Middlesbrough

Middlesbrough


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Middlesbrough, na margem sul do estuário de Tees, era uma pequena vila de pescadores de 40 pessoas antes que um grupo de quacres, incluindo Joseph Pease e Joseph Gurney, associados à Stockton & Darlington Railway, decidisse transformá-la em uma cidade em 1829. O objetivo original da ferrovia era transportar carvão de Auckland para o rio Tees em Stockton. No entanto, a profundidade da água revelou-se insuficiente para navios de grande porte, por isso decidiu-se encontrar um local para um melhor porto rio abaixo. Pease e seus amigos pagaram £ 35.000 pelo local de 520 acres e o Stockton & Darlington abriu uma linha para ele em 1830. O censo realizado em 1831 mostrou que a população havia chegado a 383, mas dez anos depois subiu para 5.709.

John Vaughan e um empresário alemão, F. W. Bolckow, abriram uma siderúrgica em Middlesbrough em 1840. A descoberta de uma pedra de ferro viável nas proximidades de Eston Hills em 1851 ajudou a expandir seus negócios. Em 1879, a empresa foi a primeira a utilizar o novo método de fabricação de aço Bessemer.

Em 1856, a South Durham & Lancashire Railway foi inaugurada. A pedra de ferro de alto grau de Furness foi trazida agora através dos Peninos para Middlesbrough. Esta era uma linha ferroviária lucrativa e em 1877 uma nova e impressionante estação gótica foi construída na cidade.

A Stockton & Darlington Railway foi assumida pela North Eastern Railway em 1849. Eles também compraram a área do cais e uma melhoria em suas instalações foi concluída em 1874. Esses desenvolvimentos estimularam o crescimento econômico e em 1881 a população de Middlesbrough havia chegado a 56.000.


We Are Middlesbrough: Onde e o que é?

É uma pergunta simples, mas, como pode ser visto na confusão acima, a resposta é tão clara quanto o céu antes cheio de fumaça que deu aos habitantes da cidade o apelido de Smoggy.

A área em que fica Middlesbrough recebeu vários nomes - Teesside, Cleveland, Tees Valley e North Yorkshire - conforme os conselhos locais foram formados e abolidos (sobre os quais falaremos mais adiante).

Mas, primeiro, para apreciar a geografia, é útil ter uma noção de sua história.

Middlesbrough começou como um priorado beneditino na margem sul do rio Tees, seu nome possivelmente derivado de ser um ponto médio entre os locais sagrados de Durham e Whitby.

Em 1820, tornou-se uma fazenda e aldeia com 25 residentes cercada por pântanos salgados e campos.

A próspera cidade na época era Stockton, o término da Darlington and Stockton Railway, que foi inaugurada em 1825 e transportava carvão das minas de Durham para ser enviado do porto de Stockton e # x27s.

Mas Stockton tinha um problema - era muito longe da costa.

O rio sinuoso para o Mar do Norte poderia levar sete dias para atravessar, enquanto os navios maiores e mais novos muitas vezes não conseguiam nem mesmo chegar ao porto.

Um local mais próximo do estuário foi procurado e o proeminente proprietário da mina Joseph Pease voltou sua atenção para a fazenda de 500 acres de Middlesbrough.

O trabalho começou em 1829 e em dois anos o primeiro porto e as primeiras casas dos trabalhadores foram construídos.

A nova cidade, inicialmente chamada de Port Darlington, concentrava-se em uma praça do mercado e uma prefeitura com quatro estradas.

As ruas subsequentes foram construídas em forma de grade à medida que a cidade crescia, como peças sendo adicionadas a um quebra-cabeça gigante, de acordo com o historiador Paul Menzies.

Em 1841, Middlesbrough era o lar de 5.200 pessoas, incluindo um grande número de mineiros do País de Gales e da Cornualha e trabalhadores da Irlanda.

Em 1850, uma nova indústria explodiu com a descoberta de minério de ferro em Cleveland Hills, com vista para a cidade, e nasceu a & quotIronopolis & quot, iniciada por industriais como Henry Bolckow e John Vaughan.

Fundições e fábricas surgiram ao longo da margem sul do Tees, e começou a construção naval que rivalizava com a de Wear and Tyne.

Empresas químicas surgiram na margem norte, aumentando a população de lugares como Port Clarence e Billingham.

O ar teria sido dilacerado por uma cacofonia de barulho, o céu noturno queimando em laranja com o fogo da indústria.

A fumaça saindo das fornalhas e chaminés deixava os novos prédios pretos.

Ruas de casas geminadas continham unidades industriais gigantes, um pensamento indesejável para os caçadores de casas modernos, mas um trajeto conveniente para o trabalhador vitoriano.

Novas ruas se espalharam pelas terras para acomodar todos os novos trabalhadores e suas famílias, consumindo vilas como Linthorpe, Ayresome e Ormesby, que haviam sido listadas no Domesday Book.

Teatros, clubes, bibliotecas e uma ópera foram inaugurados e, em 1876, o clube de futebol da cidade foi fundado.

A certa altura, havia mais de 100 pubs só no centro da cidade, e grandes parques foram criados para oferecer refúgios para a agitação.

Em 1862, com a cidade com apenas 30 anos, o primeiro-ministro William Gladstone a visitou, apelidando Middlesbrough de & quotInfant Hercules & quot.


História

O cais original continuou a ser comercializado e, ao longo da primeira metade do século 20, foi operado por T Roddam Dent and Sons e era conhecido como Dents Wharf, sendo a foto adjacente de 1950.

Não foi até 1970 que Arthur Vernon Dawson, o avô do atual diretor administrativo Gary Dawson comprou o terreno da família Dent, para construir um novo estaleiro a partir do qual operar um negócio de transporte em expansão e desenvolver a primeira propriedade industrial multiusuário em Middlesbrough.

O cais menor que possui, mais próximo da ponte do Transporter era conhecido como Tyne Tees Wharf e já foi operado pela Tyne Tees Steam Shipping Company até a década de 1940 - tinha o único depósito alfandegado em Tees na época, cujos restos nós demolimos na década de 1980.

Movendo-se para o final dos anos 1980, quando o National Dock Labor Scheme foi abolido por Margaret Thatcher, AV Dawson ganhou uma licença para operar seu primeiro cais. Foi quando o cais deixou de ser chamado de Middlesbrough Wharf e passou a ser conhecido como Dawson's Wharf.

A empresa então comprou a Ayrton Rolling Mill da British Steel em 1985 e rebatizou-a como Ayrton Railhead and Store. Outras aquisições de terras incluíram o Linthorpe Dinsdale Yard em 1998 (o cais sendo conhecido como Lin-Din, que foi então rebatizado de Base de Abastecimento do Mar do Norte).

