Troy

Troy


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Troy ou “Truva” é um dos locais mais famosos e historicamente significativos do mundo. Localizado na atual Turquia, o local marca o ponto de encontro da Anatólia, do Egeu e dos Bálcãs, tornando-se uma fonte de informação de vital importância sobre as relações históricas entre essas regiões.

Imbuído de vários milênios de história e objeto de lenda, a fama de Tróia deriva principalmente de ser o lendário local da Guerra de Tróia. É também um local do Patrimônio Mundial da UNESCO e figura como uma de nossas 10 principais atrações turísticas na Turquia.

História de tróia

Existem vários relatos antigos desse conflito, principalmente ficção, o mais famoso dos quais foi escrito por Homero na Ilíada. A história conta que os gregos sitiaram Tróia depois que Helena, esposa de Menelau, rei de Esparta, foi tomada por Páris de Tróia. Muitos historiadores agora acreditam que o motivo da Guerra de Tróia foi uma rivalidade comercial acirrada entre o povo de Tróia e os micênicos.

Foi também Tróia que foi o tema do poema épico de Virgílio "A Eneida", no qual os gregos armaram a famosa armadilha do "Cavalo de Tróia" para o povo de Tróia. Os gregos, fingindo ter deixado Tróia durante a Guerra de Tróia, colocaram um cavalo de madeira nos portões da cidade como um troféu da vitória dos troianos. Na verdade, os soldados gregos estavam escondidos dentro do cavalo e, uma vez capturados pelos troianos, destruíram a cidade e reivindicaram a vitória.

Ao longo dos milênios, Tróia se tornou um movimentado centro comercial persa, principalmente a partir de 1700 aC. No entanto, uma combinação de desastres naturais, invasões e ocupações levou à reconstrução da cidade inúmeras vezes. Diz-se que Alexandre, o Grande, visitou Tróia em 334 aC, no início de sua campanha contra os persas. Acredita-se que o líder macedônio prestou sua homenagem na tumba de Aquiles.

Tróia continuou a manter seu status sob os romanos como Ilium, especialmente depois que foi identificada como o local da "Ilíada" de Homero em 188 aC e a cidade estava isenta de impostos. O local tem uma mistura de monumentos gregos e romanos, muitos construídos por figuras proeminentes como Alexandre o Grande e o imperador romano Augusto. Ilium floresceu até o período bizantino, quando Constantinopla se tornou o bispado.

Foi só em 1822 que o jornalista escocês Charles Maclaren identificou Hisarlik como a localização moderna de Tróia.

Troy hoje

As vastas ruínas agora encontradas em Tróia testemunham milhares de anos de história, a seção mais antiga datando do final do 4º milênio aC. Cada parte do site é numerada, correlacionada a um período específico de tempo. As famosas muralhas de Tróia, que desempenharam um papel tão importante na Guerra de Tróia (algumas das quais permanecem), podem ser vistas na seção VII.

Independentemente de saber se Tróia foi o local real da Guerra de Tróia, o sítio arqueológico de Tróia é um lugar fascinante para entusiastas de história e turistas passearem pelas passarelas de madeira. O Museu de Tróia fica na entrada das ruínas, construídas na altura exata da cidade antiga, ostentando sarcófagos, machados e ferramentas de corte, pulseiras de vidro, ouro, moedas, cerâmica e muito mais - tudo trazendo a cidade antiga à vida.

Obviamente, o site também possui uma réplica de um cavalo de Tróia.

Chegando a Troia

Situado perto de Kalafat, na Turquia, é mais fácil ir de carro até o sítio arqueológico. De Istambul, Troy fica a 5 horas de carro ao longo das estradas O-5 e E90 ao redor do Mar de Mármara. Da cidade vizinha de Çanakkale, são 35 minutos de carro ao longo da E87 e há muito estacionamento.


Troy - História

Resumo da História da Família Troy (NSW)

TROY: A família Troy remonta à Irlanda, Inglaterra e norte da França como De Troyes. O nome às vezes aparece como Trohy, Trehy, de Troye, de Treo e outras variações. OTrehy é uma tradução fonética de O'Troighthigh, (ou O Troightheach), que significa "Footsoldier". O sobrenome Troy foi encontrado pela primeira vez no condado de Clare, onde foram concedidas terras por Strongbow, conde de Pembroke, após sua conquista da Irlanda em 1172. Um dos lugares mais antigos na Irlanda associado ao nome é CastleTroy, de Limerick. A localização das ruínas históricas do "Castelo de Tróia". Aparentemente, 21 Troys fugiu da França por causa da perseguição religiosa, estabelecendo-se então na Inglaterra, Cork e Kilkenny. O Troy mais conhecido foi John Thomas Troy, 1739-1823. ele era o arcebispo de Dublin e cuidou da construção da Catedral de St Marys lá. Seu pai era um francês, com o nome de De Troye (ou De Treo). Henry Troy, foi Provost (Magistrado Chefe) de Limerick em 1197. E em 1198, o primeiro prefeito e os xerifes foram escolhidos. Desde então, até 1463, nada menos que 21 Troys ocuparam um ou outro desses cargos. John de Troy foi nomeado xerife de Dublin em 1355.

A história da família Troy na Irlanda é bastante extensa. Existem 4 linhas principais de Troys, rastreadas até a Austrália, até agora. TAS. WA. VIC.and NSW. Dois condenados e dois Freesettlers. Nosso ramo da família Troy começou com Patrick Troy, (Pai indeterminado), que chegou ao "Providence 1" em 1811, após ser julgado em Waterford, Irlanda, tentando roubar armas de um "cavalheiro escudeiro , Wilson ". Não há indicação adequada de sua formação, já que ele não sabia ler nem escrever. Provavelmente não sabia sua idade. (Correram rumores de que ele pode ter sido filho do arcebispo, John Thomas Troy). Patrick mais tarde se casou com Elizabeth Smith, a filha da primeira frota condenada Anne Colpitts e Thomas Smith (também conhecido por Haynes)

O "Providence 1" partiu em 21/1/1811, de Falmouth Cornwall, e depois para Cork, Irlanda, depois outros destinos a caminho, chegando a Sydney, Austrália, em 07/02/1811. - Não deve ser confundido com a "Providência" Original do Capitão Bligh, que foi destruída em 1897 ao largo da Ilha de Formosa (Taiwan) (possivelmente Ilha de Ikena, onde um modelo está em exibição)

Daqui em diante, tudo é história. O filho mais velho de Patrick, Thomas, casou-se com Louisa Hanks. Louisa era uma das seis filhas dos condenados James Hanks (chegou "Barwell" em 1798) e Sarah Trapnell, que chegou em 1800, no "Admiral Cornwallis". (Sarah e Anne deixaram filhos na Inglaterra.) O filho de Thomas e Louisa, George, casou-se com Emily Crisp. Seu filho, George Thomas S., casou-se com Betsy Crisp. O resto dos detalhes de nossa família estão nos gráficos de genealogia.

Outro Patrick Troy se casou com Ellen Leahy, deu à luz ainda outro Patrick, Patrick William Troy. Esta ala migrou para os EUA, mas havia muitas outras também. Há um grande número de Troys nos Estados Unidos. Há um subúrbio na cidade de Nova York chamado Troy. Patrick William Troy, depois de ter trabalhado nos Portos de Navegação dos Estados Unidos, por cerca de 20 anos, veio para o Porto de Melbourne, onde se hospedou e se casou com Hilda Ainsworth. O capitão Patrick Troy teve 5 filhos, antes de se mudar para Albany, Austrália Ocidental. Eles finalmente tiveram 10 filhos ao todo.

