Uma história de um herói para conhecer # 8 Rei Sejong, o Grande

Uma história de um herói para conhecer # 8 Rei Sejong, o Grande

>

Houve incontáveis ​​monarcas ao longo do tempo, mas poucos e distantes entre si podem ser chamados de "verdadeiramente grandes". Um governante da Coreia foi um desses poucos - um estudioso, um músico e artista, um político, inventor e um rei. Um rei que era conhecido por seu amor ao povo ... Sejong, o Grande.


As Aventuras de Tintim

As Aventuras de Tintim (Francês: Les Aventures de Tintin [lez‿avɑ̃tyʁ də tɛ̃tɛ̃]) é uma série de 24 bande dessinée álbuns criados pelo cartunista belga Georges Remi, que escreveu sob o pseudônimo de Hergé. A série foi uma das histórias em quadrinhos europeias mais populares do século XX. Em 2007, um século após o nascimento de Hergé em 1907, [1] Tintin foi publicado em mais de 70 idiomas, com vendas de mais de 200 milhões de cópias, [2] e foi adaptado para rádio, televisão, teatro e cinema.

  • Tintim na Terra dos Soviéticos
  • Tintin no Congo
  • Tintin na América
  • Charutos do faraó
  • O lótus azul
  • A orelha quebrada
  • A ilha negra
  • Cetro do Rei Ottokar
  • O Caranguejo com as Garras Douradas
  • The Shooting Star
  • O segredo do unicórnio
  • Tesouro de Red Rackham
  • As sete bolas de cristal
  • Prisioneiros do sol
  • Terra do Ouro Negro
  • Lua de Destino
  • Exploradores da Lua
  • The Calculus Affair
  • Os tubarões do mar vermelho
  • Tintim no Tibete
  • The Castafiore Emerald
  • Voo 714 para Sydney
  • Tintim e os Picaros
  • Tintin e Alph-Art
  • Le Petit Vingtième (suplemento de jornal, 1929-1940)
  • Le Soir (jornal, 1940-1944)
  • Tintin (revista, 1946-1976)

A série apareceu pela primeira vez em francês em 10 de janeiro de 1929, em Le Petit Vingtième (O pequeno vigésimo), um suplemento para jovens do jornal belga Le Vingtième Siècle (O século vinte) O sucesso da série levou a tiras em série publicadas no principal jornal da Bélgica Le Soir (A noite) e gerou um sucesso Tintin revista. Em 1950, Hergé criou Studios Hergé, que produziu as versões canônicas de 11 Tintin álbuns.

A série se passa durante um século 20 amplamente realista [3]. Seu herói é Tintim, um corajoso jovem repórter belga e aventureiro ajudado por seu fiel cão Snowy (Milou na edição francesa original). Outros aliados incluem o impetuoso e cínico Capitão Haddock, o inteligente, mas com deficiência auditiva, Professor Calculus (francês: Professeur Tournesol), detetives incompetentes Thomson e Thompson (francês: Dupont et Dupond), e a diva da ópera Bianca Castafiore.

A série tem sido admirada por seus desenhos limpos e expressivos na assinatura de Hergé ligne claire ("linha clara") estilo. [4] Seus enredos bem pesquisados ​​[5] abrangem os gêneros de ação-aventura e mistério e se baseiam em temas de política, história e tecnologia, compensados ​​por momentos de comédia pastelão.


Loki: dez histórias em quadrinhos da Marvel para ler antes da Disney + Series

Os vilões da Marvel são conhecidos por serem personagens profundamente complexos, muitas vezes trilhando uma linha tênue entre o bem e o mal. Um exemplo perfeito é Loki de Tom Hiddleston, cujo arco de personagem passou do vilão principal no primeiro filme dos Vingadores a um herói trágico na Guerra do Infinito. Mesmo estando tecnicamente morto, sua fuga com o tesserato durante os eventos do Endgame deu a Loki outra chance de vida (trocadilho intencional).

Como um vilão no MCU, Loki recebeu uma boa quantidade de tempo na tela, mas décadas de histórias em quadrinhos significam que ainda há muito material de origem para investigar. Depois de assistir aos trailers e estudar a arte, compilamos uma lista de histórias da Marvel Comics que achamos que você deve ler na preparação para Loki na Disney +. Algumas das histórias a seguir podem aparecer, portanto, lê-las tornará a experiência de visualização melhor, outras são apenas histórias fantásticas de Loki.

1. Vote Loki (2016)

A série de quatro partes de Christopher Hastings é centrada em torno de um Loki que fica entediado em tentar dominar o mundo. Em vez disso, ele decide se tornar legítimo e concorrer à presidência dos Estados Unidos. A série é uma paródia das Eleições Presidenciais de 2016 e é um ótimo olhar satírico sobre a política moderna. Toda a campanha de Loki é baseada na ideia de que ele tem a coragem de mentir abertamente para o público americano. Já foi mostrado no trailer, com Loki sendo visto vestindo um terno idêntico ao dos quadrinhos, completo com o emblema da campanha.

2. Loki: Sorcerer Supreme (2017)

Com os eventos de Loki se concentrando em viagens no tempo e realidades alternativas, é provável que a série se conecte com o próximo filme Doctor Strange in the Multiverse of Madness. A edição # 381 de Doctor Strange, escrita por Donny Cates e Gabriel Hernandez Walta mostra Loki enganando o Dr. Strange para que ele desista do manto de Feiticeiro Supremo e tome o título para si mesmo, você sabe, só porque ele pode.

3. Os julgamentos de Loki (2011)

A segunda série de quadrinhos solo de Loki, escrita por Roberto Aguirre-Sacasa, mostra um Loki intimamente ligado às mitologias nórdicas. A série explora a história do Deus da Travessura em grandes detalhes, normalmente não vista nos quadrinhos.

4. Preso por Loki, The God of Mischief (1962)

Criado por Stan Lee, Larry Lieber e Jack Kirby, Loki faz sua primeira aparição em Journey into Mystery # 85 de 1962. Se você quiser começar do início, Trapped By Loki, The God of Mischief é o lugar para ir, pois dá a você a história de origem de Loki. Esta edição também é a primeira vez que Asgard e o personagem Heimdall são mencionados nos quadrinhos da Marvel.