Isso foi seguido por compras adicionais de vários terrenos ao sul da Forty Foot Road, ao lado do Middlesbrough Goods Rail Yard. Esses locais, uma vez desenvolvidos, tornaram-se conhecidos coletivamente como Parque Intermodal Tees Riverside (Terminal TRIP). Recentemente, um aluguel de 99 anos do Middlesbrough Goods Yard foi obtido da Network Rail.

Em 17 de setembro de 2020, AV Dawson voltou às suas raízes, renomeando seu site Port of Middlesbrough & # 8211 An AV Dawson Facility.


15 grandes edifícios perdidos de Middlesbrough

O centro de Middlesbrough mudou muito no século passado.

Em seu novo livro, Middlesbrough 1920-2020: um século de mudanças, o autor Araf Chohan descobriu centenas de fotografias que mostram essas mudanças.

Para muitos, os principais marcos de Middlesbrough são os edifícios que definem a cidade e a vida ali. Talvez o mais famoso seja a icônica Ponte do Transporter.

Infelizmente, muitos desses edifícios históricos foram perdidos ao longo dos anos. Quem se lembra disso?

The Royal Exchange

Um dos edifícios mais lamentados de Middlesbrough. O Victorian Royal Exchange já foi um local de comércio no coração da cidade, perto da estação ferroviária. Ele abriu caminho para o novo viaduto A66 no início dos anos 1980.

Igreja Paroquial de St Hilda

A igreja paroquial original de Middlesbrough, construída no município original que compartilhava o nome de St Hilda (e mais tarde conhecida como "Além da fronteira"). Conforme a população se mudou para o sul, a igreja foi fechada e demolida em 1969. Você ainda pode ver um memorial no local e algumas lápides antigas.

Escola Hugh Bell

Muitas crianças de Middlesbrough frequentaram a escola Hugh Bell, no coração da cidade. Construído em 1892, o grande edifício acabou por ser demolido para dar lugar ao Tribunal de Magistrados de Teesside no início dos anos 1970.

Ayresome Park

A famosa casa no centro da cidade do Middlesbrough FC. Este estádio fez parte da paisagem por mais de 90 anos, entre 1903 e 1995, quando foi inaugurado o moderno Riverside Stadium. O site agora é habitação.

Star & amp Garter Hotel

Outro grande edifício para abrir caminho para a estrada A66. O Star & amp Garter Hotel na Marton Road foi construído na década de 1890 e durou até a década de 1970. Era um famoso estabelecimento de bebidas na cidade.

Catedral de Santa Maria

A casa da Igreja Católica em Middlesbrough era St Mary's na Sussex Street. Foi inaugurada em 1878 e foi consagrada catedral um ano depois. Muitas das famosas procissões originaram-se aqui ao longo dos anos.

Infelizmente, a igreja caiu em desuso e foi vítima de incêndio criminoso quando um incêndio começou em 2000. O local agora é ocupado pelo novo QG da Polícia de Middlesbrough.

Grand Opera House / Gaumont Cinema

Middlesbrough foi o lar de muitos teatros e cinemas ao longo de sua história. Uma das mais famosas era a Grand Opera House, na esquina das estradas Linthorpe e Southfield. Foi inaugurado em dezembro de 1903 com capacidade para 2.600 pessoas. Em 1931, tornou-se o Cinema Gaumont.

Após o fechamento em 1964, o prédio foi demolido em 1971. O local agora é um prédio comercial indefinido.

The Ship Inn

Casa pública original e mais antiga de Middlesbrough. The Ship Inn faz parte de Middlesbrough desde que se tornou uma cidade estabelecida. Infelizmente, quando a área de St Hilda se esvaziou e se tornou abandonada, o navio perdeu muito de seu costume. Um incêndio em 2012 deixou-o em um estado terrível, e tudo o que resta agora é o andar inferior vazio. Quanto tempo vai durar?

Corporation Hotel

A esquina das estradas Corporation e Albert, no coração de Middlesbrough, é hoje o lar de um dos edifícios mais altos do Nordeste. No entanto, por muito tempo este foi o local do Corporation Hotel - um estabelecimento imponente com um bar e acomodações populares. Foi demolido na década de 1970 para dar lugar ao alto bloco de escritórios da Corporation House.

Jardins de inverno

O Winter Garden foi inaugurado por Sir Hugh e Lady Bell para o benefício do povo de Middlesbrough em 1907. Era um local de entretenimento e recreação para socializar e saborear a comida. Fechou em 1963 e hoje abriga o shopping Dundas Arcade.

Gilkes Street Baths

Quantos de vocês gostaram de nadar nos banhos de natação da Gilkes Street? Este foi um importante espaço de lazer no coração da vila, com uma grande piscina e banhos turcos. Ele ficou vazio na década de 1990 e acabou sendo demolido para dar lugar ao shopping center Captain Cook Square.

Marton Hall

Se você visitar o Stewart Park em Marton hoje, poderá ver um pórtico solitário em uma elevação. Isso é tudo o que resta do grande Marton Hall - que já foi a casa do ferreiro Henry Bolckow de Middlesbrough. Permaneceu de 1858 até 1960, quando um incêndio atingiu o prédio vazio.

Igreja Metodista “Big Wesley”

Enquanto o coração de Middlesbrough estava mudando nas décadas de 1950 e 60, muitas ruas e prédios estavam abrindo espaço para centros comerciais. Na esquina da Corporation Road com a Linthorpe Road, a imponente capela metodista “Grande Wesley” também estaria perdida. Este edifício existia desde a década de 1890 e deu lugar à nova loja British Home Stores.

Enfermaria de equitação norte

Outro edifício muito querido de Middlesbrough que se perdeu. A enfermaria North Riding em Newport Road é uma perda relativamente recente, sendo demolida em 2006. Um supermercado feio e um hotel econômico ocupam o local agora, mas o arco de entrada da enfermaria foi reconstruído no local como uma lembrança do edifício.

Bolckow e Vaughan Iron Works

Muito do prestígio inicial de Middlesbrough veio de sua indústria de ferro. Os industriais Henry Bolckow e John Vaughan foram os pioneiros nisso e mudaram sua Blockow, Vaughan & amp Co para a cidade em 1840. Eles montaram obras na Vulcan Street. A empresa acabou sendo adquirida por Dorman Long em 1929, que se tornou a British Steel. O local das obras agora está vazio, embora as lembranças de seu passado industrial permaneçam no Vulcan Street Wall.


Middlesbrough - História

Middlesbrough era um pequeno vilarejo no lado sul do rio Tees, com uma população em (1829) de apenas 40 habitantes. No final do século (19), ela se tornou uma cidade de 91.000.