Havia outra linha de Troys irlandeses para WA. Patrick Richard Troy, um freesettler, chegou a Femantle, no "Sabrina" em 1853, junto com sua filha mais velha Mary, que nasceu em Kilderry, Irlanda em 1828. Patrick e sua esposa, Mary Bricklin (Kilderry), tiveram 4 filhos e 2 filhas. A maioria se estabeleceu em Gin Gin e Geraldton Area WA. Existe agora um grande Clã de Troys em WA de Albany a Geraldton e além. Eles são muito respeitados por lá.

Ainda há outro condenado, Richard Troy (1780-1848), que saiu no "Atlas". Ele foi enviado a Hobart para cumprir um mandato de 7 anos. Ele se casou com Mary Anne Moran e estabeleceu o clã da Tasmânia. Não se sabe se ele era parente do nosso Patrick. Esta Família mais tarde se espalhou para Central NSW e depois alguns para a Nova Zelândia.

Os arquivos nacionais têm muitas entradas de outras Troys que mais tarde migraram para a Austrália como condenados ou com passagem assistida e passagem sem assistência da Irlanda e do Reino Unido. Outros vieram da Europa e da China, após o que esses migrantes adotaram o nome, Tróia, no lugar de seus longos sobrenomes ao se registrar para obter a cidadania. O verdadeiro nome da família torna-se assim obscuro com o tempo.

A história da família Troy é extensa e interessante. Anthony Laffan (um descendente de Clara Troy), publicou dois romances "Anne Colpitts, pioneira da primeira condenada da frota" e "Condenados e moedas, a família de James Hanks". O primeiro livro é uma leitura muito boa, sobre as viagens de Anne Colpitts à Austrália e sua história. O segundo é um grande livro que destaca a família Hanks durante o assentamento inicial em Sydney, com links para Trapnell, Sherwin, Troy, Rowe, Riley e outros. Deixe-me saber se você deseja uma cópia. Tony foi fundamental para me ajudar a montar esta Árvore. A maior parte do material veio dele. Assim também, as contribuições dos "primos" Carolyn Troy e Lawrence Turtle. (Muito obrigado)

Contribuições são sempre bem-vindas, principalmente fotos históricas etc. O árduo trabalho tem sido feito por nós, mas daqui em diante cabe a cada Chefe de Família continuar o Legado dos TROYS., Em benefício das futuras Gerações.


Sobre nós

A tradição da Troy University de ensino de excelência data da sua fundação em 26 de fevereiro de 1887, quando um ato do Legislativo do Alabama estabeleceu a Troy State Normal School como uma instituição para treinar professores para as escolas do Alabama. Joseph Macon Dill foi o primeiro presidente da instituição. Em 1893, a escola foi renomeada para Troy State Normal College.

O Normal College ofereceu cursos de extensão para professores e concedeu certificados de ensino até 1929, quando o Conselho Estadual de Educação mudou o estatuto da instituição e a renomeou como Troy State Teacher’s College. Naquele mesmo ano, a faculdade mudou-se para o local atual e os dois primeiros edifícios foram dedicados: Shackelford Hall, nomeado em homenagem a Edward Madison Shackelford, presidente da escola de 1899-1936, e Bibb Graves Hall, nomeado em homenagem a David Bibb Graves, do Alabama “ governador de educação. ” O governador Bibb Graves também é lembrado por contratar a firma de arquitetura Olmsted Brothers de Brookline, Massachusetts, para projetar o projeto paisagístico do campus. O prédio foi renomeado para homenagear a memória do ícone dos Direitos Civis e antigo congressista da Geórgia, John Robert Lewis, natural do condado de Pike.

Como muitas universidades americanas, o Troy State Teacher’s College desfrutou de um de seus períodos de crescimento mais prósperos nos anos após a Segunda Guerra Mundial, quando os veteranos que retornavam tiraram proveito do GI Bill. O número de matrículas na faculdade mais do que dobrou e esse crescimento levou à introdução de programas de graduação em outras disciplinas além da educação, principalmente em negócios. Em 1957, o Conselho Estadual de Educação reconheceu essa função ampliada e retirou o nome de "Professor" do nome do Troy State College.

A década de 1950 também marcou o longo relacionamento da Universidade com o Exército dos Estados Unidos, com cursos de extensão oferecidos em bases próximas, primeiro em Fort Rucker, perto de Dothan, e depois na Base Aérea de Maxwell em Montgomery. Um centro de ensino separado do Troy State College foi estabelecido em Fort Rucker em 1961, que evoluiu para o atual Campus Dothan. Um centro semelhante, iniciado na Maxwell Air Force Base em 1965, levou à criação do atual Montgomery Campus. Esses programas foram os precursores da moderna divisão de Centros de Serviços TROY da Troy University, que opera todos os locais de ensino da TROY fora do Alabama. Em 1973, a Universidade abriu instalações em bases militares na Flórida. Hoje, os Centros de Serviços da TROY operam cerca de 20 locais em sete estados dos EUA, em locais no Japão e na Coreia do Sul, e parcerias com universidades no Vietnã e na Malásia.

Em 1967, o governador Lurleen B. Wallace nomeou oito membros para o recém-criado Conselho de Curadores do Troy State College, removendo a instituição do controle do Conselho Estadual de Educação. Um dos primeiros atos do novo conselho foi recomendar a mudança do nome para Troy State University. O novo nome tornou-se oficial em 14 de dezembro de 1967.

Em 1975, o Phenix City Campus foi inaugurado como uma filial do campus principal.

Em 1982, o Troy State University System foi formado, quando os campi em Dothan e Montgomery receberam o status de acreditação independente. Em abril de 2004, o Conselho de Curadores votou pela retirada de "Estado" do nome da Universidade para melhor refletir a missão mundial da instituição. A partir de agosto de 2005, todos os campi da TROY foram novamente unificados sob um único credenciamento.


Troy - História

Melhor hora para visitar
Maio junho
Setembro Outubro

Aeroportos
Aeroporto Canakkale (30km)

Melhores lugares para ficar
Canakkale

Tróia (também conhecida como Troia em grego antigo, Wilusa dos hititas ou Ilios dos gregos) é um antigo sítio localizado em Tevfikiye (Hisarlik) perto de Canakkale, no noroeste da Turquia. O monte é o lar de 9 camadas diferentes, e não apenas para a literatura como na Ilíada de Homero ou para a arqueologia com seus 4.000 anos de história, mas também para a história humana, tem uma alta classificação de valor global considerada a cápsula do tempo de civilizações antigas.

O poema épico de Homero, a Ilíada, rendeu a Tróia sua fama e afirmou que a Guerra de Tróia foi travada no sítio arqueológico. No poema épico, um cavalo de madeira foi usado para transportar os Myceneaens (liga aqueu) no centro da cidade impenetrável, onde eles eventualmente capturados durante a Guerra de Tróia entre os troianos e os micênicos. Quer a história seja precisa ou não, uma disputa de Troia foi travada no século 12 que se pensava ter levado à criação de Hitita, Wilusa, para se tornar Illion e depois Troia.

Planejando uma viagem para Tróia em breve? Responda a este planejador de viagem e obtenha sua cotação GRATUITA em 24 horas.

Tróia (também conhecida como Troia em grego antigo, Wilusa dos hititas ou Ilios dos gregos) é um antigo sítio localizado em Tevfikiye (Hisarlik) perto de Canakkale, no noroeste da Turquia. O monte é o lar de 9 camadas diferentes, e não apenas para a literatura como na Ilíada de Homero ou para a arqueologia com seus 4.000 anos de história, mas também para a história humana, tem uma alta classificação de valor global considerada a cápsula do tempo de civilizações antigas.

