerciais e fronteiras - a esperança de resistência escocesa sustentada e determinação para restaurar a independência estava desaparecendo rapidamente.

Um manuscrito do século 14 representando Eduardo I e sua esposa Eleanor.

No entanto, apenas quando a fortuna inconstante parecia estar conspirando contra ele, uma centelha de esperança pairava no horizonte tenebroso. Mesmo no exílio, o rei Robert continuaria a inspirar lealdade.


Loudoun Hill, batalha de

Loudoun Hill, batalha de, 1307. Após a derrota em Methven em 1306, Robert I Bruce fugiu e seus seguidores foram tratados com selvageria. Ele retomou a campanha na primavera seguinte e em 10 de maio infligiu uma forte derrota a uma força superior comandada por Aymer de Valence na Colina Loudoun, perto de Kilmarnock. A iniciativa que Bruce recuperou foi reforçada quando Eduardo I morreu em julho de 1307.

Cite este artigo
Escolha um estilo abaixo e copie o texto para sua bibliografia.

"Loudoun Hill, batalha de." The Oxford Companion to British History. . Encyclopedia.com. 17 de junho de 2021 e lt https://www.encyclopedia.com & gt.

"Loudoun Hill, batalha de." The Oxford Companion to British History. . Recuperado em 17 de junho de 2021 em Encyclopedia.com: https://www.encyclopedia.com/history/encyclopedias-almanacs-transcripts-and-maps/loudoun-hill-battle

Estilos de citação

A Encyclopedia.com oferece a capacidade de citar entradas e artigos de referência de acordo com estilos comuns da Modern Language Association (MLA), do Chicago Manual of Style e da American Psychological Association (APA).

Na ferramenta “Citar este artigo”, escolha um estilo para ver a aparência de todas as informações disponíveis quando formatadas de acordo com esse estilo. Em seguida, copie e cole o texto em sua bibliografia ou lista de obras citadas.


Batalhas de Loudoun Hill, 1296 e 1307

A poucos quilômetros de Kilmarnock, perto da vila de Darvel, fica a Colina Loudoun. Este imponente tampão vulcânico oferece o melhor ponto de vista em todo o Vale de Irvine e, como tal, sempre forneceu uma forte vantagem estratégica. Perto da parte inferior da encosta sudeste estão os restos de um forte ou herdade da Idade do Ferro e nas proximidades, em Allanton Beg, há evidências de outro forte construído pelos romanos durante o período Flaviano.

A Colina de Loudoun marca o extremo leste do Vale de Irvine. De seu cume, há uma ampla vista de Ayrshire até o Firth of Clyde e Arran. A colina testemunhou a passagem da história desde os primeiros tempos.

Sir William Wallace derrotou uma força inglesa em Loudoun Hill em 1296 e o ​​rei Robert the Bruce infligiu punições maiores aos ingleses em 1307.

Vários lugares nas paróquias de Loudoun e Galston estão associados a William Wallace, mas Blind Harry em seu poema épico "The Wallace" conta a história da emboscada de Wallace contra os ingleses na colina de Loudoun. O poema também conta como em algum lugar da paróquia um estalajadeiro hospitaleiro abasteceu o grupo de escoceses enquanto se preparavam para interceptar um comboio na rota oeste para Ayr.

O local de batalha real era provavelmente na entrada leste da passagem estreita conhecida como Winny Wizzen, sua posição estratégica na cabeça do vale significava que era frequentemente ultrapassada por exércitos que faziam seu caminho para o interior ou para a costa.

Wallace escondeu seus homens atrás das margens e valas do forte romano abandonado. O poema conta como os escoceses estreitaram ainda mais o caminho com a construção de diques de pedra, tornando mais eficaz o ataque aos cavaleiros compactados.

Wallace tinha apenas 50 homens contra 200 soldados inimigos, mas ainda assim conseguiu vencer o dia, matando mais de 100 soldados ingleses, incluindo Fenwick (o general inglês que matou o pai de Wallace), o resto se espalhou e o trem de bagagem, com todos os suprimentos incluindo uma grande quantidade de armaduras, armas e cavalos úteis destinados a aliviar a guarnição de Ayr, agora caíram nas mãos dos escoceses.

Um ponto marcado em mapas como Túmulo de Wallace é tradicionalmente considerado o local onde os mortos ingleses foram enterrados. Wallace foi declarado fora da lei após a Batalha de Loudoun Hill, mas avançou para sua grande vitória em Stirling Bridge no ano seguinte.

Setembro de 2004 viu a inauguração da estátua & quotSpirit of Scotland & quot - para reconhecer o significado histórico da área durante as Guerras de Independência da Escócia.

Um grande Conventicle (serviço religioso ao ar livre) realizado nas proximidades em 1679 levou à humilhação de Claverhouse pelos pactuantes na batalha de Drumclog.