O ponto de virada na história de Middlesbrough foi a compra de 500 acres da propriedade original de Middlesbrough por cinco cavalheiros quacres, liderados por Joseph Pease. Eles planejavam criar uma cidade de 5000 habitantes com um porto para permitir o embarque de carvão das minas de carvão de South Durham para Londres e outros mercados. Novos cais foram construídos, em águas mais profundas e mais perto do mar do que os antigos staiths em Stockton. A Stockton and Darlington Railway foi estendida para o novo local que, na época, era conhecido como Port Darlington. Pease percebeu rapidamente o potencial do site para um maior desenvolvimento. Uma empresa subsidiária foi criada para desenvolver o terreno, e eles contrataram Richard Otley para planejar a cidade. A primeira casa foi construída em West Street em abril de 1830. Em 10 anos, as exportações anuais de carvão aumentaram de cerca de 10.000 toneladas para 1,5 milhão de toneladas. Em 1841, a população de Middlesbrough era de 5.463. A primeira igreja paroquial, St. Hilda's, foi construída, juntamente com um mercado e um novo cais aberto em Tees. Uma firma de ferreiros, Bolckow and Vaughan, também abriu uma fundição.

Embora inicialmente bem-sucedido, o comércio de exportação de carvão de Middlesbrough sofreu um declínio acentuado à medida que a nova rede de ferrovias se mostrou capaz de movimentar carvão de maneira mais eficiente do que pela rota marítima de Port Darlington. No entanto, a descoberta de minério de ferro em Eston e em Cleveland Hills, juntamente com o reconhecimento de sua usabilidade por Vaughan, transformou Middlesbrough quase da noite para o dia de uma cidade de carvão em uma cidade de ferro. Situada em um rio navegável com campos de carvão e pedra de ferro de fácil acesso, nenhuma cidade poderia ter sido mais favoravelmente localizada para um centro de fabricação de ferro.

Quando o primeiro alto-forno entrou em operação em 1851, 3.000 toneladas de pedra de ferro eram processadas diariamente. Em 1861, havia mais de 40 fornos no distrito, com uma produção anual de 500.000 toneladas de ferro-gusa. A população nessa época era de 18.892 e, em 1871, aumentada pelo influxo de ferreiros de Durham, Staffordshire, Escócia e Gales do Sul, era de 39.284.

O crescimento fenomenal foi acompanhado por uma corrida caótica de construção de casas (inferiores), com fileiras de terraços sendo imprensados ​​entre os jardins traseiros das casas existentes. Conforme a população e o sucesso industrial aumentaram, o padrão de grade de ferro das ruas e edifícios municipais se espalhou para o sul até que a nova Câmara Municipal e a Estação Ferroviária, construídas em 1887 e 1877, respectivamente, não estivessem mais na posição central, conforme planejado originalmente.

A produção autocontida de ferro-gusa começou a desaparecer após a década de 1870, quando o aço e a concorrência estrangeira lançaram uma sombra sobre o mundo do ferro-gusa. O ferro passou a não ser mais usado em ferrovias, embora ainda fosse procurado pela indústria de construção naval. O ferro, no entanto, permaneceu dominante em Teeside até o final de 1870, quando o processo de fabricação de aço a partir de minério de ferro fosfórico (como encontrado aqui) foi demonstrado com sucesso nas obras de Bolckow-Vaughan em 1879. No final do século, Dorman e Long haviam aparecido . Eles aproveitaram a maré crescente do aço e também buscaram algumas fusões e aquisições.

Havia outras indústrias. A Middlesbrough Pottery Company foi fundada em 1834 e esteve em produção até 1857. Surgiram estaleiros, nomeadamente Harkness, Dixons, Rake Kimber e J G Holmes. Desenvolveu-se a indústria associada às docas de Cleveland e, mais tarde, surgiu a produção de sal e produtos químicos.

No século 20, a rede de transporte foi desenvolvida, com duas pontes sobre o Tees sendo construídas. A primeira foi a hoje sinônimo Transporter Bridge (1911) e, posteriormente, em 1934, a Newport Bridge. O museu Dorman foi inaugurado em 1904 e a biblioteca em 1912. O crescimento cessou durante a Segunda Guerra Mundial, após a queda dos anos 1930. Depois da guerra, as moradias foram reduzidas, novos subúrbios foram construídos e grande parte da praga industrial foi melhorada. Grande parte da paisagem urbana atual data desse período do pós-guerra.

Vida de um ferreiro, por volta de 1900

Os ferreiros começaram a trabalhar por volta dos dezesseis anos. Em seu pico de força (20-40 anos), eles seriam empregados nas tarefas mais exigentes fisicamente, o que atrairia mais salários. À medida que suas forças diminuíam, eles seriam transferidos para tarefas menores e, paradoxalmente (em comparação com os costumes modernos), seu salário diminuiria, visto que estava ligado apenas aos seus esforços, e não à experiência.

O ambiente em que trabalhavam era sombrio, com forte poluição do ar, calor e frio extremos e ruído contínuo. As siderúrgicas eram locais de grande perigo, onde acidentes envolvendo máquinas pesadas ou ferro fundido eram geralmente graves. Os homens normalmente trabalhariam em turnos de 8 horas, das 6h às 14h, das 14h às 22h ou das 22h às 6h. A Ironworks nunca fecharia, nem mesmo aos domingos, pois os custos de inicialização dos fornos eram muito altos.

A tabela abaixo lista e descreve os vários negócios que seriam encontrados em uma siderúrgica. Os valores dos salários foram extraídos de At the Works, de Lady Florence Bell, esposa de Hugh Bell, Fundador de Ferro. Este livro, publicado em 1907, oferece uma visão detalhada da vida das famílias associadas à indústria do ferro.


Existem 43 registros de censo disponíveis para o sobrenome Middlesbrough. Como uma janela para sua vida cotidiana, os registros do censo de Middlesbrough podem dizer onde e como seus ancestrais trabalharam, seu nível de educação, status de veterano e muito mais.

Existem 8 registros de imigração disponíveis para o sobrenome Middlesbrough. As listas de passageiros são o seu bilhete para saber quando seus ancestrais chegaram aos EUA e como eles fizeram a viagem - do nome do navio aos portos de chegada e partida.

Existem 4 registros militares disponíveis para o sobrenome Middlesbrough. Para os veteranos entre seus ancestrais Middlesbrough, coleções militares fornecem insights sobre onde e quando serviram, e até mesmo descrições físicas.

Existem 43 registros de censo disponíveis para o sobrenome Middlesbrough. Como uma janela para sua vida cotidiana, os registros do censo de Middlesbrough podem dizer onde e como seus ancestrais trabalharam, seu nível de educação, status de veterano e muito mais.