O poema épico de Homero, a Ilíada, deu a Tróia sua fama e afirmou que a Guerra de Tróia foi travada no sítio arqueológico. No poema épico, um cavalo de madeira foi usado para transportar os Myceneaens (liga aqueu) no centro da cidade impenetrável, onde eles eventualmente capturados durante a Guerra de Tróia entre os troianos e os micênicos. Quer a história seja precisa ou não, uma disputa de Troia foi travada no século 12 que se pensava ter levado à criação de Hitita, Wilusa, para se tornar Illion e depois Troia.

Planejando uma viagem para Tróia em breve? Responda a este planejador de viagem e obtenha sua cotação GRATUITA em 24 horas.

Num relance

Mito e real

Antes da chegada

O que ver

Dicas e etiqueta

Durante o auge da Idade do Bronze, Tróia aproveitou sua idade de ouro quando teve o poder, também graças à sua localização controlando as rotas comerciais. Após a Guerra de Tróia, a cidade ficou deserta até 700 aC, quando os gregos colonizaram a região de Trôade.

Alexandre, o Grande (descendente de Aquiles), que estava a caminho da conquista da Ásia, também parou na gloriosa cidade para homenagear os heróis e governou a área por volta do século 4 aC. Esta visita foi bastante romântica e mais pessoal, onde trocou a armadura pela de Aquiles.

Chamada de Novo (sagrado) Ilium, os romanos governaram a área desde 85 AC, e a cidade teve tempos gloriosos novamente graças à crença de Enéias, um dos heróis de Tróia, e considerado o ancestral de Rômulo e Remo (os fundadores de Roma). Este lendário foi transformado em um grande marketing, e Tróia, mesmo naquela época, tornou-se um destino popular para turismo e peregrinação.

À medida que Constantinopla florescia, a cidade perdeu sua importância e muitos presumiram que ela era apenas um lugar mítico inventado por Homero antes que o autoproclamado arqueólogo Heinrich Schliemann demonstrasse sua presença. As escavações arqueológicas ainda estão em andamento, então a antiga cidade ainda é visível e tem muito a ensinar ao mundo.

Em busca de Tróia por causa de Homero e da Ilíada # 8217

A lenda conta que a deusa do mar Tétis e o Titã do Mar Atlântico, Oceanus, tiveram uma linda filha chamada Electra. Ela se tornaria a esposa de Zeus mais tarde e traria Dardanus ao mundo. O filho de Dardanus fundou a cidade - mais tarde chamada de Troad, e seu filho, chamado Ilus, estabeleceria a cidade de Tróia.

O Monte Ida (Kaz Dagi) erguendo-se acima da cidade foi o lar do primeiro concurso de beleza, do qual as candidatas foram Hera, Atenas e Afrodite. Páris, o juiz desse concurso de beleza, escolheu Afrodite e lhe foi prometido o amor de Helena, a bela rainha de Menelau, o rei de Esparta. Eventualmente, Paris raptou a bela rainha de Micenas e a trouxe para sua terra natal, para o castelo de seu pai, o rei Príamo.

Como resultado, o irmão de Agamenon, que é o rei de Micenas, carregou seu exército junto com uma vasta lista de tropas aqueus e desembarcou na costa da cidade para iniciar a lendária guerra que se transformaria em dez anos de cerco. Enquanto milhares perderam suas vidas na guerra, a ideia de Odisseu, fingindo abortar o cerco, construiu Epeio o enorme Cavalo de Tróia, e o deixou nas margens da cidade. As advertências de Cassandra (filha de Príamo) não deram certo, e o cavalo foi levado para as muralhas com festejos considerando-o um presente de Atenas.

Mais tarde, a frota grega voltou, e o exército escondido dentro do cavalo abriu os portões para as tropas gregas e, no final da noite, toda a cidade foi queimada e destruída. Os filhos do rei Príamo foram mortos com todos os outros homens, enquanto as mulheres foram levadas para a Grécia como escravas para serem comercializadas em diferentes cidades.

Não se sabe exatamente quando Homero escreveu este grande épico. Alguns acreditam que foi logo após a guerra, por volta do século 12 AEC, e alguns acreditam que foi ainda antes, por volta do século 9 AEC.

Portanto, embora não haja evidências firmes de todos esses acontecimentos ou de outras especulações sobre a história, ainda há uma evidência apoiada pelas pontas de flechas de bronze e corpos danificados pelo fogo encontrados ao redor do sítio arqueológico.

Em resumo, o Cavalo de Tróia pode ser um mito, mas a cidade e mais de uma guerra são reais!

Referências hititas a Tróia

A capital dos hititas, Hattusa, localizada na atual Bogazkale, no centro da Turquia, ficava bem longe de Tróia. As tabuinhas encontradas nesta capital e as do Egito mencionam uma cidade poderosa perto de Dardanelos chamada Wilusa (grego: Ilios), governada por um rei chamado “Alaksandu” ou Alexandros, nome de nascimento de Paris, o príncipe troiano.

Segundo as embarcações encontradas no local, essas terras estavam sob o domínio hitita ou pelo menos tinham boas relações comerciais. No entanto, embora os hititas tivessem um sistema de arquivamento perfeito, esse não era o caso dos luwianos ocidentais.

Tróia na bíblia

Tróia não é mencionada na Bíblia, mas há uma menção da cidade de Trôade em Atos 16: 8 e 20: 5-6. Embora as viagens missionárias de Paulo tenham sido muito mais posteriores do que o mito do Cavalo de Tróia, ainda é um debate se é o mesmo local ou não.

Escavações

Embora a localização da cidade fosse conhecida aproximadamente pelas obras de Homero, Heródoto e Estrabão, a localização exata do local não era conhecida até os dias modernos.

Em 1822, Charles Maclaren proclamou que o monte de Hisarlik era o local exato. Mesmo assim, a ideia não foi levada em consideração pelos estudiosos que acreditavam que a lenda era baseada em mitos.

O local foi escavado pela primeira vez por Frank Calvert em 1863 e visitado e assumido pelo arqueólogo alemão Heinrich Schliemann, que continuou as escavações de 1870 até sua morte em 1890.

Após sua morte, seu assistente e arquiteto do protegido, Wilhelm Dörpfeld, continuou o projeto de 1893 até 1894. Dörpfeld numerou com sucesso os níveis de I a IX (do mais baixo para cima) e expôs as fortificações impenetráveis ​​de Tróia VI, que ele definiu como o "Tróia homérica".

De 1932 a 1938, liderada por Carl W. Blegen, a Universidade de Cincinnati (EUA) continuou as escavações usando novas tecnologias da época e métodos mais recentes.

As escavações foram assumidas por uma nova equipe de turcos, alemães e americanos organizada por Manfred Korfmann. A maioria das descobertas da era clássica (grega e romana) foram trazidas à luz por C. Brian Rose, da Universidade de Cincinnati.

Depois de 2012, a Canakkale 18 Mart University continua as escavações com a nova equipe sob a direção de Rustem Aslan da Canakkale 18 Mart University.

Chegando la

Troy tem aprox. A 30 km da cidade mais próxima, Canakkale, onde existe um aeroporto, mas não há voos diretos de Istambul. Em vez disso, a melhor maneira de chegar lá é por meio da combinação de balsa por terra e # 038, que fica a 500 km e leva pouco mais de 6 horas, dependendo da estação, do tráfego ou das paradas.

De Canakkale a Troy, há ônibus públicos a cada hora, e a viagem de ônibus leva cerca de 45 minutos. No entanto, sair de Istambul de ônibus e depois de outros ônibus até chegar ao local antigo significa que você perderá a maior parte do tempo nos ônibus.