5. Frog Thor (1986)

A ideia de Thor ser transformado em sapo não é apenas uma piada (e hilária) que surgiu em Thor: Ragnarok. Thor foi transformado em sapo mais de uma vez. A temporada de quatro anos de Walter Simonson e # 8217 em Thor é amplamente reconhecida como uma das melhores séries de quadrinhos do Deus do Trovão & # 8217 que influencia muito do filme Ragnarok. Na edição 364, Loki prega uma peça em seu irmão mais velho, transformando-o em um sapo. A coisa toda parece uma piada estranha, mas na verdade é uma ótima história que traça paralelos em uma guerra entre sapos e ratos com a guerra entre deuses. Embora não seja provável que essa história apareça no Loki, é apenas uma grande história em quadrinhos que todo fã de Thor ou Loki deveria ler.

6. The TVA (1986)

Sabemos que Loki envolverá a Autoridade de Variância de Tempo. Embora eles não apareçam nos quadrinhos tanto quanto organizações como a SHIELD, eles ocupam um lugar importante dentro do Universo Marvel. As histórias de TVA mais significativas estão em Thor vol. 1 # 372-374 e Fantastic Four # 352-354. Ambas as histórias mostram do que se trata a TVA, uma organização burocrática que pode causar mais problemas do que resolver.

7. Loki Vol 1 (2004)

O Loki de 2004 de Robert Rodi e Esad Ribic é lindamente desenhado, é a primeira série de quadrinhos solo de Loki, e ao invés de focar em suas tentativas de ganhar Thor, dá uma olhada em como as coisas seriam se Loki ganhasse. A série mostra Loki sob uma luz diferente de como ele normalmente é retratado, investigando profundamente suas motivações e relacionamentos.

8. Rei Loki (2019)

King Thor, escrito por Jason Aaron, é na verdade sobre uma versão de realidade alternativa de Thor e Loki. Loki destrói a Terra, entre outras coisas terríveis, mostrando o quão verdadeiramente mau ele pode ser. A série Disney + está definida para apresentar várias versões diferentes de Loki, e embora King Loki possa não ser uma delas, esta série mostra um dos muitos lados diferentes de Loki.

9. Loki: Agente de Asgard (2014)

Depois que o Vazio matou Loki, outro Loki nasceu, que era mais jovem, menos malvado e mais heróico. Loki agiu como um dos mocinhos por um tempo, cruzando caminhos com muitos personagens familiares. Ele acaba voltando ao seu corpo adulto e cria muitas travessuras enquanto trabalha para sua mãe.

10. X-Men: Asgardian Wars (1985)

Loki é geralmente conhecido por lutar contra Thor ou os Vingadores, mas ele dá um golpe em alguns dos mutantes da Marvel durante este evento cruzado. Agora, eu não estou dizendo que tenho uma teoria de que Loki será a primeira introdução de mutantes na MCU, então não me segure nisso, mas pode acontecer, certo? Quer dizer, eles têm que vir algum dia ...

"Loki" da Marvel Studios apresenta o Deus do Mal enquanto ele sai da sombra de seu irmão em uma nova série que acontece após os eventos de "Vingadores: Endgame". Tom Hiddleston retorna como personagem-título, acompanhado por Owen Wilson, Gugu Mbatha-Raw, Sophia Di Martino, Wunmi Mosaku e Richard E. Grant. Kate Herron dirige “Loki” e Michael Waldron é o escritor principal.


Rei Arthur Mito

Muito material foi escrito sobre o Rei Arthur e sua corte. Ele é uma figura popular na literatura há mais de 800 anos. As pessoas acreditam que ele era apenas um mito e algumas pessoas acreditam que ele era uma pessoa real. Pouca informação sobre o Rei Arthur é fato, a maioria é ficcional de muitos tipos de escritores. A referência mais antiga de Arthur é o poema ”Gododdin” (A. D. 600) também “Historia Bitton” de Nennius (A. D. 800). No romance de Sir Thomas Mallory, Le Morte D’Arthur, as pessoas têm uma boa ideia sobre como ele trabalhava e como era a vida naquela época.

Muitas histórias foram escritas e contos já contados sobre o Rei Arthur, mas as histórias não podem ser provadas como verdadeiras. Existem muitas versões diferentes e muitos estilos e idiomas diferentes escritos sobre o Rei Arthur. Galês, italiano, celta e árabe são apenas alguns tipos de origens de onde Arthur viajou. Acredita-se que Arthur foi um rei britânico do século V, também chamado Rithoamus (que significa rei supremo) 1. O histórico Arthur viveu nas brumas da idade das trevas. Da enciclopédia de Arthurian Legends, Arthur não era um rei medieval. Acredita-se que ele foi um chefe do século V que protegeu seu povo.

Arthur muda de um rei celta semelhante a Deus, para um monarca, para um homem comum. Existem muitas opiniões diferentes sobre quem era o Rei Arthur. O Rei Arthur apareceu como um herói nacional no livro de Geoffrey de Monmouth chamado Historia Regum Britanniea (que significa História dos Reis da Grã-Bretanha). Muitas das lendas contadas sobre Arthur e a mesa redonda acontecem no castelo de Camelot. Acredita-se que tenha sido o Castelo Cadbury. Isso fica perto de Somerset. Não há evidências de que um pequeno castelo, Camelot, existiu. Há evidências, no entanto, de que havia um castelo na colina arge, dentro das paredes externas, que se acredita ser Camelot.

Arthur era um líder maravilhoso e um lutador incrível. Durante a luta, Arthur baseou suas estratégias em seus fortes nas colinas e montou comandos. Diz-se que Artur lutou em guerras que lhe deram poder sobre a Grã-Bretanha, Irlanda e França. Depois de ganhar o controle, ele reivindicou o Império Romano. Muitas das guerras que ele lutou foram contra os saxões. Arthur foi um grande Calvaryman. O livro de Sir Thomas Mallory, Le Morte D ’Arthur-, um dos livros mundialmente famosos sobre Arthur, sua corte e sua vida, é muito importante para os jovens leitores em todos os diferentes países.