Veja também

Robert I, popularmente conhecido como Robert the Bruce, foi rei dos escoceses de 1306 até sua morte em 1329. Robert foi um dos guerreiros mais famosos de sua geração e acabou liderando a Escócia durante a Primeira Guerra da Independência da Escócia contra a Inglaterra. Ele lutou com sucesso durante seu reinado para reconquistar o lugar da Escócia como um país independente e agora é reverenciado na Escócia como um herói nacional.

o Batalha de Methven teve lugar em Methven, Escócia, em 19 de junho de 1306, durante as Guerras de Independência da Escócia. O campo de batalha foi pesquisado para ser incluído no Inventário de Campos de Batalha Históricos na Escócia e protegido pela Escócia Histórica sob a Política Ambiental Histórica Escocesa de 2009, mas foi excluído devido à incerteza de sua localização.

Loudoun é uma freguesia em East Ayrshire, Escócia, situada entre cinco e dez milhas a leste de Kilmarnock. A paróquia abrange aproximadamente a metade norte do Upper-Irvine Valley e faz fronteira com a paróquia de Galston no rio Irvine.

Aymer de Valence, 2º conde de Pembroke era um nobre franco-inglês. Embora ativo principalmente na Inglaterra, ele também tinha fortes ligações com a casa real francesa. Um dos homens mais ricos e poderosos de sua época, ele foi um jogador central nos conflitos entre Eduardo II da Inglaterra e sua nobreza, particularmente Thomas, 2º Conde de Lancaster. Pembroke foi um dos Lordes Ordenadores nomeado para restringir o poder de Eduardo II e seu favorito Piers Gaveston. Sua posição mudou com o grande insulto que sofreu quando Gaveston, como um prisioneiro sob sua custódia a quem jurou proteger, foi removido e decapitado por instigação de Lancaster. Isso levou Pembroke a uma cooperação estreita e vitalícia com o rei. Mais tarde na vida, porém, circunstâncias políticas combinadas com dificuldades financeiras lhe causariam problemas, afastando-o do centro do poder.

Sir James Douglas foi um cavaleiro escocês e senhor feudal. Ele foi um dos principais comandantes durante as Guerras da Independência da Escócia.

Galston é um município de East Ayrshire, Escócia, que tem uma população de 5.001 (2001) e está no centro da freguesia com o mesmo nome. Situa-se numa zona rural arborizada a 4 milhas rio acima de Kilmarnock e é um grupo de pequenas cidades localizadas no Vale Irvine entre as cidades de Hurlford e Newmilns. Ao norte da cidade estão as ruínas do Castelo de Loudoun, local do parque temático do Castelo de Loudoun de 1995 a 2010. Em 1874, a população era de 4.727.

o Batalha de Faughart foi travada em 14 de outubro de 1318 entre uma força Hiberno-normanda liderada por John de Bermingham e Edmund Butler, conde de Carrick, e um exército escocês-irlandês comandado pelo príncipe Edward Bruce, conde de Carrick, irmão do rei Robert I dos escoceses. Foi uma batalha da Primeira Guerra da Independência da Escócia e mais precisamente das Guerras Bruce irlandesas. A derrota e morte de Bruce na batalha encerrou a tentativa de reviver o Alto Reinado da Irlanda. Também encerrou, por enquanto, a tentativa do rei Robert de abrir uma segunda frente contra os ingleses na Guerra da Independência da Escócia.

o Batalha de Glen Trool foi um envolvimento menor na Primeira Guerra da Independência da Escócia, travada em abril de 1307. Glen Trool é um estreito vale nas terras altas do sul de Galloway, na Escócia. Loch Trool está alinhado em um eixo leste-oeste e é flanqueado em ambos os lados por colinas íngremes, tornando-o ideal para uma emboscada. O campo de batalha está atualmente sob pesquisa para ser inventariado e protegido pela Historic Scotland de acordo com a Scottish Historical Environment Policy de 2009.

Loudoun Hill, também comumente Loudounhill, é um tampão vulcânico em East Ayrshire, na Escócia. Ele está localizado próximo à cabeceira do rio Irvine, a leste de Darvel. Uma batalha real e uma fictícia foram travadas ao redor da colina de Loudoun.

Methven é uma grande vila na região escocesa de Perth e Kinross, na estrada A85 a oeste da cidade de Perth. É perto da aldeia de Almondbank. A vila tem sua própria escola primária, igreja, clube de boliche, salões comunitários, campo de jogos com instalações esportivas e pista de skate, e uma variedade de negócios.

o Batalha de Dalrigh, também conhecido como Batalha de Dail Righ, Batalha de Dalry ou Batalha de Strathfillan, foi travada em 1306 entre o exército do Rei Robert the Bruce contra o Clã MacDougall de Argyll, que eram aliados do Clã Comyn e dos ingleses. Aconteceu no vilarejo de Dalrigh, perto de Tyndrum, em Perthshire, na Escócia. O exército de Bruce, cambaleando para o oeste após a derrota para os ingleses em 19 de junho na Batalha de Methven, foi interceptado e quase destruído, com o próprio Bruce escapando por pouco da captura. A batalha ocorreu entre julho e início de agosto, mas a data exata é desconhecida.