Onde ficar

As opções de hospedagem e restaurantes são um tanto limitadas em comparação com as de Canakkale. Como o antigo sítio fica a apenas 30 km do centro da cidade, preferimos essa opção considerando que também é mais fácil pegar a balsa para Gallipoli no dia seguinte ou no dia anterior. O centro da cidade também tem uma boa variedade de restaurantes à beira-mar (Kordon), onde você também poderá ver o modelo do cavalo de Tróia de madeira usado no filme de 2004 de Wolfgang Petersen & # 8220Troy & # 8221.

Quando ir

Você poderá ir às ruínas arqueológicas em quase qualquer época do ano se for de um canto mais frio do mundo.

Em geral, as melhores épocas para visitar o site são no início do verão e antes do outono, ou seja, maio, junho, setembro e outubro.

Os meses mais frios são janeiro e fevereiro, mas as temperaturas mesmo assim caem abaixo de cerca de 4 ° C (40 ° F). A temperatura sobe para 43 ° C (110 ° F) no meio do dia, por volta de julho e agosto, quando quase não chove.

Vale a pena visitar Troy?

Absolutamente sim. Tecnicamente, você pode fazer uma viagem de um dia saindo de Istambul, no entanto, nós não recomendamos. A viagem (ou viagem de ônibus) dura cerca de 6 horas / só ida, e você já se sentirá cansado ao chegar lá. A melhor maneira de aproveitar ao máximo a visita é passar uma noite e ver Gallipoli no outro dia.

No entanto, se você tem tempo limitado e isso é uma obrigação na sua lista de desejos, prepare-se para acordar por volta das 06:00 da manhã, desfrutando de um passeio panorâmico pela Trácia e cruzando Dardanelos, finalmente volte para Istambul às 21: 00 ou 22:00 o mais tardar.

1. Roman Odeon (Teatro Musical)

Construído próximo à ágora, o Odeon era um pequeno teatro para eventos musicais que consistia em uma orquestra semicircular planejada separadamente do skene (palco).

2. Roman Bouleuterion (Câmara-Senado do Conselho)

O bouleuterion, oferecendo uma bela vista de todo o local, servia como local de reuniões políticas. Hoje, você ainda pode desfrutar de seu pódio, e os assentos de mármore datam do reinado de Augusto.

3. South Gate

Não seria estranho supor que esta fosse a entrada da cidade, mas a única coisa que sobreviveu até os dias de hoje foi a estrada asfaltada junto com um canal de água no centro.

4. Altares e Templo de Atena

A presença do templo de Atenas pode ser vista apenas nos santuários e mosteiros. O oeste e o norte dos altares devem ser retratados. Lysimachos construiu o glorioso novo templo prometido por Alexandre o Grande, mas pouco resta.

As planícies dos rios Dardanelos, turcos europeus e Menderes (Scamander) têm uma bela vista dessas alturas. A “cidade queimada” (Tróia II), que foi assumida por Schliemann como sendo a cidade de Príamo, ainda está em primeiro plano.

5. Paredes de Fortificação

Para substituir as paredes existentes da antiga Tróia VI, as paredes da fortificação de Tróia VI foram construídas em várias etapas. Embora não sejam iguais em altura, os blocos retangulares de calcário foram colocados perfeitamente para maximizar a durabilidade da defesa. As paredes tinham mais de 4 metros de espessura e cerca de 9 metros de altura.

6. Torre Defensiva de Tróia VI

Visitando a Pedra Eterna de Tróia, faça uma curva à direita e siga para as fortificações de Tróia VI. As torres defensivas foram erguidas nessas fortificações de calcário que podiam durar mais e eram bem fortes, atingindo cerca de 10 metros de altura.

7. Casas Micênicas de Tróia VI

Ultrapassando as paredes de Tróia VI, você pode ver os assentamentos das casas micênicas. Considerando que o ferro ou aço não estavam disponíveis quando as casas foram construídas, o trabalho em pedra requintado e a qualidade da arte são notáveis.

8. Trincheira de Schliemann

Entre o primeiro e o segundo grupo de habitações de Tróia II, a ampla trincheira norte-sul, que Schliemann atravessou, permite que os turistas vejam as paredes de casas e partes de antigos colonos feitas de pedras presas a argamassa de terra. A parede oriental restaurada, feita de tijolos de argila revestidos de ar, marca o limite dos grandes e longos edifícios. A base da rampa é atravessada por uma ponte de madeira através das paredes de três anéis de Tróia II.

9. A Rampa de Tróia II

Uma rampa pavimentada bem preservada permite acessar o interior de Tróia II. Os achados arqueológicos revelaram que a rampa ficava abaixo de uma grande torre. Perto é onde Schiemann descobriu o Tesouro de Príamo, que ele estava errado sobre a data - cerca de 1000 anos.

10. Portão Leste

A parede do Portão Leste é sobreposta por uma parede de pedra romana que tinha suas colunas na extremidade leste do templo. Uma passagem curva com cerca de 10 metros de comprimento e 1,8 metros de largura foi criada pela parede defensiva do sul. A enorme Torre Nordeste pode ser vista nas paredes micênicas de um dos mais de 20 altares de calcário que cercam o Templo de Atena.

11. Museu de Troia

Inaugurado e anunciado como “O Ano de Tróia” pelo Ministério da Cultura e Turismo em 2018 para homenagear o 20º aniversário de ser listado como Patrimônio Mundial da UNESCO em 1998, o Museu de Tróia é um projeto premiado entre 150 candidatos.

O museu fica em um vasto espaço de mais de 11.000 m2 que exibe mais de 2.000 descobertas consistindo em esculturas, inscrições, sarcófago, altar, marco, machado e ferramentas de corte semelhantes, cerâmica de terracota, objetos de osso, estatuetas, pulseiras de vidro, potes de metal, ouro armazena objetos, joias, armas, moedas, ornamentos, frascos de perfume de vidro / terracota e frascos de lágrimas.


Linha do Tempo Histórica

Em 26 de fevereiro de 1887, um ato do Legislativo do Alabama estabelece a State Normal School Troy como uma instituição para treinar professores para as escolas do Alabama. Joseph Macon Dill é nomeado primeiro presidente.

A Universidade concede certificados de ensino para seus primeiros graduados: Kitty Corley, Celeste Darby e Emesa Locke. Edwin Ruthven Eldridge é nomeado segundo presidente.

A TROY estabelece sua primeira escola de verão, chamada Instituto Normal.

O Normal Ray é estabelecido como uma combinação de jornal literário e jornal estudantil, publicado mensalmente.

A TROY Alumni Association é organizada com 28 membros fundadores, o primeiro presidente foi Edgar M. Wright.

A escola foi renomeada como Troy State Normal College.

O State Normal Exponent, a primeira revista da universidade, começa a ser publicado.

Edward Madison Shackelford é nomeado o terceiro presidente.

A faculdade é separada do sistema Troy City Schools.

O programa atlético começa com a formação do primeiro time de futebol.

O Legislativo do Alabama se apropria de US $ 40.000 para a construção de um dormitório feminino.

É publicada a primeira edição do Palladium, o anuário da Universidade.

O Corpo de Treinamento do Exército de Estudantes se forma com 110 homens.

O primeiro governo estudantil é formado.

O Old Hilliard Place foi comprado da W.B. Folmar por meio de uma emissão de títulos municipais de $ 35.000 para o novo campus.

A Escola Normal começa a usar o Kilby Hall no local do atual campus em Troy.

Terra é iniciada no Bibb Graves Hall.

O Conselho Estadual de Educação altera o estatuto da instituição e a renomeia como Troy State Teacher's College.