Este é um livro muito importante e contém detalhes imensos sobre como era a vida naqueles anos. No livro, Le Morte D ’Arthur, escrito por Sir Thomas Mallory, conta a história do Rei Arthur. Neste conto do Rei Arthur, o Rei Uther Pendragon é seu pai 2. O pai do Rei Arthur, Uther Pendragon, morreu enquanto estava em sua cama 3. Uther Pendragon morreu quando Arthur tinha dois anos de idade. O Rei Arthur recebeu seu título, rei, ao tirar Excalibur da pedra. As pessoas no país o consideravam seu rei porque ele tinha o poder de puxar a espada.

No livro de Mallory, Arthur é o grande rei da Grã-Bretanha. Arthur conquista Roma e foi o fundador dos Cavaleiros da Távola Redonda. Muitas pessoas viam Arthur como um homem puro e perfeito, no entanto, ele comete incesto e adultério com sua Rainha Margause e concebe com seu bastardo Sir Modred, a quem Arthur tenta afogar. O Rei Arthur finalmente se casa com Gwynevere, a quem mais tarde ele condena à morte 4. Ele a condena à fogueira por causa de adultério. O Romance de Mallory foi uma das maiores obras publicadas e uma peça maravilhosa para ler se alguém estiver interessado em aprender mais sobre Arthur e sua corte.

Outro escritor importante foi um escritor galês, Geoffrey de Monmouth, que também escreveu em detalhes sobre o Rei Arthur e sua vida. Seu texto foi chamado de Historia Regum Britanniea, (que significa História dos Reis da Grã-Bretanha). Os dois escritos diferem em aspectos. Geoffrey era um clérigo galês. Foi sugerido que Geoffrey escolheu "Arthur" como seu sobrenome porque era o nome de seu pai. Pode não ser ir longe demais acreditar que o fascínio de Geoffrey pelo antigo herói celta Arthur pode ter começado quando ele era criança, ouvindo as histórias que seu pai pode ter lhe contado sobre seu nome 2.

Meu nome é Arthur ”, seu pai pode ter dito,“ e quero contar a vocês sobre outro homem chamado Arthur que viveu há muito, muito tempo. ”Então, foi aquele Geoffrey de Monmouth que escreveu seu livro,“ História dos Reis da Grã-Bretanha ”, incorporando partes de uma obra anterior sua. Embora seja certo que Geoffrey tinha suas fontes, este livro antigo foi identificado como verdadeiro e pode nunca ter existido. Na obra de Geoffrey, a história do Rei Arthur ocupa apenas cerca de um quinto do livro.

Geoffrey começa o reinado de Arthur colocando-o contra os saxões. Saxon ”ou Anglo-Saxon” é o nome coletivo desses invasores de sangue alemão, que vieram da Alemanha, Holanda e Escandinávia. Em meados do século V, um chefe britânico chamado Vortigern procurou a ajuda dos saxões para lutar contra os irlandeses e escoceses. Na "História" de Geoffrey, ele é elevado a rei, irmão do pai de Arthur, Uther Pendragon, que também era rei. Provavelmente por volta do ano 490, o nome de outro grande general começa a ser sussurrado: Artorius. Hoje conhecemos o nome como Arthur. O Arthur de Geoffrey foi um construtor de império, embora tenha falhado.

Embora a “História dos Reis da Grã-Bretanha” não possa mais ser tratada como história pura, ainda é um dos livros mais importantes da Idade Média. O Rei Arthur Geoffrey sobre o qual escreveu não é exatamente o Arthur que conhecemos hoje. Em "A História dos Reis da Bretanha" não há mesa redonda, nem espada na pedra, nem Lancelot. A Rainha Guinevere é conhecida como Ganhumara, e a espada Excalibur é conhecida pelo nome anterior de Calibre. As obras de Geoffrey e Mallory diferem por muitos motivos. No romance de Geoffrey, existem diferentes personagens e diferentes nomes para personagens. Também em

O romance de Geoffrey, a história é baseada no pai do escritor que conhece Arthur. Existem muitas diferenças, mas isso não significa que qualquer romance esteja errado em seu conteúdo. Nenhuma dessas histórias pode ser comprovada como verdadeira. Qualquer um dos livros é tão agradável quanto o outro. Ambos os escritores usam grande detalhe e descrição do personagem, bem como sua atmosfera. Geoffrey of Monmouth e Sir Thomas Mallory são dois dos escritores mais conhecidos que escreveram sobre as aventuras do Rei Arthur, suas perdas, seus triunfos e seus amores. A lenda de Arthur é um tópico amplo para discutir. Existem muitos tipos de escritores de todo o mundo.

Muitos acreditam que ele viveu e muitas pessoas acreditam que ele não viveu. Como todas as lendas, a lenda do Rei Arthur ainda permanece um mistério depois de muitos e muitos anos. A imaginação pode decidir se realmente existiu um rei celta tão grande e nobre. Mallory e Geoffrey descrevem melhor o Rei Arthur e seu povo em cada um de seus escritos. Se uma pessoa como Arthur viveu há muito tempo, os países tinham grande controle por causa da capacidade do Rei Arthur de lutar, conquistar e manter a fé de seu povo. Na época e agora, o Rei Arthur era e ainda é uma figura popular na literatura em todo o mundo.

Para exportar uma referência a este artigo, selecione um estilo de referência abaixo:


King's Game The Animation

Talvez a semana passada tenha sido um pit stop para nos trazer de volta a velocidade no enredo atual da série, bem como matar mais dois personagens inúteis porque a série ainda não tinha certeza se sabíamos que isso significava negócio. Ou talvez Natsuko realmente seja o fósforo necessário para acender esse fogo de lixo. Meu ponto é que, após a desaceleração do último episódio, King's Game está de volta bebê! Esperançosamente, terminamos com as queimaduras lentas, já que este é o episódio mais agressivamente absurdo desde que o último arco terminou com uma garota casualmente distribuindo pontos da trama enquanto pegava fogo.