New Cumnock é uma cidade em East Ayrshire, Escócia. Ela se expandiu durante a era da mineração de carvão a partir do final do século 18, e a mineração continuou sendo sua principal indústria até que seus poços foram fechados na década de 1960. A cidade fica a 5,7 milhas (9,2 e # 160 km) a sudeste de Cumnock e 21 milhas (34 e # 160 km) a leste de Ayr.

o River Irvine é um rio que atravessa o sudoeste da Escócia. Sua bacia hidrográfica fica na fronteira de Lanarkshire com Ayrshire, a uma altitude de 810 pés (250 e # 160m) acima do nível do mar, perto da Colina Loudoun, Drumclog, e 7 milhas SW por W de Strathaven. Flui 29 & # 160 1 & # 82602 & # 160mi (47,5 & # 160km) para oeste, dividindo o antigo distrito de Cunninghame daquele de Kyle, até chegar ao mar através do Porto de Irvine na forma do Estuário de Clyde, e flui para a Baía de Irvine pela cidade de Irvine. Tem muitos afluentes, alguns dos quais formam freguesia, distrito e outros limites.

o Batalha de Slioch foi uma escaramuça menor na Primeira Guerra da Independência da Escócia. Embora o encontro tenha sido inconclusivo, os inimigos domésticos do rei escocês Robert Bruce não foram capazes de impedi-lo de consolidar seu domínio sobre a Escócia.

Castelo Ardgowan, originalmente chamado Castelo de Inverkip, está localizado na propriedade de Ardgowan House, perto de Inverkip, na Escócia. É perto de Firth of Clyde em Inverclyde, no antigo condado de Renfrewshire. A ruína de três andares da casa torre do século 15 é protegida como um edifício listado de categoria B.

Bruntwood Loch, ou Loch of Bruntwood era um lago de água doce na área do conselho de East Ayrshire, agora drenado, situado em um buraco de chaleira glacial, paróquia de Galston, na Escócia.

Loch Gate, anteriormente conhecido como Loch Gait, era um lago de água doce, em parte na Área do Conselho de East Ayrshire e em parte em South Lanarkshire, agora principalmente drenado, perto de Darvel, situado em um buraco de caldeira glacial, Paróquia de Galston, Escócia.

o Batalha de Turnberry foi uma batalha travada em fevereiro de 1307 durante as Guerras da Independência da Escócia perto de Turnberry, Ayrshire, Escócia.

Rei fora da lei, estilizado como Outlaw / King , é um filme de drama de ação histórico de 2018 sobre Robert the Bruce, o rei escocês do século 14 que lançou uma guerra de guerrilha contra o grande exército inglês. O filme se passa em grande parte durante o período histórico de 3 anos de 1304, quando Bruce decide se rebelar contra o governo de Eduardo I sobre a Escócia, tornando-se um "fora da lei", até a Batalha de Loudoun em 1307. Rei fora da lei foi co-escrito, produzido e dirigido por David Mackenzie. É estrelado por Chris Pine, Aaron Taylor-Johnson, Florence Pugh, Billy Howle, Sam Spruell, Tony Curran, Callan Mulvey, James Cosmo e Stephen Dillane.

Senhor Bernard de monte alto foi um cavaleiro escocês que participou da Guerra da Independência da Escócia, como apoiante de Robert de Brus.


William wallace

De acordo com o poema épico de Harry Cego Os Atos e Deidis do Illustre e Vallyeant Campioun Schir William Wallace, Sir William Wallace emboscou e derrotou uma força inglesa em Loudoun Hill em 1296. Isso agora é considerado não histórico.

Pensa-se que o local da batalha fica ao sul da colina, no final do 'Windy Wizzen' (ou 'Winny Wizzen'), uma ravina estreita perto do antigo Forte Romano. De acordo com o Blind Harry, a força inglesa de cerca de 200 homens montados estava indo para o oeste, para a guarnição de Ayr. Os rebeldes de Wallace, talvez 50, se esconderam na ravina, construindo diques para estreitar ainda mais o caminho. O general inglês Fenwick, que supostamente matou o pai de Wallace, foi morto durante a batalha. O restante de suas tropas foi espalhado, e os suprimentos que ele carregava foram deixados para os homens de Wallace.

Mapas da área nomeiam um monte a leste da Colina Loudoun como 'Túmulo de Wallace'. Tradicionalmente, este é o local de sepultamento dos mortos ingleses, em vez da própria sepultura de Wallace. Na encosta oposta ao monte está um monumento a Wallace. Chamado de 'Espírito da Escócia', ele mostra um contorno de Wallace em aço, com 5 metros de altura. Ele foi projetado e criado pelo artista local Richard Price e dedicado em setembro de 2004.