É fundado o Tropolitan, o jornal estudantil oficial da TROY.

Matthew Downer Pace é nomeado presidente interino do Troy State Teacher's College.

Charles Bunyan Smith é nomeado presidente.

Uma equipe de alunos constrói a lagoa do campus.

Sherrill Busby é eleita o primeiro All-American de futebol da TROY.

A banda marcial é formalmente organizada.

Devido à Segunda Guerra Mundial, o número de matrículas cai para o mínimo histórico de 119.

Visitas e palestras do poeta Carl Sandburg durante o baile.

Os graus de BA e BS relacionados a certificados não educacionais são disponibilizados aos alunos.

Começa a construção do estádio de futebol.

A banda marcha em uniforme pela primeira vez durante um jogo de futebol com a Livingston State Teaching School. A banda TROY foi a primeira banda entre as faculdades normais do estado.

A TROY estabelece o primeiro curso de extensão em Camp Rucker, a primeira parceria militar formal da faculdade.

Uma das 15 faculdades escolhidas nacionalmente para um programa piloto de preparação de professores para lidar com o tema da religião nas escolas públicas.

O Conselho Estadual de Educação reconhece o crescimento e a expansão da Universidade e descarta o nome do Teacher's from Troy State College.

Os TROY Collegiate Singers aparecem em um programa nacional de rádio de Natal transmitido pela Mutual Broadcasting Company.

Um programa de Tecnólogo Médico é oferecido.

Um programa de tecnólogo de engenharia e auxiliar de engenheiro é oferecido.

Frank Ross Stewart é nomeado presidente.

Um centro de ensino separado do Troy State College foi estabelecido em Fort Rucker, que evoluiu para o atual Campus Dothan.

A inscrição passa de 2.000 pela primeira vez.

Dr. Ralph W. Adams é nomeado presidente.

O sistema grego da Universidade é desenvolvido.

Um centro de ensino é estabelecido na Base da Força Aérea de Maxwell, que evolui para o atual Campus de Montgomery.

Começa The Sound of the South, sob a direção do Dr. John M. Long, com 35 membros.

14 de dezembro de 1967, o Troy State College se torna oficialmente a Troy State University.

O governador Lurleen B. Wallace nomeia oito membros para o recém-criado Conselho de Curadores do Troy State College, removendo a instituição do controle do Conselho Estadual de Educação.

A equipe de futebol do estado de Troy vence o campeonato nacional de futebol da National Association of Intercollegiate Athletics (NAIA). Esta vitória é a primeira de 11 campeonatos nacionais que a TROY conquistou em quatro esportes.

A escola de enfermagem é estabelecida.

O Departamento de Teatro forma a popular trupe de turismo The Pied Pipers.

A Universidade aceita seu primeiro aluno oficial de intercâmbio.

Os primeiros sites internacionais da TROY são estabelecidos na Europa em contrato com a Força Aérea dos Estados Unidos.

O Phenix City Campus é inaugurado como uma ramificação do campus principal.

TSU-TV começa a transmitir.

A rádio WTSU começa a transmitir como afiliada da NPR.

Começa a construção da casa da fraternidade Pell Avenue.

O time de futebol Trojan vence o Campeonato Nacional da Divisão II da NCAA com uma vitória de 18-7 sobre o Estado de Dakota do Norte.

As equipes de golfe masculino e feminino vencem o Campeonato Nacional da Divisão II da NCAA.

The baseball team wins the NCAA Division II National Championship.

The Trojan baseball team wins a second NCAA national title.

The Trojan football team defeats Portland State 31-17 to win the NCAA D-II National Championship.

Dr. Jack Hawkins, Jr., is appointed as Chancellor.

The Adams Center Performing Arts Theater opens with Brighton Beach Memoirs as the first play.

Chase Riddle retires as Trojans baseball coach the most winning coach in TROY baseball history.

Plans begin to move athletics from NCAA Division II to Division I

Enrollment at the Troy Campus tops 5,000, total enrollment passes 14,000

The Alabama Supreme Court hears arguments on campus and TSU-TV broadcasts the session live, a first for the state's highest court.

A study by USA Today finds the Troy Campus to be the safest campus in the Alabama and one the 15 safest campuses in the nation.

The Men's basketball team sets an NCAA scoring record with a 258-141 win over DeVry Institute.

In its final year of Division II competition, the men's basketball team advances to the national title game.

The Trojan football team advances to the national semi-finals in its first year of Division I-AA play.

Cowart Hall reopens as a dorm for female students a new pool, weight room and volleyball courts also open.

Environmental Science and Sports Medicine are added to the TROY curriculum.

Basketball coach Don Maestri and baseball coach John Mayotte are each named Coach of the Year in the East Coast Athletic Conference in the first year of Division I competition for the two sports.

Legendary band director Dr. John M. Long leads the Sound of the South for his final homecoming game the School of Music is named for him in December.

Hurricane Opal causes $1 million in damage to the University.

The Olympic Torch Relay stops on the Troy Campus on its way to the Centennial Olympic Summer Games in Atlanta.

Money Magazine selects TROY as one the nation's 25 best buys in public higher education.

The City of Troy issues the then-largest building permit in its history for the $6.5 million renovation and expansion of McCall Hall.

University initiates its first capital campaign, Quest for Excellence, chaired by alumnus Harrel McKinney.

TROY acquires the 12-acre site of the former Alabama Baptist Children's Home near the Troy Campus the property later becomes home to Sorority Hill and the Southeast Alabama In-service Center.

The Women's basketball team makes its first appearance in the Division I championship tournament.

The City of Troy provides $4.5 million to fund improvements to Memorial Stadium and Sartain Hall

The Hawkins-Adams-Long Hall of Honor, which houses the Alabama Bandmasters Association Hall of Fame and the National Band Association Hall of Fame of Distinguished Conductors, is dedicated.

Ground is broken on the Rosa Parks Library and Museum at the Montgomery Campus.

The Board of Trustees votes to move the Trojan football program from Division I-AA to I-A effective 2001.

The renovated and expanded Pace Hall-Rotary International Living and Learning Center, home to the Office of International Programs and international student housing, opens.

TROY's budget tops $100 million for the first time.

Troy arts patron Claudia Crosby donated $1.3 million to renovate the Smith Hall Auditorium and fund arts and theater scholarships the then-largest individual gift ever received by the University.

The Alumni Association charters its first international chapter in Kirov, Russia 11 Kirov residents and TROY graduates sign the charter.

Ground is broken on the Library/Technology Building at the Dothan Campus

Award-winning actress Polly Holiday spends two weeks at TROY as a visiting professor of theater

A food court and fitness center are added to the Adams Student Center work begins on Claudia Crosby Theater.

TROY begins its first school year on the semester system.

The TROY Alumni Association is organized with 28 charter members the first president was Edgar M. Wright.

Dr. Christi Magrath receives the University's first National Science Foundation grant at the time the largest individual grant received by a TROY faculty member

The TROY Collegiate Singers Perform in Carnegie Hall for the first time.

TROY total enrollments tops 18,000

The Rosa Parks Library and Museum opens at the Montgomery Campus

Quest for Excellence Capital Campaign concludes with about $20 million raised.

TROY Football moves into NCAA Division 1-A, now known as the Football Bowl Subdivision the inaugural season is highlighted by an SEC win over Mississippi State on Oct. 13.

Irish Week Celebration is initiated (Alabama's official St. Patrick's Day parade)

The first 1+2+1 program students arrive on the Troy Campus from China.

The First Leadership Conference Celebrating Black History Month is held.

The Men's basketball team wins the Atlantic Sun Conference and participates in the NCAA Tournament for the first time since moving to Division I.