Sinceramente, não sei por onde começar com essa destruição, já que a estranheza absoluta se estende por todo o episódio. Desde o início, onde Natsuko balança uma camisinha usada como se fosse uma manifestação sinistra de seu encontro sexual bem-sucedido, a série está apenas implorando para você se aquecer em seu excesso nervoso. Esta sequência também culmina com Natsuko perseguindo Teruaki após o coito em um banheiro para roubar seu telefone em uma sequência hilária. Na verdade, apresenta uma imagem emoldurada como se estivéssemos olhando para cima através da água do vaso sanitário, uma metáfora perfeita para esta série, se é que alguma vez vi uma. Mas isso é apenas o começo, e tantas coisas realmente acontecem neste episódio depois disso, tenho certeza de que não preciso explicar que as maquinações ridículas do enredo confuso dessa série valem a pena dissecar pedaço por pedaço. Tecnicamente, as grandes ‘revelações’ deste episódio vêm de Nobuaki conversando com Riona, outra personagem com quem mal interagimos até agora.

Uma das minhas muitas perguntas é como um evento terrível como o primeiro King's Game de Nobuaki poderia ter ocorrido sem cobertura, e aqui Riona revela que o seu não foi o único King's Game recente! Vários King's Games ocorreram ao mesmo tempo, e as mortes em massa que resultaram foram todas de alguma forma encobertas como "suicídios em grupo". Inacreditavelmente, os nomes publicados dos envolvidos revelam que Natsuko era de fato um participante de um Jogo anterior! “Ela tentou esconder isso de nós” Riona insiste, apontando para um artigo publicado com o nome de Natsuko que ela encontrou com uma rápida pesquisa no Google. Nobuaki e Riona concluem então que a hipótese anterior de Ria sobre o jogo ser uma sugestão hipnótica mutante assassino de vírus de computador ainda é válida, iniciando uma corrida para coletar os telefones do falecido que podem ser a chave para hackear seu caminho para fora do jogo sem entrar em combustão espontânea .

Isso é muita informação densa (que meio que já sabíamos) para um show que francamente não precisa de muita explicação para pessoas explodindo como piñatas de sangue mal animadas. Eu tenho que me perguntar se o fato de que essa história foi composta em um telefone celular motivou tanto sua mecânica sendo baseada em telefones (não muito diferente do programa que revi na temporada passada, In Another World With My Smartphone). Mas mesmo que King's Game esteja todo envolto em detalhes excruciantes nesta semana, seríamos roubados da incrível segunda metade deste episódio sem eles, então é uma troca mais do que justa.

Apenas ignore que o programa atrasa propositalmente nos fornecendo os detalhes do pedido atual até que o pára-choque comercial diga isso para nós e então os personagens descrevem uma cena depois. Em primeiro lugar, o jogo de acumular pontos de quebrar o dedo é tão desnecessariamente complicado que não tem sentido. A ideia depende dos alunos estarem inteiramente em contato uns com os outros o tempo todo, sentados em círculo discutindo seus planos, o que mata o suspense potencial de não saber quem vai trair alguém em um momento inesperado como algumas rodadas anteriores. Portanto, a história tenta extrair ironia dramática dos personagens no círculo de assassinato que se comunicam apenas pela metade por medo de Natsuko, apenas para descobrir mais tarde que todos eles concordaram em um plano para espancar Natsuko assim que ela se afastasse de qualquer maneira ! É o problema usual de King's Game de nos dar informações na ordem errada exata para um impacto dramático, fazendo com que toda a sequência siga simplesmente bizarra.

Mas isso não é tão bizarro quanto quando Teruaki dá um tempo na sua vez para cortar o cabelo de Nobuaki! Estou feliz por não ter bebido nada quando esse non-sequitur simplesmente apareceu, como um sonho febril aleatório parecido com a nudez maligna de Natsuko e Ria pegando fogo enquanto King's Game encontra novas maneiras ousadas de me confundir. A ideia era dar a Teruaki algum pathos pré-morte inevitável, revelando seu sonho de ser um estilista e apresentando-o como um momento de ligação com Nobuaki, mas isso simplesmente surge do nada, então você não pode deixar de rir de tudo isso. O show não pode nem dar um prenúncio certo, já que você pode imaginar Teruaki bajulando sua tesoura de corte de cabelo supercaríssima impediria o uso eles para fazer o ato de cortar o dedo, mas ele acaba quebrando um de volta com a mão livre. Houve alguns altos e baixos para chegar aqui, mas no momento em que Teruaki estava chorando pedindo a Nobuaki uma avaliação de corte de cabelo antes de esmagar triunfantemente sua mão com uma pedra como um momento de angústia, eu estava pronto para chamá-lo de "melhor" episódio de King's Game até então.

Ah, e todo o episódio também parece horrível, praticamente garantindo que não há chance de levar esse absurdo a sério. Mas está tudo bem! Encontrar novas maneiras de sugar é o único caminho para a sobrevivência para este show, e King's Game teve sucesso em falhar em quase todas as formas esta semana.


Análise de Édipo Rex

(Autor de Half Blood Blues). N.p., n.d. Rede. 30 de outubro de 2017). Na peça Édipo Rex, escrita por Sófocles, Édipo tenta fugir de seu destino, terminando tragicamente. Seus pais o jogaram na floresta depois de ouvir a profecia de que um dia mataríamos seu pai e dormiríamos com sua mãe. Édipo, tendo sobrevivido, mais tarde fugiu de seus pais sem saber que era adotado e acabou cumprindo a profecia anos depois sem saber. Édipo exibe os componentes clássicos da jornada de um herói trágico através


5 coisas que você (provavelmente) não sabia sobre Henrique VIII

Henrique VIII (1491–1547), filho de Henrique VII, foi o segundo rei da dinastia Tudor. Ele desempenhou um papel significativo na Reforma Inglesa, instigando a ruptura da Igreja da Inglaterra com Roma em 1532 para se casar com sua segunda esposa, Ana Bolena. O rei Tudor é amplamente lembrado como um valentão que executou seus oponentes, supervisionou a destruição de edifícios religiosos e obras de arte e matou duas de suas seis esposas. Mas essa imagem é totalmente precisa?

Esta competição está encerrada

Publicado: 7 de julho de 2020 às 10h35

Aqui, a historiadora Tracy Borman compartilha cinco fatos surpreendentes sobre Henrique VIII ...