Existem 8 registros de imigração disponíveis para o sobrenome Middlesbrough. As listas de passageiros são o seu bilhete para saber quando seus ancestrais chegaram aos EUA e como eles fizeram a viagem - do nome do navio aos portos de chegada e partida.

Existem 4 registros militares disponíveis para o sobrenome Middlesbrough. Para os veteranos entre seus ancestrais Middlesbrough, coleções militares fornecem insights sobre onde e quando serviram, e até mesmo descrições físicas.


Kits de futebol históricos

Middlesbrough foi formado em uma reunião no Albert Park Hotel por membros do clube de críquete da cidade. O primeiro jogo registrado aconteceu em 1877, um empate em 1 a 1 com o Teeside Wanderers. As primeiras cores conhecidas que conhecemos são a camisa azul e preta, registrada no Football Annual de Charles Alcock de 1879.

Em maio de 2016, Richard Collinson apresentou um relatório do North-Eastern Daily Gazette (15 de maio de 1886) que afirma, & quotthe traje dos jogadores deve consistir em calças azuis e camisa branca, com enfeites azuis e Borough Arms& quot (ênfase adicionada). As evidências sugerem que os colarinhos azuis eram adornados com bolinhas brancas e dois exemplos podem ser vistos na fotografia da equipe aqui.

Em outubro de 1890, a equipe vestiu "novas cores de camisas da marinha", mas relatórios de janeiro de 1891 confirmam que eles estavam vestindo camisas brancas novamente.

Enquanto o profissionalismo dominava o jogo no norte durante o final da década de 1880, o Middlesbrough permaneceu firmemente comprometido com o amadorismo e, como resultado, uma facção do clube se separou para formar o Middlesbrough Ironopolis em 1889. A rivalidade entre os dois clubes era intensa: Middlesbrough rejeitou uma proposta de Ironopolis para fundir os clubes e se tornarem profissionais. Era óbvio que a cidade não podia apoiar dois lados profissionais e, em 1892, Middlesbrough voltou ao amadorismo. Enquanto isso, Ironopolis ingressou na Liga de Futebol em 1893 apenas para renunciar por razões financeiras no final da temporada, quando o clube foi dissolvido.

Um distintivo de alfinete de metal encontrado por Jonathon Auty confirma que o clube adotou um distintivo baseado no brasão da cidade. O leão representa a família Brus que teve propriedades substanciais após a Conquista Normanda no norte da Inglaterra e sudoeste da Escócia e de quem Robert the Bruce (Robert de Brus) foi descido. Os navios representam a associação da cidade com a construção naval e o comércio marítimo.

Após o fim do Ironoplis, o Middlesbrough se tornou o clube dominante da cidade e ganhou a Liga do Norte em 1893, 1895 e 1897, bem como a Copa Amadora em 1895 e 1898. No ano seguinte, Middlesbrough, agora uma equipe profissional novamente , foram eleitos para a Segunda Divisão da Liga de Futebol. Em 1902, & quotBoro & quot foi promovido à Primeira Divisão e um ano depois mudou-se para Ayrsome Park, que seria a casa do clube pelos próximos 93 anos. Em 1905, o clube pagou uma taxa de transferência recorde de £ 1.000 para assinar o Alf Common. Sua melhor posição na Liga foi alcançada em 1914, quando a equipe terminou em terceiro na primeira divisão.

O clube era, na melhor das hipóteses, um time mediano da Primeira Divisão e não foi surpresa quando foi rebaixado em 1924. Em 1927, eles voltaram como campeões da Segunda Divisão. Rebaixado novamente no final da temporada, & quotBoro & quot conquistou o campeonato da segunda divisão novamente em 1929. Eles permaneceram na primeira divisão sem nunca realmente ameaçar ganhar nada. Em 1958, o jovem Brian Clough fez sua estreia pelo clube e provou ser uma sensação na hora de marcar gols, mas sua carreira de jogador foi interrompida por uma lesão.

O desenho bastante rudimentar à direita indica que o brasão do clube permaneceu fundamentalmente inalterado desde a era vitoriana, mas isso nunca apareceu nas camisas dos jogadores.

Em 1964, Boro 'adotou cangas brancas em suas camisas, uma lembrança das distintas "capuletas" usadas entre as guerras.

Em 1966, o Middlesbrough caiu para a terceira divisão pela primeira vez em sua história, ganhando a promoção de volta à segunda divisão na primeira tentativa.

Em 1971, um brasão apareceu nas camisas dos jogadores, consistindo no tradicional leão rampante.

Em 1973, o herói da Copa do Mundo da Inglaterra, Jack Charlton, foi nomeado técnico e, no final da temporada 1973-74, o Middlesbrough foi promovido de volta ao topo como campeão da segunda divisão. Foi Charlton quem apresentou o conjunto distinto todo vermelho com uma ousada faixa de peito branca, um estilo que foi revivido várias vezes e ainda é preferido pelos fãs do Boro. Um leão bastante magro foi aprimorado com & quotMFC & quot e renderizado em vermelho. Uma versão bem mais bem proporcionada apareceu alguns anos depois.

A equipe causou pouca impressão e, em 1982, eles caíram na Divisão Dois e, quatro anos depois, enfrentando dívidas crescentes, na Divisão Três e entraram em liquidação. No dia 23 de agosto, os administradores trancaram os portões do Ayrsome Park e o clube seria expulso da Liga se não cumprisse o jogo contra o Port Vale. A partida foi disputada no terreno do Hartlepools United e um consórcio liderado por Steve Gibson interveio para salvar o clube. Para marcar o renascimento, um novo brasão foi adotado, incluindo o ano em que a nova sociedade anônima foi formada.

Um ano depois, Middlesbrough foi promovido de volta à Divisão Dois. Ainda mais notável, em 1988 eles foram promovidos à Divisão Um através dos play-offs. Mesmo tendo durado apenas uma temporada no topo, foi uma recuperação verdadeiramente notável.

No início dos anos 1990, o Middlesbrough foi promovido e rebaixado com uma regularidade desconcertante, incapaz de se consolidar no nível mais alto. Em 1995, entretanto, o ex-capitão da Inglaterra Bryan Robson assumiu como técnico e o clube voltou à Premier League. Algumas contratações internacionais importantes foram feitas, incluindo o Futebolista Brasileiro do Ano, Juninho e (um ano depois) Fabrizio Ravanelli. Juntamente com a conclusão do seu novíssimo Estádio Riverside, com 30.000 lugares, o Boro encontrou um sentido de ambição. Em 1997, eles foram derrotados como finalistas nas Copas da FA e da Liga, aparecendo na final da Copa da Liga novamente no ano seguinte. Em 2004, no Millennium Stadium em Cardiff, o Middlesbrough venceu o Bolton por 2 a 1 para ganhar a Copa da Liga, seu primeiro grande troféu em 128 anos de existência.