O fundo

Quando Alexandre III da Escócia - o último da Casa de Dunkeld - morreu em 1286, a coroa passou para sua única descendente sobrevivente, sua neta, Margarida da Noruega, conhecida como Donzela da Noruega. Em 1290, a caminho da Escócia, Margaret morreu nas ilhas Orkney, aos sete anos. Isso desencadeou uma crise de sucessão e para evitar a guerra civil, os nobres da Escócia convidaram Eduardo I da Inglaterra (um amigo próximo do falecido rei) para intervir e ajudar a escolher o pretendente mais forte. O homem que ele escolheu foi John Balliol, que se tornou rei em novembro de 1292. O rei João governou a Escócia com Eduardo I como seu superior feudal. 1

Eduardo começou a interferir nos assuntos escoceses, minando o rei John. A gota d'água veio em 1294, quando o rei Eduardo solicitou que a Escócia fornecesse tropas e fundos para sua campanha contra a França. 2 Vários poderosos senhores escoceses persuadiram John a recusar. Eduardo respondeu invadindo a Escócia à frente de um grande exército. Os escoceses foram derrotados na Batalha de Dunbar em abril de 1296. Isso pôs fim a quase um século de um relacionamento relativamente próximo e estável entre os dois reinos. 3

Em julho, o rei John foi deposto e preso na Torre de Londres. Eduardo convocou um parlamento em Berwick, onde os nobres escoceses (Robert the Bruce entre eles) o homenagearam. A Escócia foi efetivamente colocada sob o domínio de Eduardo. 4

Conforme mencionado na Crônica de Lanercost:

Em todas essas campanhas mencionadas, os escoceses estavam tão divididos entre si que às vezes o pai estava do lado escocês e o filho do inglês, e vice-versa, também um irmão poderia estar com os escoceses e outro com os ingleses sim, até mesmo o mesmo indivíduo seja primeiro com uma parte e depois com a outra. Mas todos aqueles que estavam com os ingleses estavam apenas fingindo, também bec ause era o partido mais forte, ou para salvar as terras que possuíam na Inglaterra, pois seus corações estavam sempre com seu próprio povo, embora suas pessoas pudessem não estar.

Uma revolta da nobreza escocesa contra Eduardo em 1297 terminou em capitulação em Irvine em julho daquele ano. Apesar do revés em Irvine, William Wallace e Andrew Murray continuaram a resistência e suas forças infligiram uma derrota impressionante aos ingleses na Batalha de Stirling Bridge em 11 de setembro de 1297, onde Murray foi mortalmente ferido. No ano seguinte, Wallace foi derrotado na Batalha de Falkirk por um exército inglês liderado pelo próprio Eduardo. Em 1305, Wallace foi capturado e executado.

Bruce & # 8217s Stone on tO lado oriental de Clatteringshaws Loch, onde Bruce derrotou um destacamento inglês em março de 1307 © Neil Ritchie, editor

A Batalha de Loudon Hill

Tendo perdido a Batalha de Methven para uma força inglesa sob Aymer de Valence, o conde de Pembroke, um dos melhores e mais confiáveis ​​soldados do rei Eduardo I, em 1306, onde muitos de seus principais apoiadores foram capturados. Robert the Bruce foi forçado a buscar refúgio nas remotas Terras Altas da Escócia, lá, como uma raposa ferida correndo para o chão, ele se retirou para seu covil, uma caverna onde ficou famoso por ver uma aranha persistente fazer seis tentativas de tecer uma teia ao longo do telhado antes de finalmente conseguir, o que inspirou Robert para continuar sua luta heróica contra a dominação inglesa.

Loudon Hill

O rei Robert decidiu enviar sua família para as Ilhas Orkney para maior segurança. Elizabeth de Burgh e outros membros de sua família foram capturados pelos ingleses no caminho e feitos prisioneiros. Sua filha de 12 anos foi presa na Torre de Londres e alguns membros femininos de sua família, incluindo sua irmã, Cristina, sofreram a humilhação de ser mantida suspensa em gaiolas à vista do público por Edward.

Em fevereiro de 1307, Bruce navegou da ilha de Arran para seu condado de Carrick, em Ayrshire, pousando perto de Turnberry, onde com notável tenacidade, ele logo se estabeleceu na região montanhosa de Carrick e Galloway. Um exército de irlandeses e ilhéus, liderado por seus irmãos, Thomas e Alexander Bruce, desembarcou em Galloway foi derrotado por Dungal MacDouall, um apoiador de John Balliol. Os próprios irmãos de Bruce foram capturados e executados por ordem de Eduardo I.

Bruce tinha aprendido bem a dura lição dada na Batalha de Methven, nunca mais se permitiria ser preso por um inimigo mais forte e, em vez disso, conduziu uma campanha de guerrilha de ataque e fuga contra os ingleses, adotando táticas semelhantes às do grande patriota escocês William Wallace já havia trabalhado.