Henrique VIII foi magro e atlético durante a maior parte de sua vida

Com um metro e oitenta e cinco de altura, Henrique VIII estava de pé, cabeça e ombros, acima da maior parte de sua corte. Ele tinha um físico atlético e se destacava nos esportes, regularmente exibindo suas proezas na arena de justas.

Tendo herdado a boa aparência de seu avô, Eduardo IV, em 1515 Henry foi descrito como "o potentado mais bonito que eu já vi ..." e mais tarde um "Adônis", "com uma panturrilha extremamente fina na perna, sua tez muito justo… e um rosto redondo tão lindo, que viraria uma mulher bonita ”.

Tudo isso mudou em 1536, quando o rei - então na casa dos quarenta anos - sofreu um grave ferimento na perna durante uma justa. Isso nunca cicatrizou adequadamente e, em vez disso, tornou-se ulceroso, o que deixou Henry cada vez mais incapacitado.

Quatro anos depois, a cintura do rei cresceu de um corte de 32 polegadas para enormes 52 polegadas. No momento de sua morte, ele teve que ser guinchado em seu cavalo. É esta imagem do corpulento Henrique VIII que obscureceu a impressionante figura que ele modelou durante a maior parte de sua vida.

Henry VIII era um comedor organizado

Apesar da imagem popular de Henrique VIII jogando uma coxa de frango por cima do ombro enquanto devorava um de seus muitos banquetes, ele era na verdade um comedor meticuloso. Apenas em ocasiões especiais, como a visita de um dignitário estrangeiro, ele encenava banquetes.

Na maioria das vezes, Henry preferia jantar em seus apartamentos particulares. Ele teria o cuidado de lavar as mãos antes, durante e depois de cada refeição, e seguiria uma ordem estrita de cerimônia.

Sentado sob um dossel e cercado por oficiais superiores da corte, ele foi servido de joelhos e recebeu vários pratos diferentes para escolher em cada prato.

Henry era um pouco puritano

O monarca mais casado da Inglaterra tem uma reputação de mulherengo - por razões óbvias. Além de suas seis esposas, ele manteve várias amantes e teve pelo menos um filho com elas.

Mas as evidências sugerem que, a portas fechadas, ele não era um lotário. Quando ele finalmente persuadiu Ana Bolena a se tornar sua amante tanto no corpo quanto no nome, ele ficou chocado com o conhecimento sexual que ela parecia possuir, e mais tarde confidenciou que acreditava que ela não era virgem.

Quando ela falhou em lhe dar um filho, ele optou pela inocente e imaculada Jane Seymour.

O ministro-chefe de Henry gostava de festejar

Embora muitas vezes representado como um capanga implacável, Thomas Cromwell era na verdade um dos membros mais divertidos da corte. Suas festas eram lendárias e ele gastava grandes somas para entreter seus convidados - certa vez ele pagou a um alfaiate £ 4.000 para fazer um traje elaborado que pudesse usar em uma máscara para divertir o rei.

Cromwell também mantinha uma gaiola de pássaros canários em sua casa, bem como um animal descrito como uma “besta estranha”, que deu de presente ao rei.

Ouça a Diarmaid MacCulloch falando sobre Thomas Cromwell:

Henrique VIII enviou mais homens e mulheres para a morte do que qualquer outro monarca

Durante os últimos anos do reinado de Henrique, conforme ele ficava cada vez mais paranóico e mal-humorado, a Torre de Londres estava lotada de súditos aterrorizados que haviam sido aprisionados por suas ordens.

Uma das execuções mais brutais foi a da idosa Margaret de la Pole, condessa de Salisbury. A condessa de 67 anos foi acordada na manhã de 27 de maio de 1541 e instruída a se preparar para a morte.

Embora inicialmente composta, quando Margaret foi instruída a colocar sua cabeça no bloco, seu autocontrole a abandonou e ela tentou escapar. Seus captores foram forçados a prendê-la ao bloco, onde o carrasco amador cortou a cabeça e o pescoço da pobre mulher, eventualmente cortando-os após o décimo primeiro golpe.

Este artigo foi publicado pela primeira vez pela HistoryExtra em janeiro de 2015


Teste de História: Escuridão e Idade Média

SEMANA 17: Teste de História das Trevas e Idade Média

NOTA: A seguir está o Teste de História das Trevas e Idade Média. Os alunos da 7ª e 8ª séries devem ser capazes de fazer todo esse teste. Os alunos da 4ª à 6ª série devem ser capazes de fazer a maior parte do teste. Os alunos da 3ª série do K & # 8211 serão capazes de fazer muito deste teste oralmente. Cada questão vale 2 pontos. Este teste é OPCIONAL. Sinta-se à vontade para pular essa escala, eliminar partes dela, usá-la apenas como uma revisão ou fazer o que melhor se adequar à sua família! Se você decidir dar a seus filhos este teste, eu recomendaria revisar as "Questões para Discussão" dos planos de aula das últimas 16 semanas um dia antes de você aplicar o teste.

Após o teste, você encontrará as respostas dos professores.

Teste de História: Escuridão e Idade Média

Nome: ____________________________________________________ Data: _______________________________________

Preencha o espaço em branco com a (s) resposta (s) correta (s):

1. Quem mudou a religião oficial do Império Romano para o Cristianismo? ____________________________________
2. Cite os dois deuses vikings mais populares: _______________________________________________________
3. De onde vem a palavra “quinta-feira”? _____________________________________________________
4. Que trapaceiro causou muitos problemas para Thor e sua família? __________________________________________
5. O que aconteceu com São Patrício quando ele tinha 16 anos?
_______________________________________________________________________________________
6. Por que Patrick decidiu viajar de volta à Irlanda muitos anos depois?
_______________________________________________________________________________________
7. Os ossos de um santo, um pedaço da cruz de Jesus ou outros itens religiosos que teriam poderes para curar e realizar milagres foram chamados ...
___________________________________
8. O que os camponeses fizeram por seu Senhor? O que os senhores fizeram pelos camponeses?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
9. Quando um exército inimigo cerca um castelo, diz-se que o castelo está sob…. ________________________________
10. O símbolo no escudo e armadura de um cavaleiro era chamado de ... _________________________________________
11. Qual era o bem mais valioso de um cavaleiro? _________________________________________________
12. Como Arthur se tornou rei?
___________________________________________________________________________________
13. Quais são os dois grandes presentes que Arthur recebeu de Leodegrance?
___________________________________________________________________________________
14. O vidro transparente foi usado na Idade Média para inventar ...?
___________________________________________________________________________________