A new softball complex is completed

TROY enrollment tops 20,000 for the first time.

All TROY students receive a University email address.

A new Soccer/Track Complex is completed.

The University is invited into the Sun Belt Athletics programs.

In April of 2004, the Board of Trustees votes to drop State from the University's name to better reflect the institution's worldwide mission.

The renovated Quad is dedicated at the Troy Campus.

Construction completed on the Movie Gallery Veterans Stadium Tower.

TROY hosts its first nationally televised (on ESPN 2) home football game from Movie Gallery Veterans Stadium with a win against nationally ranked #19 Missouri.

TROY plays in the Silicon Valley Classic bowl game in its first D-I bowl appearance and its first bowl invitation in school history.

Troy University officially begins its new era as a unified, worldwide institution—One Great University.

The General Academic Building opens at the Troy Campus.

Inaugural Odyssey Convocation for first-year students and parents is held.

The TROY Trojans win the 2006 New Orleans Bowl against the Rice Owls, the first bowl game win for TROY, after capturing TROY's first Sun Belt Conference title.

The Children's Wing dedicated at the Rosa Parks Library and Museum.

The TROY baseball team wins Sun Belt Conference title and Sun Belt tournament Championship.

TROY embarks on its second capital campaign, Building Beyond Boundaries, chaired by distinguished alumnus Dr. Manuel H. Johnson.

The Trojan Village dorms and the new Barnes and Noble bookstore officially open.

TROY worldwide enrollment nears record 30,000.

University announces plans to begin the state's first Interpreter Training Program classes begin in 2008.

The Alabama Commission on Higher Education grants approval for TROY to offer its first doctoral degree—the Doctorate in Nursing Practice.

The Trojans are named Sun Belt Conference co-champions.

The Lott Baseball Complex at Riddle-Pace Field debuts.

Gov. Bob Riley commits $8 million to the Bibb Graves Hall renovation project.

Confucius Institute is officially dedicated.

The TROY Trojans play in New Orleans Bowl, captured the Sun Belt Conference championship and played both LSU and Ohio State, the past year's BCS National Championship playoff teams. In non-conference play, the Trojans faced Big 10, Big 12 and SEC teams.

Jack Hawkins, Jr., Hall is dedicated.

Renovations begin on Bibb Graves Hall.

TROY receives an A1 bond rating, its highest rating ever, from Moody's Investor's Services.

Forbes magazine ranks TROY as the top public university in Alabama in it its annual college and university survey.

The Trojans football team marks its first undefeated season in the Sun Belt Conference and claimed their fourth-straight league championship.

TROY forms the Manuel H. Johnson Center of Political Economy.

The TROY Dance Repertory Ensemble performs in The Great Hall in Beijing as part of the celebration of the Sino-American 1-2-1 Dual Degree Program's 10th anniversary.

TROY Trojans play in GMAC Bowl as Sun Belt Conference champions.

The first graduating class of TROY's first doctoral program, the Doctorate of Nursing Practice, receives diplomas.

Troy University mathematics professor Dr. Sergey Belyi is named a Fulbright Scholar and will spend three months at East Ukrainian National University and Donetsk National University collaborating on mathematical research.

A new dining facility opens on the Troy Campus.

TROY cuts the ribbon on Trojan Arena, and the men’s basketball team opens the facility with a 56-53 win over the SEC’s Mississippi State.

TROY celebrates its 125th birthday with a gala celebration and events on each of its Alabama campuses and around the world.

TROY dedicates Manuel H. Johnson Center for Political Economy in renovated and expanded Bibb Graves Hall.

TROY dedicates Confucius Institute offices in Bibb Graves Hall and recognizes Confucius Classroom partner schools in Birmingham and Montgomery.

Dr. John M. Long, director of bands emeritus, is honored with the Kennedy Center for the Performing Arts’ Stephen Sondheim Inspirational Teacher Award.

The TROY football team defeats Navy 41-31 on Nov. 10 in the University’s Military Appreciation Game at Veterans Memorial Stadium.

Troy University celebrates the career and service of former Congressman Terry Everett, dedicating R. Terry Everett Hall and opening the Everett Congressional Library on the Dothan Campus.

TROY dedicates a major renovation of Wallace D. Malone Jr. Hall on the Dothan Campus to add classroom and lab space for degree programs in the College of Health and Human Services.

TROY holds 10th 1-2-1 Sino-American Dual Degree Program commencement ceremony in China.

“The Chronicle of Higher Education” names Troy University as a “2013 Great College to Work For” in the area of “Work/Life Balance.”

Troy University officials, joined by the Troy University Foundation officers and the Catholic Archdiocese of Mobile, formally open and dedicate the John Henry Cardinal Newman Center residence hall.

TROY dedicates the new John M. Long Hall, home to the University’s Long School of Music.

The Alabama Commission on Higher Education approves TROY’s first-ever doctor of philosophy degree – the Ph.D. in Sport Management.

TROY joins The Campus Kitchens Project, a national organization that empowers student volunteers to fight hunger in their community, with the official launch of its own Campus Kitchen.

TROY officials dedicate the Center for Student Success in honor of Dr. John W. Schmidt, a retired University administrator who served in leadership positions including Senior Vice Chancellor for Student Affairs and Senior Vice Chancellor for Advancement and External Relations.

The Hall School of Journalism and Communication is ranked 6th nationally in the Radio Television Digital News Association's 2014 Best College Journalism Schools survey.

Dr. Jack Hawkins, Jr., Chancellor, is one of nine chancellors worldwide and the only one in North America to receive the World Confucius Institute's Individual Performance Excellence Award.

TROY opens its Phenix City Riverfront Campus along the banks of the Chattahoochee River. The 48,000-square foot, four-story, $11.5 million building houses the Phenix City Campus' business, nursing and social work programs

The John M. Long School of Music takes delivery of the largest current collection of new Steinway pianos in the state, culminating the University’s initiative to become an All-Steinway School. The delivery brought the School’s inventory to 29 Steinway pianos, including the first two Sterling Steinways ever produced.

TROY celebrates the completion of its “Building Beyond Boundaries” capital campaign, announcing the effort had exceeded its goals in raising $258.3 million.

TROY’s Rosa Parks Museum, located on the University’s Montgomery Campus, celebrates the 60th anniversary of the Montgomery Bus Boycott.

The Janice Hawkins Cultural Arts Park opens on the Troy Campus, featuring an amphitheater and several prominent art installations, including “Violata Pax Dove,” by the artist Fred “Nall” Hollis located on the Daniel Foundation of Alabama Plaza, 200 replica terracotta warriors by the artist Huo Bao Zhu and the International Arts Center.

Troy University Libraries receive national attention after installing exercise bikes containing stations for laptop computers were installed at the Troy and Dothan campuses.

Troy University, Barnes and Noble and Montgomery officials cut the ribbon on the new Trojan Cafe on the University's Montgomery Campus.

DeMarcus Ware Day is declared in Alabama, and the University salutes its Super Bowl champion alumnus by presenting him with the Distinguished Leadership Award.

Five Troy University students are part of The Leon Levy Expedition, a 30-year excavation of Ashkelon, Israel, that unearths what archeologists believe to be the world’s first discovered Philistine cemetery.

The Trojans football team posts a win over Ohio in the Dollar General Bowl to cap a 10-win that included the program’s first-ever ranking in the Associated Press Top 25.

In a historic fall commencement ceremony, Sara Shoffner received the University’s first Doctor of Philosophy degree, earning the Ph.D. in Sport Management.

TROY football completes its best season ever, posting an 11-2 record, capturing a share of the Sun Belt Conference title and winning the New Orleans Bowl over North Texas. The epic season included a 24-21 win over LSU in Baton Rouge on September 30.