Para a temporada 2007-08, o clube introduziu um novo emblema para substituir o roundel introduzido quando o clube foi reformado em 1986. O motivo do leão central desenfreado foi mantido, mas agora apareceu fora de um escudo com um pergaminho na parte inferior. Significativamente, o ano da formação original do clube de formação agora apareceu.

Após a votação de seus torcedores, o clube anunciou sua intenção de retornar à sua faixa branca no peito para a temporada 2008-09, mas este talismã não conseguiu salvá-los do rebaixamento para o campeonato. Incapaz de garantir um patrocinador na temporada 2010-11, o clube fez uma série de acordos de curto prazo até que Ramsdens entrou em cena.

Depois de uma passagem de sete anos no campeonato, 'Boro foi promovido de volta à Premier League em 2016, mas perdeu seu lugar após uma temporada.


História

O clube foi fundado em 1876 pelo Middlesbrough Amateur Cricket Club. A primeira partida oficial é jogada no ano seguinte contra Teesside Wanderers no Old Archery Ground, terminando em empate.

O Middlesbrough entrou na FA Cup pela primeira vez na temporada de 1883-84, mas permaneceria parcialmente como um clube amador até 1899 e venceria a FA Amateur Cup duas vezes durante este período (1895 e 1898).

O time de North Yorkshire tornou-se membro da Football League em 1899 e jogou sua primeira temporada na segunda divisão. Eles alcançaram o nível mais alto pela primeira vez em 1902 e sua melhor posição na Divisão Um é um terceiro lugar, que aconteceu em 1914.

Em 1973, o eminente Jack Charlton é nomeado novo gerente. Entre os jogadores famosos dos tempos modernos, podem ser mencionados Bryan Robson (1994-1996 e, posteriormente, técnico), Fabrizio Ravanelli (1996-1997) e Juninho Paulista (1995-1997, 1999, 2002-2004).

Em 1986, o clube estava à beira da falência. Foi seguido por uma mudança de propriedade e uma reconstrução. O clube teve que recomeçar na terceira divisão, mas subiu e jogou na Premier League de 1996-97.

O logotipo usa uma crista com um leão vermelho estilizado no centro. A mesma representação de um leão (embora azul) pode ser vista no brasão de Middlesbrough - o leão é uma característica heráldica comum e pode ser visto no brasão de clubes como Aston Villa, Chelsea e Rangers.

Linha do tempo do Middlesbrough FC

1876 ​​O clube é estabelecido (denominado Middlesbrough Amateur Cricket Club).
1883 Primeira participação na FA Cup.
1889 Membro da Liga de Futebol.
1902 Primeira temporada na Primeira Divisão da Football League.
1903 O clube muda-se para o Parque Ayrsome.
1905 O sinal de Alf Common se tornou um novo recorde de transferência nacional (£ 1.000).
1989 A transferência de Gary Pallister para o Manchester United por £ 2,3 milhões tornou-se um novo recorde de transferência nacional.
1995 O clube muda para o Riverside Stadium.
2004 Ganhando seu primeiro troféu da Copa da Liga.
2006 Chegando à final da Copa UEFA.

Curiosidades

Clubes de futebol também fundados em 1876


História e herança de Middlesbrough

Middlesbrough tem uma história social orgulhosa. É um lugar que acolheu trabalhadores de todo o mundo para construir seus alicerces. Essas pessoas fizeram de Middlesbrough o lugar diversificado que é hoje, e uma crescente população estudantil e uma crescente comunidade de negócios reforçam Middlesbrough como um lugar para construir um futuro brilhante.

O termo ‘Ironopolis’ é sinônimo do povo de Middlesbrough & # 8211, um lugar que cresceu desde a descoberta da pedra de ferro até se tornar um dos produtores de aço e ferro mais poderosos do mundo. Esse legado está no cerne de muitas estruturas e edifícios em todo o mundo, desde a Sydney Harbour Bridge até a Tyne Bridge.

A ponte Tees Transporter é o marco mais famoso e icônico de Middlesbrough e um símbolo de orgulho para o povo da cidade. É a ponte transportadora mais longa do mundo e é uma atração turística, além de ser um elo fundamental entre Middlesbrough e Stockton-on-Tees. Os visitantes da ponte podem subir em um elevador de vidro até o topo para admirar as vistas deslumbrantes de 50 metros acima do rio Tees.

Desde o rápido crescimento de Middlesbrough na década de 1830, o patrimônio industrial e social da cidade pode ser visto no centro do bairro histórico de Middlesbrough, onde edifícios ornamentados originais revestem as ruas com charme histórico. A Prefeitura de Middlesbrough foi oficialmente inaugurada pelo Príncipe e pela Princesa de Gales em 23 de janeiro de 1889 e ainda constitui o coração orgulhoso da vida cívica no centro de Middlesbrough. Após extensas reformas, ele foi reaberto em 2018 com muitas de suas belas características originais restauradas, incluindo a sala do tribunal (certifique-se de olhar para o teto!), O antigo corpo de bombeiros e as antigas celas da polícia.

Teesside Archives contém milhares de documentos sobre a história de Middlesbrough (e Stockton, Hartlepool e Redcar & amp Cleveland), tanto pré quanto pós-Revolução Industrial.

A apenas uma curta distância de carro do centro de Middlesbrough, o Acklam Hall é um edifício impressionante listado como Grau 1 que foi construído em 1683. Originalmente uma grande casa ancestral e mais tarde uma escola, foi impressionante e meticulosamente restaurado à sua grandeza original e é um dos locais de casamento premiados do Nordeste.

Exterior do Acklam Hall

O talentoso Harry está dançando para chegar a Roma!

O menino Boro, Harry Henderson, chegou às finais da The Dance World Cup 2020! Falamos com ele sobre suas ambições e sua jornada incrível, que começou aqui mesmo em Middlesbrough.


Middlesbrough

Coloque o nome: Possivelmente "a fortificação intermediária". Mid (e) lesburc (h) –burgh [1114吤], Middelburg (h) 1273, c.1291, 1613, 1846, Middlesbrough de 1407. Inglês antigo midleste + burh. O significado do nome não é compreendido, mas a explicação mais antiga 'fortificação de Midele & # 8217 depende de um nome pessoal hipotético em inglês antigo não registrado independentemente.

As informações sobre este nome de local foram fornecidas por Victor Watts por comunicação pessoal.

Livro Domesday

O nome Middlesbrough não aparece no Domesday Book, embora os vizinhos Acklam, Marton, Ormesby, Nunthorpe, Coulby, Hemlington e Stainsby sejam mencionados. É possível que algumas das propriedades que foram listadas em Acklam fizessem parte de Middlesbrough, mas não podem ser identificadas a partir do registro Domesday.