15. Como o vidro colorido era usado na Idade Média? _______________________________________________
16. Quais instrumentos musicais muitas catedrais continham durante a Idade Média? _________________________
17. O que Muhammad disse que viu na caverna fora de Meca? __________________________________
18. O que é considerado o livro sagrado do Islã? _______________________________________________

19. Quais são os 5 pilares do Islã?
1.) ____________________________________________________
2.) ____________________________________________________
3.) ____________________________________________________
4.) ____________________________________________________
5.) ____________________________________________________

20. Quantos gênios existem na história original de Aladim? _____________________________________________
21. Qual “Cidade Dourada” é a cidade de grande importância para as três principais religiões? _______________________________
22. O que o Papa Urbano II prometeu a todos os homens que lutaram nas Cruzadas?
_______________________________________________________________________________
23. O que significa a palavra “Cruzada”? _____________________________________________________
24. Para que país viajou Marco Polo? ____________________________________________________
25. Cite duas criaturas que carregaram e espalharam a Peste Negra por toda a Europa.
_______________________________________________________________________________
26. Quantas pessoas morreram da Peste Negra na Europa? ________________________________________

Múltipla escolha: circule a (s) resposta (s) correta (s):

27. O período de 500 DC a 1500 é conhecido como “Dark” ou “Idade Média”. Porque?
A.) Poucos avanços culturais, época de muitas invasões
B.) Menos pessoas foram educadas nesta época
C.) Esta era está localizada no “meio” do Império Romano e da Renascença.
D.) Todas as opções acima.

28. Cite 3 grandes sociedades da Idade Média? (Circule todas as que se aplicam.)
A.) Os Gregos Antigos
B.) Os Vikings
C.) Sociedade Feudal Europeia
D.) O Império Árabe

29. Os vikings eram especialistas em construir o quê?
A.) Castelos
B.) Navios (escaler)
C.) Vitral
D.) Estradas

30. Os vikings invadiram porque queriam (Circule todas as que se aplicam.)
Uma terra
B.) Dinheiro
C.) Livros
D.) Escravos

31. Que grupo de homens cristãos passava grande parte do tempo fazendo cópias da Bíblia?
A.) Padres C.) Papas
B.) Monges D.) Frades

32. Que grupo de homens cristãos passou a maior parte do tempo viajando de um lugar para outro, pregando o evangelho?
A.) Padres
B.) Monges
C.) Papas
D.) Frades

33. Bispos e Arcebispos frequentemente celebram missas em magníficas igrejas grandes chamadas….
A.) Templos
B.) Catedrais
C.) Mesquitas
D.) Castelos

34. Quando alguém foi um “Senhor”?
A.) Se ele deu terras.
B.) Se ele recebeu terras.
C.) Se ele tivesse 100 cavaleiros.
D.) Se ele lutou nas Cruzadas.

35. Quando alguém foi um “vassalo”?
A.) Se ele deu terras.
B.) Se ele recebeu terras.
C.) Se ele tivesse 100 cavaleiros.
D.) Se ele lutou nas Cruzadas.

36. Que coisas importantes estavam localizadas em uma mansão? (Circule todas as que se aplicam.)
A.) Casa senhorial ou castelo
B.) Universidade
C.) Aldeia para os camponeses
D.) Igreja
E.) Terra para cultivar

37. A grande torre de observação no meio do castelo era chamada de ...
A.) Portcullis
B.) Fosso
C.) Manter
D.) Ponte levadiça

38. Como as pessoas poderiam defender seu castelo se ele estivesse sob ataque? (Circule todas as opções aplicáveis)
A.) Deixando cair óleo fervente
B.) Atirando flechas
C.) By shooting cannonballs and explosives
D.) By sending messages to call for help

39. Place the following in chronological order:
A.) Knight, Page, Squire
B.) Squire, Page, Knight
C.) Page, Squire, Knight
D.) Page, Knight, Squire

40. Which of the following was NÃO part of the “Code of Chivalry”?
A.) Promise to be generous to the poor
B.) Promise to fight in the Crusades
C.) Promise to defend the helpless
D.) Promise to honor their lady

41. Who was Arthur’s real father?
A.) Uther Pendragon
B.) Merlin Pendragon
C.) Mordred Pendragon
D.) No one knows.

42. What ingredients are needed to make glass? (Circle all that apply.)
A.) Sand
B.) Crystal
C.) Soda ash [which is made by burning plants or hardwood]
D.) Fire & Heat

43. The square structure with a meteorite set into the corner located in Mecca where many Arabs worship is called the ….
A.) Khadijah
B.) Kabah
C.) Quraysh
D.) Jihad

44. A Holy War: Muslims must fight to protect, defend & advance the Muslim community.
This is called …
A.) Khadijah
B.) Kabah
C.) Quraysh
D.) Jihad

45. The numbers we use today (0 – 9) are called Arabic numerals, but where did they originally come from?
A.) The ancient Greeks
B.) The ancient Romans
C.) The Vikings
D.) Hindu mathematicians in India

46. Name two important commanders during the Crusades. (Circle Two)
A.) Shahrazad C.) King Richard
B.) Saladin D.) Prince John

47. What famous story began around the time of the Crusades?
A.) Robin Hood
B.) King Arthur
C.) Aladdin
D.) 1001 Arabian Nights

48. What was NÃO something Marco Polo said he saw in China?
A.) Giant snakes that walked on squat legs with jaws big enough to swallow a man.
B.) Paper money
C.) Black stones that burned.
D.) Wooly Mammoths

49. During the Middle Ages, what did many people believe was the cause of the Black Plague?
A.) Germs
B.) Punishment of God
C.) Dirty Towns
D.) The Crusades

Write “T” if the answer is true. Write “F” if the answer is false.