Troy University and Troy Bank and Trust partner to launch the IDEA Bank, an initiative of the Sorrell College of Business aimed at cultivating and supporting student entrepreneurs who will launch business ventures in collaboration with faculty, fellow students and mentors from the community. As a part of the effort, the college launched the Troy Bank and Trust Entrepreneurship Program, an interdisciplinary minor designed to provide students with a strong understanding of business and entrepreneurship theory, practices and applications.

TROY announces plans for the creation of the Coleman Center for Early Learning and Enrichment at the University’s Dothan Campus. The facility will be named for James F. Coleman, the longtime chairman of Coleman Worldwide Moving, whose family’s donation helped make the project possible.

TROY unveils North End Zone facility at Veterans Memorial Stadium as new football season kicks off.

Troy University receives grant from the U.S. Department of Education to implement the Ronald E. McNair Postbaccalaureate Achievement Program, which is designed to provide first generation and underrepresented undergraduate student populations the opportunity to pursue graduate and doctoral degrees.

TROY received a $3.2 million grant from the National Institute of Standards and Technology to establish the Center for Materials and Manufacturing Sciences, focusing on research in the areas of polymers and polymer recycling.

TROY dedicated the new Earl Hutto Studio in Wallace Hall that provides broadcast journalism students to opportunity to hone their craft in a state-of-the-art television studio. The studio is named in honor of Hutto, a renowned news broadcaster who went on to serve eight terms in the U.S. House of Representatives, who alongside his wife, Nancy, donated $100,000 toward the renovation of the TROY TrojanVision studios.

TROY unveils a clock in front of Smith Hall as a part of a celebration honoring Dr. Jack Hawkins, Jr.’s 30 years as Chancellor.

TROY’s School of Accountancy earns accreditation from AACSB International, making the Sorrell College of Business one of only 189 colleges of business worldwide to hold dual AACSB accreditation.


Product Support & Service

Questions about your Troy-Bilt product? We're here to help.

Connect with your smart assistant
Sobre nós
Owner's Center
Customer Support

We are experiencing high call volumes.

We are available Monday - Friday, 8:30 am - 5:00 pm EST. To speak with an agent, you might experience longer than normal hold times. Pedimos desculpas pela inconveniência.

Helpful links.

If you experience any problems accessing this website, please call us at 1-800-828-5500 for assistance.

Engine Disclaimer: The engine horsepower information is provided by the engine manufacturer to be used for comparison purposes only. See your local servicing retailer for warranty details. Pricing Disclaimer: Posted price is in US Dollars and is the manufacturer's suggested sale price. Available models and pricing may vary by location. Taxes, freight, setup, and delivery not included. Optional equipment, accessories and attachments sold separately. See your retailer for details. Image Disclaimer:Image may not reflect retailer inventory or unit specifications and may include attachments and add-ons which must be purchased separately. Specifications Disclaimer: Specifications and features subject to change without notice. Speed Disclaimer: Actual vehicle speed varies based on load, use and environmental condition. Battery Disclaimer: Battery and battery powered product performance varies with load, use and environmental conditions. Software Disclaimer: Software available on Company websites is provided on an &ldquoas is&rdquo basis without any warranty of any kind, either express or implied. The download and use of any software is done at the user&rsquos own risk. Operator's Manual Disclaimer: The operator's manual posted is for general information and use. To ensure the download of the operator's manual specific to your unit, we require a model and serial number. Email disclaimer: Sign up to receive communication on services, products and special offers. You may unsubscribe at any time. Please refer to our Privacy Policy.


Trojan War Around 1184 BC: Truth or Legend?

1184 BC sparked the beginning of the Trojan War. During this phase, the Greeks departed in various ships and left behind an enormous wooden horse that was a form of victory offering. The truth is that it was actually heaved within Troy’s walls, and the Greek soldiers would then come down from the belly of the horse after dark just to slay each and every guard. That way, they were able to successfully destroy the city.

Estes artigos são escritos pelos editores da The Amazing Bible Timeline
Veja rapidamente 6.000 anos de Bíblia e história mundial juntos

Formato Circular Único - veja mais em menos espaço.
Aprenda fatos que você não pode aprender apenas lendo a Bíblia
Design atraente ideal para sua casa, escritório, igreja e # 8230

Throughout the generations, a lot of questions about the war have been commonly asked. Did it really happen? Was it really during the 1184 BC? The answer to the first question would be a yes based on various archaeological evidence. According to studies, it didn’t really happen during the traditional date that’s told, but rather just around the 1200 BC. Onde? The answer would be Asia Minor.
So, there is actually a conflict of info between the works of Homer about the Trojan War legends and the various archaeological studies conducted. However, it can’t just be a truly made up story. The said war and the folklores it comes with are firm parts of the Western Culture, especially in language enrichment.

Significant Details about the Trojan War

The war lasted for over 10 consecutive years until such time that the Greeks were able to send the wooden horse loaded with soldiers who were aimed to bring destruction to the city of Troy. Achilles, who was one of the major characters to have fought in the said war, was speared through his heel to death. Due to the invasion of the Greek soldiers, all the major structures within Troy were totally burnt. In the end, Troy lost the battle that seems to be pretty tragic if you really think about it.
Now, why did Paris have to take away Helen from Menelaus, the King of Sparta? As you may know, Paris is actually one of the gods in the said legend. The main reason Helen had been such a big interest to him was the goddess beauty that she had possessed. Aphrodite whom Paris sent along with the soldiers was actually the one who did the abduction for him.

Menelaus’s Broken Vow

Due to Menelaus’s love for Helen, he had made a vow to do whatever it took to rescue Helen. With the help of his brother, Agamemnon, he was able to win the companionship of the Achaean soldiers towards the retrieval of Helen. There are actually different versions about how it ended. There’s one where Menelaus ended it all by killing Helen. On the other hand, there was a version where he dies and reunites with his beloved Helen in a so-called “Island of the Blessed.”


Troy - History

Troy Bickham is a Professor of History. Having joined Texas A&M in 2003, he served in various roles at the university’s campus in Qatar from 2009-19, before returning to the Department of History. He teaches broadly in the histories of Britain and its empire, the Atlantic world, and British colonial North America during the seventeenth and eighteenth centuries. He is an elected Fellow of the Royal Historical Society.

Bickham has written on a variety of topics and published in multiple leading journals, including Past & Past Present, Journal of British Studies, Eighteenth-Century Studies, e as William e Mary Quarterly. He is the author of four monographs: Savages within the Empire (2005), which explores how encounters with Native Americans affected British culture in the eighteenth century Making Headlines (2008), which examines British engagement with the American Revolution via the British newspaper press and The Weight of Vengeance (2012), which is a transatlantic study of the Anglo-American War of 1812. His most recent book, Eating the Empire (2020), investigates how food from around the world shaped British culture in the eighteenth century. His current research projects include a cultural history of the maple tree and mapping the public communications networks of early modern Britain and its empire.

Publicações

Eating the Empire: Food and Society in Eighteenth-Century Britain

The Weight of Vengeance: The United States, the British Empire and the War of 1812

Making Headlines: The American Revolution as Seen Through the British Press


HISTORY OF TROY®

Stephen Troy, Jr. is a retired Massachusetts State Trooper, a retired member of the Air Force and a successful entrepreneur. His commitment to service and a passion for designing high performance weapons have propelled his law enforcement, military and business career.

As a young man Steve was highly motivated and drawn to public service earning his Eagle Scout award, becoming a member of the Civil Air Patrol, enrolling as a Police Explorer and became a martial arts expert. Troy’s military experience began in 1987 when he joined the Connecticut Air National Guard and he later transferred to the US Air Force Reserve.