Bruce emboscou uma força de cavalaria inglesa liderada por John Mowbray em Glen Trool, causando pesadas baixas. Ele então apareceu no norte de Ayrshire no início de maio, onde seu exército foi fortalecido por novos recrutas. Aqui ele logo encontrou seu antigo inimigo, Aymer de Valence, comandando a principal força inglesa na área. Bruce assumiu uma posição em 10 de maio em Loudoun Hill, cerca de 10 milhas a leste de Kilmarnock e cerca de 3 milhas a leste de Darvel em Ayrshire.

A única abordagem que a força inglesa poderia tomar era pela rodovia através do pântano, onde as valas paralelas cavadas pelos homens de Bruce do pântano restringiam seu espaço para desdobramento ainda mais, neutralizando efetivamente os números superiores dos ingleses. Valence foi forçado no ataque ao longo de uma frente estreitamente restrita para cima, em direção às lanças inimigas que esperavam.

As táticas de Bruce impediram que a principal força inglesa de três mil homens montasse um ataque frontal a todo vapor. Foi uma batalha que lembra em alguns aspectos a Stirling Bridge, com o mesmo efeito de 'filtragem'. Enquanto os lanceiros de Bruce pressionavam os desorganizados cavaleiros ingleses, as fileiras da retaguarda começaram a fugir em pânico. Cem ou mais foram mortos na batalha. O próprio Aymer de Valence conseguiu escapar e fugiu para a segurança do castelo Bothwell.

Três dias após a Batalha de Loudoun Hill, o Bruce derrotou outro exército inglês sob o comando do conde de Gloucester.

Dois meses depois, o indomável Eduardo I decidiu marchar até a Escócia mais uma vez, para lidar com o próprio infame infame Robert o Bruce. Ele morreu em Burgh-on-Sands, ao sul da fronteira com a Escócia, aos 68 anos em 7 de julho de 1307. Apreensivo com a capacidade de seu filho Eduardo de continuar seu trabalho, ele supostamente pediu que sua carne fosse fervida de seus ossos, para que pudessem ser carregados com o exército em todas as campanhas para a Escócia. Em vez disso, seu filho teve seu corpo enterrado na Abadia de Westminster.


Exposições Online

Em Ayrshire, a cerca de 16 km de Kilmarnock, perto da vila de Darvel, fica um afloramento rochoso solitário, mas imponente, um remanescente da pré-história vulcânica da Escócia - Loudoun Hill. Foi aqui em 10 de maio de 1307 que Robert the Bruce obteve sua primeira vitória decisiva sobre as forças de Eduardo I, o Rei Plantageneta da Inglaterra, e começou sua entrega da independência da Escócia. Alguns argumentariam que, ao vencer a guerra, Bruce não apenas libertou suas terras das forças ocupantes do sul, mas unificou o país dividido na Escócia que reconhecemos hoje.

Um ano antes, a campanha de Bruce parecia perdida após sua derrota na Batalha de Methven, perto de Perth. Seu exército havia sido destruído pelo número superior de ingleses e pelas táticas experientes de seu líder, Aymer de Valence - o segundo conde de Pembroke e comandante inglês na Escócia - e um dos melhores e mais confiáveis ​​soldados do rei Eduardo. Depois que muitos de seus apoiadores mais poderosos foram mortos ou capturados e seu pequeno exército mal equipado foi disperso, Bruce novamente caiu em cima de seus inimigos. Desta vez, eles eram escoceses - os Macdougalls de Lorn, aliados de seus rivais, os Comyns, que superaram as forças restantes de Bruce perto de Tyndrum. O exército real de Bruce, pelo menos por um tempo, deixou de existir e, embora ele tenha escapado com alguns apoiadores importantes, ele fugiu para a urze como um homem caído e alquebrado.

O que aconteceu com ele nos próximos meses está envolto em mitos e rumores o que é certo é que ele deixou o continente por um tempo, se escondendo nas ilhas e cavernas da costa oeste, onde, em vez de desistir como muitos teriam feito e apesar da falta de apoio, ele reagrupou os poucos homens que permaneceram leais a ele e traçou novos planos, mostrando uma tenacidade incrível e se preparando para uma segunda tentativa.

Bruce reapareceu em fevereiro de 1307, um homem mudado. Methven o ensinou que ele não poderia enfrentar seus adversários em batalhas campais tradicionais ou sofreria o mesmo destino de antes. Ele agora iria lutar um tipo diferente de guerra, uma guerra da qual os ingleses não tinham experiência e nenhuma resposta. Ele estava indo lutar uma guerra de guerrilha batendo e fugindo usando as colinas, rios e florestas da Escócia como seu aliado mais próximo, contando com a experiência de comandantes como Robert Boyd, que lutou usando táticas semelhantes ao lado de William Wallacea alguns anos antes.