50. T/F Mom loves her kids very much and is very proud of them. ________________________

Grades K – 3:
What was the name of the sword King Arthur received from the Lady in the Lake?
________________________________________
What numbers were used for math before Arabic numerals?
_______________________________________
What great leader did Marco Polo work for in China?
_______________________________________

Grades 4 – 6:
About how long did the Middle Ages last?
________________________________________
What were Viking letters called?
________________________________________
Why did the Crusades begin?
____________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

What was the name of King Arthur’s son?
_________________________________________
Explain how Shayryar came to distrust all women?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________
Who were the flagellants?
__________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________________

  • 1. Constantine
  • 2. Thor & Oden
  • 3. Thor’s Day
  • 4. Loki
  • 5. Captured by pirates
  • 6. Patrick received a dream in which the people of Ireland were calling him to walk among them again. He determined that God wanted him to preach the gospel there.
  • 7. relics
  • 8. Peasants farmed the land Lord provided them with protection
  • 9. siege
  • 10. Coat of Arms
  • 11. his horse
  • 12. pulled a sword from a stone
  • 13. His daughter, Guinevere, in marriage & Round Table
  • 14. glasses, magnifying glasses, mirrors
  • 15. stained glass windows
  • 16. bells
  • 17. the angel Gabriel
  • 18. the Qur’an (Koran)
  • 19. No God but Allah and Muhammad is his prophet, Pray facing Mecca five times a day, Give to the poor, Fast during the month of Ramadan, Make a pilgrimage to Mecca at least once in your life
  • 20. two
  • 21. Jerusalem
  • 22. All their sins would be forgiven
  • 23. Cross
  • 24. China
  • 25. Rats, Fleas
  • 26. over 20 million one out of every 3 people died
  • 27. D
  • 28. B, C, & D
  • 29. B
  • 30. A, B, & D
  • 31. B
  • 32. D
  • 33. B
  • 34. A
  • 35. B
  • 36. A, C, D, & E
  • 37. C
  • 38. A, B, & D
  • 39. C
  • 40. B
  • 41. A
  • 42. A, C, & D
  • 43. B
  • 44. D
  • 45. D
  • 46. B & C
  • 47. A
  • 48. D
  • 49. B
  • 50. T

Extra Credit K – 3: Excalibur, Roman Numerals, Kublai Khan

Extra Credit 4 – 6: 1000 years, Runes, Muslims blocked Christians from visiting Jerusalem Christians wanted to gain control of Jerusalem and take it out of Muslim hands.

Extra Credit: 7 – 8: Mordred. His first wife and his brother’s wife were unfaithful to them. Monks who whipped themselves. They hoped by doing so God would end the Black plague.


A STORY OF ROBIN HOOD.

In the rude days of King Rich-ard and King John there were many great woods in England. The most famous of these was Sher-wood forest, where the king often went to hunt deer. In this forest there lived a band of daring men called out-laws.

They had done something that was against the laws of the land, and had been forced to hide themselves in the woods to save their lives. There they spent their time in roaming about among the trees, in hunting the king's deer, and in robbing rich trav-el-ers that came that way.

There were nearly a hundred of these outlaws, and their leader was a bold fellow called Robin Hood. They were dressed in suits of green, and armed with bows and arrows and sometimes they carried long wooden lances and broad-swords, which they knew how to handle well. When-ever they had taken anything, it was brought and laid at the feet of Robin Hood, whom they called their king. He then di-vid-ed it fairly among them, giving to each man his just share.

Robin never allowed his men to harm any-body but the rich men who lived in great houses and did no work. He was always kind to the poor, and [29] he often sent help to them and for that reason the common people looked upon him as their friend.

Long after he was dead, men liked to talk about his deeds. Some praised him, and some blamed him. He was, indeed, a rude, lawless fellow but at that time, people did not think of right and wrong as they do now.

A great many songs were made up about Robin Hood, and these songs were sung in the cot-ta-ges and huts all over the land for hundreds of years after-ward.

Here is a little story that is told in one of those songs:&mdash

Robin Hood was standing one day under a green tree by the road-side. While he was lis-ten-ing to the birds among the leaves, he saw a young man passing by. This young man was dressed in a fine suit of bright red cloth and, as he tripped gayly along the road, he seemed to be as happy as the day.

"I will not trou-ble him," said Robin Hood, "for I think he is on his way to his wedding."

The next day Robin stood in the same place. He had not been there long when he saw the same young man coming down the road. But he did not seem to be so happy this time. He had [30] left his scarlet coat at home, and at every step he sighed and groaned.

"Ah the sad day! the sad day!" he kept saying to himself.

Then Robin Hood stepped out from under the tree, and said,&mdash

"I say, young man! Have you any money to spare for my merry men and me?"

"I have nothing at all," said the young man, "but five shil-lings and a ring."

"Yes?" said the young man, "it is a gold ring. Here it is."

"Ah, I see!" said Robin: "it is a wedding ring."

"I have kept it these seven years," said the young man "I have kept it to give to my bride on our wedding day. We were going to be married yes-ter-day. But her father has prom-ised her to a rich old man whom she never saw. And now my heart is broken."

"What is your name?" asked Robin.

"My name is Allin-a-Dale," said the young man.

"What will you give me, in gold or fee," said Robin, "if I will help you win your bride again in spite of the rich old man to whom she has been promised?" [31]

"I have no money," said Allin, "but I will promise to be your servant."

"How many miles is it to the place where the maiden lives?" asked Robin. [32]

"It is not far," said Allin. "But she is to be married this very day, and the church is five miles away."

Then Robin made haste to dress himself as a harper and in the after-noon he stood in the door of the church.

"Who are you?" said the bishop, "and what are you doing here?"

"I am a bold harper," said Robin, "the best in the north country."

"I am glad you have come," said the bishop kindly. "There is no music that I like so well as that of the harp. Come in, and play for us."

"I will go in," said Robin Hood "but I will not give you any music until I see the bride and bridegroom."

Just then an old man came in. He was dressed in rich clothing, but was bent with age, and was feeble and gray. By his side walked a fair young girl. Her cheeks were very pale, and her eyes were full of tears.

"This is no match," said Robin. "Let the bride choose for herself."

Then he put his horn to his lips, and blew three times. The very next minute, four and twenty men, all dressed in green, and car-ry-ing long bows in their hands, came running across the fields. [33] And as they marched into the church, all in a row, the fore-most among them was Allin-a-Dale.