Baseado na tradução de William Farrer em "The Victoria History of the County of York" vol.2 (ed.) W.Page (1912).

Proprietários de terras primitivos

O rei Henrique I concedeu Middlesbrough a Robert de Brus, junto com extensas propriedades em Cleveland. Em 1119, Brus concedeu a igreja de Middlesbrough junto com uma parcela de terra (cerca de 100 acres ou possivelmente mais) para a Abadia de Whitby. No século XIII, dizia-se que os monges de Whitby controlavam metade do município de Middlesbrough. When the monasteries were dissolved by Henry VIII, the lands of Middlesbrough changed hands several times until they came into the possession of the Robinson family in 1572. The Robinsons held the manor of Middlesbrough until the 18th century.

An Early Mention

In the inquisition that was held after the death of Peter de Brus in 1272 it was stated that “The Abbot of Wyteby has the church of Middelburg with a moiety of the same town in pure almoigne”. (A “moiety of the . . . .town” means half of the village property and “in pure almoigne” means with nothing to pay either in rent or in kind.)

See “The Victoria History of the Counties of England: Yorkshire North Riding” vol.2 (ed.) W.Page (1923).

Another early mention appeared in the returns of the Select Committee on the Education of the Poor in 1818. “Acklam: The children attend a school in the adjoining parish of Middlesbrough, but there are a few families without the means of instruction, and would be glad to possess them.” The school referred to may have been the village school in Linthorpe that William Fallows attended as a boy.

The Lay Subsidy of 1301:

Middlesbrough was lumped together with Newham for the purposes of this government tax. It is usually reckoned that only a third or a quarter of property holders were named in the lay subsidy returns. If these estimates are correct, there must have been 40 or 50 heads of families in Middlesbrough and Newham, since 13 are named in the tax records. Middlesbrough was not a wealthy place apparently, with only one taxpayer, William Orre, paying more than 4 shillings in tax, and the total for Middlesbrough and Newham amounting to just 23 shillings.

Derived from “Yorkshire Lay Subsidy” edited by W.Brown (Yorkshire Archaeological Society Record Series) (1897).

Selected Buildings

Church of St. John the Evangelist (1865)

Offices in Exchange Square (1872)

New Exchange Buildings (1874)

Bell Brothers’ Offices (1891)

Victoria Road School (1892)

Dorman Memorial Museum (1904)

Park Methodist Church (1905)

The Transporter Bridge (1911)

Constantine Technical College (1929)

The Cleveland Centre (1972)

Middlesbrough College (2008)

A Few Lost Buildings

Middlesbrough Priory (1119) demolished in the 18th century.

o Ship Inn (1831) partially demolished in 2018.

St. Hilda (1838) demolished in 1969.

Centenary Methodist chapel (1838) demolished in 1959.

North Riding Infirmary (1859) demolished in 2006.

Wesley Chapel (1863) demolished in 1954.

The Oxford Palace of Varieties (1867) bombed in an air raid in 1941 and subsequently demolished.

The Royal Exchange (1868) demolished in 1985.

St. Paul’s church (1871) demolished in 1967.

West Lane Hospital (1875) demolished in 2000.

Trinity Presbyterian church (1875) demolished in 1988.

St. Mary’s R.C. cathedral (1878) demolished after a fire in 2000.

Zion Love Methodist New Connexion church (1883, later became the Cleveland Scientific Institute) demolished in 2006.

Hugh Bell School (1892) demolished in 1969.

St. George’s Congregational church (1894) demolished in 1980.

Grand Opera House (1903, later converted to a cinema) demolished in 1971.

Tower House Department Store (1910) demolished in 1987.

Public Swimming Baths (1933) demolished in 1998.

Odeon Cinema (1939) demolished in 1969.

Some People of Note

John Hexham ( ? -1555) A monk who became Prior of Middlesbrough Priory and then Abbot of Whitby. At the dissolution of the monasteries he retired to live in Middlesbrough where he was a considerable property holder.

George Robinson (fl. 1596-1619) A landowner who inherited the manor of Middlesbrough in 1596. He commissioned the first known map of Middlesbrough in 1619. He lived at the Middlesbrough Farm.

Richard Otley (1791-1849) A Darlington man who who was a key figure in the development of the Stockton and Darlington Railway. In 1830 he drew up the plan for the new town of Middlesbrough and in 1834 he began the Middlesbrough Pottery.

William Fallows (1797-1889) The man who became known as “the father of Middlesbrough and of the Tees” was born in Sleights. He played a prominent role in the early development of Middlesbrough and the conservancy work on the River Tees. He became mayor of Middlesbrough in 1859.

Joseph Pease (1799-1872) A Quaker businessman from Darlington who envisaged a new town at Middlesbrough. He was the principal member of the Owners of the Middlesbrough Estate and he served as M.P. for South Durham from 1832 to 1841.

John Vaughan (1799-1869) An ironmaster from Worcester who pioneered the successful exploitation of Eston ironstone. With Henry Bolckow he found Bolckow Vaughan and Company. He became Middlesbrough’s third mayor.

Henry Bolckow (1806-1878) An ironmaster from Mecklenburg. Bolckow Vaughan and Company operated a large ironworks along Vulcan Street in Middlesbrough. Bolckow became Middlesbrough’s first mayor and first M.P. He built Marton Hall.

Bernhard Samuelson (1820-1905) A German-born ironmaster who built the Newport Ironworks in 1863 and the Britannia Ironworks in 1870. He was knighted in 1884.

Edgar Gilkes (1821-1894) A Gloucestershire ironmaster who founded the Tees-side Iron and Engine Works in Middlesbrough. His career was blighted by the collapse of the Tay Railway Bridge in 1879. It had been built with iron supplied by Gilkes’ company.

Robert Lisle Kirby (1839-1915) The secretary of Bell Brothers who became a promoter of education in Middlesbrough and wrote Ancient Middlesbrough which was published in 1900. Kirby Grammar School for Girls was named in his honour.

Amos Hinton (1844-1919) A grocer from Hertfordshire who established a highly successful chain of grocery stores in Middlesbrough and several other Teesside towns. He became mayor of Middlesbrough in 1886.

Hugh Bell (1844-1931) An ironmaster from Walker-on-Tyne who ran Bell Brothers’ ironworks at Port Clarence. He became Chairman of Dorman Long and Company and Chairman of the London and North Eastern Railway. He was mayor of Middlesbrough three times.

Arthur Dorman (1848-1931) An ironmaster from Kent who formed Dorman Long and Company which became one of the largest steelmaking companies in the world. In 1914 the firm employed 20,000 men. They became famous as bridge builders. Arthur Dorman was knighted in 1918.