Ele desembarcou da ilha de Arran em suas próprias terras de Carrick, onde pôde contar com o apoio local, enquanto dois de seus irmãos, Thomas e Alexander, desembarcaram em Galloway. A princípio, essa nova campanha foi recebida com renovada má sorte, quando o exército de irlandeses e ilhéus, liderado por seus irmãos, foi derrotado por Dungal MacDouall, um dos apoiadores de John Balliol. Seus próprios irmãos foram capturados e executados. Bruce, porém, resistiu e, à medida que sua reputação como líder guerrilheiro em Carrick crescia, também crescia seu apoio. Ele também sabia que os ingleses só organizavam grandes campanhas nos meses de verão e se ele sobrevivesse as semanas restantes até aquela época, ele poderia enfrentar as guarnições inglesas relativamente pequenas na localidade e estabelecer-se como a potência na área. Ele preparou seus homens para o desafio que viria.

Não apenas contente em esperar o tempo fugindo de seu inimigo, Bruce decidiu lutar contra eles. Ele atingiu uma força inglesa liderada por John Mowbray em Glentrool em Dumfrieshire, derrotando-os completamente, antes de deslizar através das charnecas de Dalmellington e aparecer em Ayrshire com uma força reforçada. Rastreando-o por todo o caminho, porém, estava seu antigo adversário, Aymer de Valence. Bruce sabia que não tinha esperanças de continuar a manobrar esse experiente militante e procurou o melhor terreno para enfrentá-lo. Bruce decidiu usar o mesmo terreno que Sir William Wallace havia usado apenas dez anos antes para ganhar uma vitória sobre os ingleses na esperança de que a história se repetisse. Ele assumiu posição no solo macio sob a colina de Loudoun.

A melhor fonte original para o que aconteceu vem do cronista de Bruce, John Barbour, escrito poucos anos depois do evento (embora repleto de propaganda pró-Bruce). No relato de Barbour, ele escreve que Valence e Bruce concordaram com o local de encontro que na época seria considerado a coisa honrada e cavalheiresca a se fazer. No entanto, a guerra raramente é assim e é mais provável que Bruce soubesse que os pesados ​​cavalos ingleses precisavam passar por ali e planejou armar uma armadilha. Séculos antes, os romanos haviam construído seu forte principal na área, nas encostas do monte Loudoun (eles também haviam reconhecido seu potencial estratégico). É possível que ainda existisse uma estrada romana lá. Eram essas estradas que eram comumente usadas pelos ingleses para mover tropas. Foi ao longo de uma estrada romana que os ingleses marcharam para chegar a Bannockburn. Barbour faz alusão à presença de uma estrada em seu roteiro:

"A Rodovia seguiu seu curso, ele descobriu,
Sobre um prado, liso e seco.
Mas feche de cada lado assim
Um pântano estendido, profundo e amplo,
Isso da rodovia, onde os homens andavam,
Foi acertado um flecha de cada lado.

O pântano significava que os cavalos ingleses eram quase inúteis. Bruce também abriu uma série de valas para neutralizar os números ingleses agrupando-os em porções administráveis ​​(Barbour coloca os números ingleses em 3.000 e os escoceses em apenas 600 - isso é provavelmente exagerado, mas é provável que os escoceses estivessem seriamente em menor número e menos bem equipado, pelo menos para uma batalha campal).

Encurraladas, sem espaço para movimentos e com lanceiros escoceses avançando sobre eles, as primeiras filas dos ingleses foram pressionadas para uma carnificina em massa. Ao ver isso e reconhecer o desastre inevitável, suas últimas fileiras começaram a fugir. Valence escapou, mas ficou totalmente humilhado com muitos de seus homens massacrados. Bruce, entretanto, estava triunfante e continuou aumentando seu sucesso, derrotando o conde de Gloucester e suas tropas apenas três dias depois. Desta posição, Bruce e seu exército tomaram a Escócia de volta das mãos inglesas, cidade por cidade, castelo por castelo.

Três meses depois, Eduardo I da Inglaterra morreu com a notícia das vitórias de Bruce ainda ressoando em seus ouvidos. Eduardo, o líder militar mais hábil, implacável e bem-sucedido que a Inglaterra já conheceu, que comandou o exército mais poderoso e profissional de toda a cristandade, que derrotou os franceses, os galeses, governavam a Irlanda, reprimiu vários levantes de sua próprios poderosos Barões e que lideraram Cruzadas falharam em quebrar a resolução do povo de seu vizinho mais próximo e a destreza estratégica de seu líder, que permaneceu um espinho constante em seu lado e que em poucos anos derrotaria seu inepto militarmente filho em Bannockburn e expulsar as forças inglesas da Escócia para sempre. It could be said that the fires for Scottish independence were sparked by the Scottish commanders - among them William Wallace, who resisted English rule several years earlier - but the campaign which delivered the country back into Scottish hands was led by Robert the Bruce and began with his first major victory on the 10th of May 1307, in Ayrshire, under Loudoun Hill.