"Now whom do you choose?" said Robin to the maiden.

"I choose Allin-a-Dale," she said, blushing.

"And Allin-a-Dale you shall have," said Robin "and he that takes you from Allin-a-Dale shall find that he has Robin Hood to deal with."

And so the fair maiden and Allin-a-Dale were married then and there, and the rich old man went home in a great rage.


King Arthur, Why he fits the hero cycle motif


In the tale of King Arthur, he can certainly be classified as a hero. He fits almost every aspect of the hero cycle. He has an unusual birth, periods of initiation, countless obstacles that he faces, and he dies and ascends to a greater plane in the end. .
When Arthur was born, he was taken away from his parents King Uther Pendragon and his Queen, Igraine. This ultimately took Arthur out of line to be heir to the throne of Britain, but it had to be done because Arthur would have had many enemies and it would not have been safe for him to stay with his parents. He was given to Sir Ector who raised him as if he were his own son. This is part of Arthur's unusual birth because a baby in that time period is hardly ever given up to be raised by someone else, especially a baby of royalty. Arthur's birth was also very unique because elves were present as he was being born. As Merlin explained to Arthur, "They enchanted you with their strongest magic and presented you with special gifts. They gave you the courage and the strength to be the best of all knights. They gave you the intelligence to become a mighty king, combined with the generosity that would bring you lasting devotion and fame. And finally, they gave you the gift or a long life.".
Arthur can be considered to have two periods of initiation as a child. His first was before he became a king. He practiced with and looked up to both Sir Kay and Sir Ector. Arthur was just a squire, and had not learned everything he needed to know, and these two men, both older and wiser, were in the process of teaching Arthur to become a great knight.
After Arthur was crowned King of Britain, a noble named Merlin stood by his side. He helped Arthur through the rough times in the beginning of his reign. Merlin gave Arthur .
information about the future, although sometimes his stories were incomplete and sometimes he did not give Arthur the information at all.

Essays Related to King Arthur, Why he fits the hero cycle motif

1. King Arthur

King Arthur's unforgettable tale The story of a boy who pulled a sword out of the stone, the tale of a man who became king, a king that ruled for years in the kingdom of Camelot. . But why has it lasted for so long, since its origins in the 15th century until now, and who knows until when. There are many reasons why the tale of King Arthur has been so popular, one of them is that the story has all the literary elements needed to be a very good story, suspense, action, romance, fiction, it has everything. . Lancelot says "The king without a sword, the kingdom without a king", an.

2. King Arthur

King Arthur and the Knights of the Round Table The story of King Arthur and his Knights of the Round Table has been a favorite among writers and filmmakers for many years now. . Camelot, on one hand, is plagued with numerous instances that could not, or at least certainly would not have happened in the actual time of King Arthur. . In the film, King Arthur struggles to find a way to relieve the stresses that plague him as a ruler. . Later, the king is shown torn between what he holds in his heart and what is in his head. . Each version manipulated the legend to best fit those most.

3. Arthur Vs. Beowulf

King Arthur is another character in English literature that has heroic traits. . Having honor, King Arthur was to meet Mordred and discuss these matters. . King Arthur achieved great things. . He was also physically fit enough to be able to handle hand to hand fighting as well as he did. . In conclusion, Beowulf and King Arthur were very similar. .

4. Beowulf Vs. Arthur

King Arthur is another character in English literature that has heroic traits. . Having honor, King Arthur was to meet Mordred and discuss these matters. . King Arthur achieved great things. . He was also physically fit enough to be able to handle hand to hand fighting as well as he did. . In conclusion, Beowulf and King Arthur were very similar. .

5. The Maturity of King Arthur

In the second book of this anthology, The Queen of Air and Darkness, White dives deeper into the character maturation of novel's hero, King Arthur. . In the beginning of the novel, newly-crowned King Arthur is still young and naive. . In this situation, rather than siding with Merlyn and trying to guide the young and impressionable Arthur into the right path of kingship, Kay describes why he thinks war can be a positive. . Essentially, he takes the opposite of Kay's "might is right" stance, saying, "Why can't you harness Might so that it works for Right. .

  • Word Count: 1393
  • Approx Pages: 6
  • Has Bibliography
  • Grade Level: High School

6. The Rise and Development of Arthurian Romances

King Arthur is a legendary British leader of the late 5th and early 6th centuries, who, according to medieval histories and romances, led the defence of Britain against Saxon invaders in the early 6th century. . Whereas Arthur is very much at the centre of the pre-Galfridian material and Geoffrey's Historia itself, in the romances he is rapidly sidelined.[74] His character also alters significantly. In both the earliest materials and Geoffrey he is a great and ferocious warrior, who laughs as he personally slaughters witches and giants and takes a leading role in all military c.

7. King Arthur

There has been a lot of material written about the legendary King Arthur and even though he has been a popular figure in literature for a long time, not a lot is known about the real Arthur. It is believed that Arthur was a 5th century British King named Riothamus, meaning "high king", who ruled from 454 to 470 A.D. and led an army into Gaul where he was defeated by the Goths of Burgundy. . Arthur appeared in literature as a national hero in a book written in Latin by Geoffrey of Monmouth called Historia Regum Britanniae meaning History of the Kings of Britain. . Due to the popu.

8. King arthur

All the adventures Merlyn gives to Arthur will make become a great king. . On second adventure, Arthur has is when he is seeing the jousting between King Pellimore and Sir Grummore. . Through this, Arthur learns how to be an effective king. When he last through Cully, the other birds call him King of the Merlins. . The Wart is not a hero in this adventure in the same sense as Kay, since he does not win fights or kill beasts. .

9. Cuchulainn and King Arthur

King Arthur and Cuchulainn utilized a sort of magical protection. King Arthur had obtained his Excalibur from the stone, which made him king. . King Arthur had used his magical protection to kill more than three hundreds people charging at him on a hill. . Cuchulainn and King Arthur defended their territories with the best of their abilities. . Cuchulainn and King Arthur are hero representatives because they have a balance between abilities. .


Assista o vídeo: A Lenda do Herói - De Férias com o Herói - Herói vs. Rei u0026 Rainha - Música Limpa e Gameplay