Florence Bell (1851-1930) A writer of more than forty works who was born in Paris. She published “At the Works”, a study of the working families of Middlesbrough in 1907 and she pioneered the Middlesbrough Winter Gardens.

John Burn (1853-1925) An Anglican priest from Sunderland who was Vicar of All Saints in Middlesbrough for 40 years. He worked tirelessly to support families suffering hardship during the trade depression of 1907-8. It was estimated that 25,000 people lined the streets for his funeral.

Frederick Hardisty (1855-1930) An accountant from Harrogate, Fred Hardisty is remembered as one of the founding fathers of Middlesbrough football club.

Sarah Anne Calvert (1858-1927) Annie Calvert was Middlesbrough’s longest serving mayoress. She was largely responsible for the establishment of the Maternity Home, and supported the local child welfare clinics. She was one of Middlesbrough’s first two women magistrates.

Minnie Levick (1871-1961) A Londoner who became well known as a Middlesbrough doctor and councillor. She opened several maternity clinics, culminating in the opening of the Middlesbrough Maternity Home in 1920. In 1944 she was made an M.B.E.

Edith Carter Owen (1872-1951) The daughter of Middlesbrough mayor Thomas Carter. In 1926 she fulfilled her father’s wish when she founded the Carter Bequest Hospital. She was made a Freeman of the Borough in 1934.

Alice Schofield Coates (1881-1975) A women’s suffrage activist, born in Lancashire, who became Middlesbrough’s first woman councillor. She was one of the campaigners who helped to set up the Parkside Maternity Hospital in Middlesbrough.

Frank Elgee (1880-1944) A North Ormesby-born educator, writer and museum curator. His researches and writings on the archaeology of the North York Moors inspired later generations. He was curator of the Dorman Memorial Museum from 1923 to 1933.

Naomi Jacob (1884-1964) A writer from Ripon who worked as a schoolteacher in Middlesbrough for several years. She wrote over seventy novels, including “The Beloved Physician” which is set in a fictionalised version of Middlesbrough.

Andrew Wilson (1896-1973) A Scottish footballer who began his professional career at Middlesbrough. After a transfer to Dunfermline he returned to play at Middlesbrough. In the 1921-22 season he was the top goalscorer in the then First Division, now known as the Premier League.

Marcus Langley (1903-1977) An aircraft engineer from Middlesbrough. In 1931 he published his first book Metal Aircraft Design. He supervised the design of the De Havilland T.K.1 and T.K.2 which flew in air races in the 1930s. He was later the technical director of Beagle-Auster aircraft.

Denis Hamilton (1918-1988) Sir Denis Hamilton was a journalist from South Shields who grew up in Middlesbrough. As editor of the Sunday Times he introduced the first colour supplement. He was knighted in 1976 and became chairman of Reuters three years later.

Donald Revie (1927-1989) Don Revie was a footballer and football manager from Middlesbrough. While playing for Manchester City he was picked for England six times. As manager of Leeds United in the late 60s and early 70s he enjoyed so much success that he was appointed as the England team manager.

Ann Jellicoe (1927- ) A playwright who was born in Middlesbrough. She wrote The Knack which later was made into a successful film.

Brian Clough (1935-2004) A Middlesbrough-born footballer who became a prolific goal-scorer for his hometown club. He had a successful career as a football manager.

Denis Neale (1944- ) A table tennis player from Middlesbrough who was English national champion six times and with Mary Wright won a bronze medal at the 1969 World Table Tennis Championships.

Alan Old (1944- ) A rugby player from Middlesbrough who played for England sixteen times. He played in two victories over the All Blacks, including one by the North of England at Otley in 1979. He also played cricket for Durham in 40 matches and once for Warwickshire.

Christopher Old (1948- ) A cricketer from Middlesbrough. As a bowler, Chris Old played for England 46 times. As a batsman, while playing for Yorkshire in 1977, he scored one of the fastest centuries ever in professional cricket, including fifty runs in 9 minutes.

Mackenzie Thorpe (1956- ) A Middlesbrough-born artist whose work has made him one of the most popular northern artists.

Carole Knight (1957- ) A table tennis player from Middlesbrough who was English national champion three times and represented England twice at the world championships.

William Athey (1957- ) A cricketer from Middlesbrough. Bill Athey played for Yorkshire, Gloucestershire and Sussex and played for England in 23 test matches. He scored more than 25,000 runs in his first class career.

Rory Underwood (1963- ) A Middlesbrough-born rugby player who scored 44 tries in 49 games for Middlesbrough. He was transferred to Leicester where his international career began. He played for England a record 85 times and scored a record 49 tries.

Chris Newton (1973- ) A Middlesbrough-born cyclist who represented the United Kingdom at four Olympic Games, winning a silver medal in the team pursuit and two bronze medals. In 2002 he became an individual world champion in the points race.

The Hearth Tax of 1673

These government tax returns show that Middlesbrough over 300 years ago was a village with 15 houses. Of these, 12 were small houses with just a single hearth, while 2 other houses had 2 hearths. By far the largest was the house of “Mr Geo Robinson” which had 8 hearths. This building may have been part of the conventual buildings of Middlesbrough’s medieval priory , converted to serve as a private dwelling.

Ver “The Hearth Tax List for the North Riding of Yorkshire, Michaelmas 1673, Ripon Historical Society (2011).

Diretórios

Slater’s Directory of 1855 listed, among others, 42 general shopkeepers, 30 butchers, 12 grocers, 9 greengrocers, 4 bakers, 4 confectioners, 4 millers, 3 flour dealers, 6 chemists and druggists, 4 newsagents, 25 boot and shoe makers, 6 drapers, 14 tailors and drapers, 4 milliners and dress makers, 3 straw bonnet makers, 7 hairdressers, 2 booksellers and stationers, 7 china and glass dealers, 2 watch and clock makers, 3 furniture dealers, 4 ironmongers, 2 plumbers and glaziers, 2 blackmiths, 5 whitesmiths, 2 cartwrights, 2 coopers, 2 marine store dealers, 5 ship chandlers, 4 sail makers, 10 joiners and builders and 4 stone masons. There were also 36 taverns and public houses and 9 beer retailers.

Ward’s Directory of 1936 listed, among others, more than 40 general shopkeepers, more than 70 butchers, more than 90 grocers and 40 greengrocers, 30 bakers, more than 40 confectioners, more than 20 chemists, more than 30 newsagents, more than 50 boot and shoe makers and 50 drapers, more than 40 tailors, more than 20 dressmakers, costumiers and milliners, a dozen booksellers and stationers, 7 china shops, 15 watchmakers, 13 furniture dealers, 5 jewellers, 19 tobacconists, 13 hardware dealers, 16 pawnbrokers and more than 20 coal merchants. There were also 8 wireless dealers. This is far from the complete list.