Early in his military role Steve began serious exploration of what would become a lifelong passion &ndash the expert use and development of small arms. TROY took advantage of every opportunity to train and earned certification in weapons ranging from the M-16 rifle to the M-60 machine gun. During his military career Troy&rsquos been called to active duty twice, has served in the Middle East and extended his training in small arms development and counter-terrorism. Steve began his law enforcement career in 1988 and served as a Massachusetts State Trooper from 1999 to 2011. With his expertise in small arms design, Steve became a highly sought after consultant. In 2003, he formed his own company, Troy Industries, with a goal of designing and manufacturing top quality small arms components and accessories.

With an unrelenting focus on quality and innovation, TROY has enjoyed phenomenal growth. Acceptance of TROY products by combat soldiers and law enforcement personnel, including Troy&rsquos flagship product, Folding BattleSights, earned a solid reputation for exemplary quality and performance. Other TROY products, including rails, slings and full weapon upgrades are widely recognized as top quality weapon enhancements.

Iconic firearms manufacturers such as Smith & Wesson, Sturm Ruger & Company and LaRue Tactical took notice and began incorporating TROY products into their new weapons. Today, TROY is one of America&rsquos largest suppliers of OEM small arms accessories, with a wide ranging and highly satisfied customer base of military and law enforcement personnel.

Building upon the success of TROY limited edition CAR 14 rifle and years of BattleProven accessories, TROY Industries proudly debuted TROY, the firearms division in 2012. Geared towards special operations, law enforcement specialists and the discerning shooter, Troy Defense offers technologically advanced and professionally constructed firearms and tactical upgrades that previously were only available to select military and law enforcement agencies.

What started as a small family-run business has grown significantly. Steve has stayed involved in the day-to-day business operation and enjoys the challenge of managing a company with a seemingly unlimited potential for growth. He believes that by staying focused on the company&rsquos original commitment to quality and innovation, all TROY Divisions will continue to thrive.


A História de Tróia

Archaeologists say that Troy has become famous mainly through the epics of Homer. Many scholars have long doubted the existence of Troy altogether. Today, however, it is generally accepted that the archaeological site on the Hisarlık hill in northwest Turkey, on the southwest entrance to the Dardanelles, was that of the Bronze Age settlement. Already in the 3rd millennium BCE a fortified citadel had been erected on this knoll. The settlement was at its peak between around 1700 and 1200 BCE. The size of Troy and its role at the end of the Bronze Age are still highly controversial subjects.

CURRENT STATE OF KNOWLEDGE

F or a long time the existence and location of Troy ranked among the most controversial topics in archaeology. Today the majority of researchers assume that the settlement mound on Hisarlık, located at the southwest entrance of the Dardanelles, matches the Troy sang of in the Homeric poems. As early as the 3rd millennium BCE a fortified citadel arose on this hill. The settlement reached its peak of prosperity between 1700 and 1200 BCE. Later, during the Roman Empire, Troy and its heroes were still highly revered. At the beginning of the medieval period, however, the place fell into oblivion and its location was eventually forgotten.

To this day, the size and importance of Troy is still fiercely debated. Some researchers think that the settlement was of regional significance only, while others see Troy as an important commercial center with far-reaching relations. The Troy debate between the former excavator Manfred Korfmann and his peer in Tübingen, historian Frank Kolb, a debate that was for the most part conducted publicly, ultimately did not result in any clarification.

The historicity of the Trojan War, as described by Homer in the Ilíada, is uncertain as well. It is clear, however, that the settlement was destroyed shortly after 1200 BCE. Hittite documents indicate that both Hittite and Mycenaean kings were trying to expand their influence along the Aegean coast of Asia Minor. An attack by the Mycenaeans would, therefore, be plausible but cannot be proven.

SUGGESTIONS

The myth of a former city – Not a fiction

In principle, there are two ways to explain the outstanding significance of Troy in European cultural history. Most prehistorians and historians, including the longtime excavator of the archaeological site Manfred Korfmann and his assistant Peter Jablonka, attribute the importance of Troy to Homer’s poetry. From their point of view, people have glorified Troy for thousands of years because of the Ilíada – even though the place itself is not spectacular, as the excavations have uncovered only a settlement of relatively modest size.

There is much that speaks against the idea that Troy’s fame is derived from Homer’s. First of all, Homer was a Greek writer who wrote a poem in Greek about Greek heroes that ended a mighty war through a victory brought about by their Greek forces. How and why should subsequent generations (for over 2000 years!) glorify not the victors but rather the little place that was pummeled by the Greeks? If Homer’s poems made the Trojan War famous, then Roman aristocrats and the people of Europe should have claimed descent from the victorious Agamemnon and his hometown Mycenae, rather than from the losers of the Trojan War. Secondly, many details transmitted about Troy during its heyday are not even related by Homer. So, there must have been other sources in addition to Homer. Thirdly, the Troy theme was especially popular during the medieval period, a time when Homer’s work was not available and was considered lost.

The second possibility, and the one favored here, is that Troy became a myth because the location and its downfall actually were of great significance. Homer’s work therefore benefited from the importance of Troy, not vice versa. Regarding the size and importance of Bronze Age Troy, there is scope for models that are quite different from the prevailing paradigms. It is conceivable that the city was much larger, even a hundredfold larger, than was assumed until 1992. Despite more than 140 years of excavation history, only the citadel hill has thus far been explored. According to various ancient texts, this residence of royal families was surrounded by a park. The actual city of Troy was located in the floodplain of the Karamenderes and Dümrek Rivers (Diodorus 4.75.3). The Trojan kings had engaged outstanding hydraulic engineers who channelized the rivers, so that their water could be used for irrigation as well as for cleaning the city (see Guido de Columnis). During the Trojan War, the Greeks are likely to have destroyed levees and hydraulic installations. Since the war was fought in the dry summer months, their actions had no immediate effect. But when the winter came, with Troy already defeated and destroyed, the topographically low-lying ruins were buried under mud carried by the rivers. Thus, the remains of Troy are likely to be buried a few hundred meters west of Hisarlık, and remain hidden. Excavator Manfred Korfmann has said (in a personal conversation) that drill holes in the floodplain revealed pottery deep down below the present surface. The geoarchaeologist who investigated these deposits for almost forty years concluded, “some levels contain a great deal of archaeological material … Pieces of bricks, stones and mortar indicate the remains of a construction. … From an archaeological point of view, the area along the foot of the northern slope of Troia is an important one … In the light of these findings we consider that it would be very useful to make an archaeological excavation about 7 meters deep.”

In its heyday Troy was indeed the epitome of a thriving city – which is why it became such a symbol in European cultural history. Few visitors who had experienced Troy in its glory were likely to have ever seen anything to surpass it.

REFERENCES

I am extremely disappointed at being obliged to give so small a plan of Troy nay, I had wished to be able to make it a thousand times larger, but I value truth above everything.

Heinrich Schliemann 1875, 344

A great number of the Bronze Age settlements in western Anatolia were probably Luwian foundations, or re-foundations, like Apasa, predecessor of Classical Ephesos, Beycesultan, and perhaps also Troy VI.

To Erichthonius was born a son Tros, who called the people of the land Trojans, after his own name. To Tros were born three sons, Ilus, Assaracus, and Ganymedes. Ilus founded in a plain a city which was the most renowned among the cities in the Troad, giving it after himself the name Ilium.

Diodorus Siculus (1st century BCE), Library of History 4.75.3 (Oldfather)


Assista o vídeo: Troy 2004 - Paris vs Menelaus. Movieclips