Loudoun Hill - Early History

Long before the 14th century Loudoun Hills strategic importance was recognised by the people of the area. Evidence of this lies in the remains of an iron age settlement located at the foot of the south east slope. Later the hill was on the very outskirts of the Roman Empire and the Romans too used its potential by building their main fort in the area, large enough for 500 men, at closeby Allanton Beg. From their base there the Romans were able, for a time at least, to control the entire region. All the Roman roads built within the region connect to their highway there and it is beleived that the A71 Edinburgh to Kilmarnock road which passes the base of the hill follows the original Roman one which linked the Clyde Valley to the Ayrshire coast allowing rapid troop movement through an otherwise boggy moorland and ease of supply to the forts garrison. It was probably this very road that Aymer de Valence and his army were using when they met Robert the Bruce and his men.

Many of the soldiers based at the tough frontier garrison were probably locally recruited auxilliaries. The local tribe in the Northern part of Ayrshire were the Damononii who were on better terms with the Romans than their neighbors. Archaeologists discovered Roman armour and equipment at a Damononii fort near Dalry leading to speculation that these were the people that the Romans integrated into their ranks in the area. The hostile Novantae tribes from the Southern part of Ayrshire were a common enemy to the Romans and Damononii alike and Loudoun Hill would have been a strategic base from which to launch attacks directed against them or a strong defensive position if the garrison was caught on the back foot.

The First Battle of Loudoun Hill


Eleven years before Bruce's victory at Loudoun Hill, Sir William Wallace fought a smaller but important skirmish in the same location. Wallace using the same guerrilla tactics which Bruce would later adopt ambushed and routed an English baggage train at Loudoun Hill in 1296. It is believed that the site of this battle was on the ground below the southern side of the hill near the site of the Roman fort, where the geography narrows into a gully which negated the superior numbers of the forces loyal to Edward I. The English force was led by a commander called Fenwick, who, in local folklore, had killed Wallace's father in the same spot some months earlier. According to the 15th century minstrel Blind Harry, the English numbered 200 mounted men and the Scots a mere 50. This fact, as well as the Victorian fancy about the supposed murder of Wallace's father, is of course not based on any concrete evidence. What is known is that the English were defeated and Fenwick killed and the supplies carried in his baggage train were left to equip and feed Wallace's fledgling rebellion. It was following this ambush that Wallace was formally declared an outlaw.


It is testament to the enduring reputation held by the local people of Wallace as a patriot and champion that a monument celebrating this less significant battle exists and one for Bruce's victory does not. The sculpture called 'Spirit of Scotland' was created by local artist Richard Price and was erected in 2004.

In the summer of 1679 a large conventicle was held at Loudoun Hill. Conventicles were illegal religious gatherings where the Covenanters could meet to hold their outlawed services. The well attended conventicle reached the ears of John Graham of Caverhouse, who had been recently appointed by the King to supress all covenanting activity in the South West of Scotland. Quickly gathering his men Claverhouse rushed to Loudoun Hill with his heavily armed dragoons. Upon his arrival at the scene the covenanting rebels fought back and Claverhouse and his men were soundly defeated in a battle which was both bloody and humiliating for Claverhouse who was forced to flee. The battle site lies about half a mile or so from the eastern slopes of the hill and is remembered as the Battle of Drumclog.

The Geology of Loudoun Hill

In geological terms, Loudoun Hill owes its distinctive shape to the action of glaciers that carved out the Irvine Valley during the last Ice Age. As these giant ice-sheets gouged away the softer rocks around it, the relatively harder rocks of what became Loudoun Hill were left more intact as they were more resistant.

These harder rocks are of a type known as 'trachyte', formed within a 300-million-year-old volcano. Although volcanic activity in this area is long-gone, the characteristic landforms of Loudoun Hill, Dundonald Hill, Craigie Hill and Ailsa Craig are all evidence of quite intense volcanic activity during the Carboniferous Period in south-west Scotland.

The glaciers also dumped large deposits of sand and gravel around Loudoun Hill, which are quarried today.


On this day in Scotland

The Battle of Loudon Hill was won by Robert the Bruce, on the 10th of May, 1307.

Loudoun Hill is a volcanic plug in East Ayrshire, which is located near the head of the Irvine Water, east of Darvel. Apart from the fact that there is a great view from the top of Loudon Hill, over Ayrshire to the firth of Clyde and Arran, there are several things to say about this hill, which has stood witness to a lot of history, from the earliest of times.

The remains of an iron-age homestead are located at the foot of the south-east slope and, nearby, at Allanton Beg, a Roman fort was built. In 1679, a large Conventicle was held in the vicinity of this hill and, in 1905, a viaduct, which crossed the valley from Allanton and carried the Caledonian Railway, was opened. Several historical battles have been fought around Loudoun Hill, including one, in 1296, in which Sir William Wallace soundly defeated an English force. Wallace was declared an outlaw after the Battle of Loudoun Hill, but that didnae stop him achieving his great victory at Stirling Bridge the following year. However, this episode concerns another battle one in which King Robert the Bruce inflicted even greater punishment on the English than Wallace did over a decade earlier. Don’t mention Loudon.