A Selection of Dates

686 Possible religious building at Middlesbrough.

1119 Foundation of Middlesbrough Priory by Robert de Brus.

1439 Middlesbrough’s oldest will dates from this year.

1537 Probable date for the dissolution of Middlesbrough Priory.

1539 John Hexham, former Abbot of Whitby leased Middlesbrough Priory and its land.

1619 The oldest surviving map of Middlesbrough bears this date.

1716 The Lordship of Acklam Plan was made. It includes the parish of Middlesbrough.

1828 Joseph Pease visited Middlesbrough to assess its suitability as a coaling port. A company known as the Owners of the Middlesbrough Estate was established in 1829 to develop the port.

1830 The Stockton and Darlington Railway reached Middlesbrough.

1833 James Laing began building ships at his Middlesbrough shipyard.

1834 The Middlesbrough Pottery was established.

1838 The foundation stone of St. Hilda’s church was laid..

1840 Bolckow and Vaughan established an ironworks in Middlesbrough.

1842 Middlesbrough Dock was opened.

1846 Middlesbrough town hall was built in the centre of the market place.

1849 The Society of Friends’ meeting house in Wilson Street came into use.

1851 Bolckow and Vaughan erected a blast furnace at South Bank to smelt Cleveland ironstone.

1853 Middlesbrough was granted a charter of incorporation and became a borough.

William Harkess established a shipyard at Middlesbrough.

1859 Sister Mary Jaques set up a cottage hospital.

1863 Bolckow, Vaughan and Company began extracting salt at Middlesbrough.

1864 Newport Ironworks was constructed.

1865 The church of St. John the Evangelist was consecrated.

1866 Newport wire works was established by Richard Hill.

1867 The Oxford Palace of Varieties opened.

1868 Albert Park was opened. Henry Bolckow became Middlesbrough’s first M.P.

Paradise Mission (United Methodist Free Church) in Milton Street was dedicated.

1870 John Gjers and John Mills founded the Ayresome Ironworks in the Ironmasters’ District.

1872 The first recorded match for Middlesbrough Rugby Club was played this year.

1873 Raylton Dixon established the Cleveland Dockyard which built 600 ships in 50 years.

1875 Arthur Dorman and Albert de Lande Long founded Dorman Long and Company at the West Marsh Ironworks in the Ironmasters’ District.

1876 Middlesbrough Football Club was formed.

1877 Middlesbrough’s new railway station came into service. Middlesbrough High School opened.

1878 The Roman Catholic Cathedral was opened to serve the new Diocese of Middlesbrough.

1879 The Gilchrist-Thomas process for steelmaking was demonstrated at Middlesbrough.

1889 A new town hall was built at the corner of Albert Road and Corporation Road.

1892 Durham Street Mission was opened. Newport Settlement was established in Cannon Street.

Cannon Street Salvation Army Barracks came into use.

1898 There was a smallpox epidemic in the town. Electric trams began running between North Ormesby and Norton via Middlesbrough. The Middlesbrough Asylum on Marton Road was opened.

1899 The Empire Theatre of Varieties was opened.

1901 The ornamental garden at Victoria Square was laid out as a public park.

1903 The first football match was played at the new Ayresome Park stadium.

The Grand Opera House opened. It was converted to the Gaumont Cinema in the 1920s.

1904 The Dorman Memorial Museum opened its doors to the public for the first time.

1908 The Hippodrome Theatre was opened. The Cleveland Hall began showing films.

1911 The Transporter Bridge began ferrying passengers and vehicles across the River Tees.

Kirby Grammar School for Girls was opened.

1912 The Central Library was opened.

1919 Middlesbrough cricket club won the North Yorkshire and South Durham Cricket League for the first time. They won the title eight times in the 20th century.

1923 Middlesbrough’s last remaining shipyards (Harkess’ and Dixon’s) closed.

1925 The town’s first annual Corpus Christi Procession took place. The last was in 1971.

1926 St. Joseph’s Roman Catholic Church was consecrated.

1930 The Prince of Wales opened the Constantine Technical College. The Holgate Infirmary was developed as Middlesbrough General Hospital.

1934 The Tees (Newport) Bridge was opened to traffic. St. Thomas’ Church was consecrated.

Middlesbrough’s last tram ran.

1937 The United bus station on Newport Road came into service.

1939 Middlesbrough fire brigade moved into a new purpose-built fire station.

1942 The railway station was severely damaged by enemy bombing during the Second World War.

1953 Steelmaking ended at Dorman Long’s Britannia Works.

1955 Stainsby School was opened. It was the first of more than a dozen secondary schools built in the suburbs of Middlesbrough during the 1950s and 1960s.

1958 The municipal art gallery was opened.

1959 Middlesbrough Market ceasing trading.

1963 The Duke of Edinburgh opened Clairville Stadium athletics ground. It was demolished in 2015.

1965 The last blast furnaces in the Ironmasters’ District ceased production.

1966 Ayresome Park football ground hosted some of the World Cup matches in this year.

1969 St. Hilda’s church was demolished.

1970 Teesside Polytechnic enrolled its first students. In 1992 the polytechnic became a university.

1973 Teesside Magistrate’s court came into use. The Cleveland Centre was completed.

1976 St. Michael’s Church closed and was re-opened as a Mosque. Middlesbrough Rugby club won the Yorkshire Cup.

1979 Teessaurus Park was laid out.

1980 Middlesbrough Dock was closed to cargo ships.

1981 South Cleveland Hospital was opened. The Hill Street Centre was completed.

1982 Middlesbrough won the Britain in Bloom contest for the second time.

1985 The Royal Exchange was demolished to make way for the A66 main road.

1990 The first Middlesbrough Mela was held in the town hall.

1991 The new County Court building on Russell Street came into use.

1993 The Bottle of Notes sculpture in the Central Gardens was unveiled.

1995 Middlesbrough Football Club moved to the Riverside Stadium.

1999 The Captain Cook Square shopping centre was opened.

2000 Middlesbrough Cathedral was demolished after an arson attack.

2004 Middlesbrough football club won the League Cup.

2007 The Middlesbrough Institute of Modern Art was opened.

2008 Middlesbrough College moved into its new premises beside the dock.

2015 Middlesbrough Sports Village was opened.

This list of events was compiled using several works by Paul Stephenson, Norman Moorsom and other local historians.

Suggested Further Reading

“Ancient Middlesbrough” R.L.Kirby (1900)

“At the Works” Lady F.Bell (1907)

“The History of Middlesbrough” W.Lillie (1968)

“Middlesbrough’s History in Maps” Cleveland and Teesside Local History Society (1980)


Assista o vídeo: A street in Middlesbrough - BBC Newsnight