William Wallace died fighting to restore King John Balliol to the throne and free Scotland from the yoke of English domination. Whilst Wallace had been somewhat sidelined, and suffered betrayal and gruesome execution, there had been a period of jostling for power and infighting overlapping that of the English domination. The primary tensions were between the well established, national political leaders, the Comyns and their supporters, on the one hand, and the vacillating upstart, Robert the Bruce and his following, on the other. Despite having previously recognised Edward I as his feudal overlord, Scotland’s internecine squabbles had presented ‘the Bruce’ with an opportunity. In reality, it was a case of ‘now or never’ for Robert the Bruce if he was ever going to claim what his grandfather, ‘the Competitor’, had always claimed as the family’s birthright – the Scottish crown.

As hostilities with the Balliol-supporting Comyns escalated, Robert the Bruce killed John ‘The Red’ Comyn, in Greyfriar’s Kirk, Dumfries, on the 10th of February, 1306. Comyn’s death is commonly considered to have been murder, however, nobody knows what went on inside the Kirk and the killing could easily have been self defence. In any event, it was an act that saw Bruce excommunicated for many, Bruce had gone too far. For Bruce, he had only one place to go. In March, 1306, Robert the Bruce declared himself King. Bruce was crowned twice at Scone, on the 25th and the 26th of March – just to make sure – in “the presence and with the agreement of four bishops, five earls and the people of the land.” As Walter of Guisborough further records, “The wife of the Earl of Buchan, who was the daughter of the Earl of Fife, to whom by hereditary right it belonged to place the crown on the head of the new king, secretly withdrew from her lord, …so that she might exercise that office.”

Of course, those events weren’t too pleasing to Edward I. Once he had “heard and learnt” of the coronation of the new King of Scots, “on the feast of Pentecost” the English King sent the Lord Henry de Percy, the Lord Aylmer de Valence and the Lord Robert Clifford to oppose Bruce and hunt him down. The English moved north in great number and the early exchanges saw Bruce defeated by the forces of Edward I. At the Battle of Methven, on the 19th of June, 1306, Bruce’s troops were routed by Aymer de Valance. Bruce went into hiding. However, Bruce was a worthy adversary of Edward I and he wisnae about to give up just yet.

In 1307, eleven years after the first battle of Loudoun Hill, King Robert the Bruce adopted, almost exactly, the same site and tactics as did Wallace. The Bruce’s encounter with the English at Loudon Hill also had the same result. Robert the Bruce had learned his lessons from his defeat at Methven and, this time, the English would be tackled on his terms. Taking his cue from Wallace and that man’s mastery of the art of guerilla warfare, Bruce used local knowledge to his advantage. Bruce’s scorched earth policies had weakened the marauding English Army and, by the time it reached Loudoun Hill, a defeat for its commander, Aymer de Valance, looked possible, if not to the English, certainly to Robert the Bruce and his men.

Modern interpretation places Bruce’s battlefield further east, on the farm of Allanton, on the plain between the bog to the north and Loch Gait, since drained, beside the Avon Water. Looking at the battle now, it seems likely that Bruce deployed his forces on the advice of the veterans of Wallace’s Army that he commanded. Similar to Wallace’s victory at Stirling, Bruce got his men to dig a series of trenches on either side of the plain. This had the effect of narrowing the passage available to the English Army, forcing it onto the only possible approach – the difficult terrain between the heavy bogland and the loch. Effectively, Bruce was able to corral the English in the narrow gap between the trenches, slowing down its cavalry and restricting its ability to manoeuvre.

Bruce’s tactics prevented the main English force of three thousand men from mounting a frontal attack at full pace, which would have been disastrous for the Scots, who were vastly outnumbered. Bruce’s Army amounted to no more than a paltry five or six hundred men. Despite the obvious hindrance, the English Army remained arrogant and over confident, simply because of its superiority in numbers. Aymer de Valence ordered his men to attack, while Bruce and his schiltroms stood patiently waiting. The English attack floundered against the Scots pike men, who maintained their discipline, steadfast to a man, and they were able to repulse the headstrong English attack. Immediately, sensing victory, the Scots launched a counter attack and the English fell back in disarray. Thus routed and with his Army in chaos, de Valence fled the field, abandoning his men to the mercy of the Scots.

Just over a month later, the elderly Edward Plantagenet, King Edward I of England, known to his friends as ‘Longshanks’ and to his enemies as ‘The Hammer of the Scots’, died on route to Scotland, near Solway. Loudoun Hill was Bruce’s first major victory over the English. It would not be his last.


Assista o vídeo: Loudoun Hill revisited


Comentários:

  1. Kenan

    Eu acho que você não está certo. Escreva para mim em PM, vamos conversar.

  2. Aldrin

    Eu acredito que você está errado. Tenho certeza. Eu posso defender minha posição. Envie -me um email para PM.

  3. Ranit

    Minha opinião, a pergunta está totalmente divulgada, o autor tentou, para o qual meu arco para ele!

  4. Elye

    me desculpe, eu pensei e esclareci a pergunta



Escreve uma mensagem